terça-feira, 17 de setembro de 2019

Erraram, erraram e erraram!



Bolsonaro

O presidente Jair possivelmente errou ao clocar Aras no comando da PGR. É como se colocasse um cão de guarda que fosse amigo do ladrão da vizinhança. Óbvio que ele não vai fazer um bom trabalho e acredito que irá atrasar os andamentos da Lava Jato.

Flávio também errou ao estar dinamitando a CPI da Lava Toga. Com uma blindagem tão forte, infelizmente, toga virou coroa e o STF é quem está mandando mesmo no Brasil. O nosso ordenamento jurídico está em risco, agora, só nos resta a esperança nos generais e no STM que, se provocado, pode colocar no eixo a justiça do Brasil sem a necessidade de uma intervenção federal.

Esses dois erros estão dinamitando a base de defesa do presidente: o apoio popular. Ao votarmos nele, queríamos um combate à corrupção, à ideologia da esquerda e ao poderio do Estado. Esses erros irão custar muito apoio.

Youtubers

Ao mirarem suas armas uns nos outros, os Youtubers de Direita, cito Nando Moura, Diego, Lilo, professora Marisa e outros, só estão contribuindo para abalar ainda mais o apoio ao presidente. Aos amigos temos que ter cordialidade, com os inimigos ferocidade. Porra, parem de brigar entre si! Divergir em opinião é uma coisa, ficar xingando uns aos outros é o que a esquerda mais quer. Parem!


Ao menos confirmamos que a Direita não possui militância. Uma das bases do pensamento conservador é a liberdade individual e a defesa da propriedade (intelectual, por exemplo). Com isso, prevalece o pensamento do indivíduo acima do pensamento da massa. Ao brigarem entre si, as pessoas que representam um pensamento à Direita provam que realmente estão embasadas pela defesa do individualismo e defendem o pensamento do homem sobre a massa. Também é o maior calcanhar de aquiles que temos, pois, enquanto a esquerda prima por ter uma massa de manobra, tal qual gado, a Direita não a possui. Unir todas as vozes da Direita é possível apenas por milagre.  

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Zillis


Zillis

Como sabem, eu me mudei para São Paulo para que meu médico pudesse acompanhar de perto a evolução da minha diabetes e tratar minha obesidade. Sou um ex-gordo com atuais 80 quilos. Na época da minha mudança para São Paulo, eu me hospedei no Bourbon Convention Ibirapuera e conheci esse restaurante, que está anexo ao hotel.

Foto publicitária. Fonte: http://zillisgastronomia.com.br/acontece/brunch


“Em um amplo espaço com arquitetura rústica e moderna, o Zillis é indicado para quem procura por um ambiente com coquetelaria moderna, variedade de chopes artesanais, e uma gastronomia que sugere pratos da cozinha mediterrânea criado para os paladares mais exigentes com opções de entradas, aperitivos, saladas, pratos quentes e sobremesas.”

O restaurante me encantou pela hospitalidade, pelo ambiente leve e sofisticado, que lembra a decoração de ótimos restaurantes praianos que conheci, e pela culinária de excelência. O estabelecimento serve almoço (veja aqui o cardápio), brunch da tarde e jantar. Ele também organiza eventos especiais, como servir um rodízio de pizzas com o chef que já apareceu no Domingão do Faustão, e uma feijoada aos sábados que é impecável.

Peça publicitária para o evento do dia 12 de julho quando, à época, o restaurante teria samba junto com a feijoada. Fonte: https://www.facebook.com/zillisbarlounge/photos/a.216271488969373/431844344078752/?type=3&theater


“O tradicional buffet de feijoada do Zillis é servido em caldeirões com acompanhamentos individuais para atender todos os gostos, e conta ainda com deliciosas guarnições, buffet de aperitivos e saladas, além de 'Cantinho da Baiana' com opções de salgados fritos e acarajé.

R$ 60 por pessoa | R$ 30 por criança de 3 a 11 anos

*Taxas e bebidas não inclusas.”

A feijoada é um trabalho fantástico. Eu mesmo saio da dieta todo o sábado (que meu médico não leia isso) para degustar dessa deliciosa e bem trabalhada feijoada, com música ao vivo, em um ambiente descontraído, leve, em um bairro muito simpático de São Paulo. Vale a sua visita!



sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Notas rápidas sobre animês!


Notas rápidas!

Desisti
Is It Wrong to Try to Pick Up Girls in a Dungeon?
https://www.crunchyroll.com/pt-br/is-it-wrong-to-try-to-pick-up-girls-in-a-dungeon


Inventaram que a antítese de um herói seria uma prostituta, então, o lugar mais perigoso desse mundo fictício deixou de ser a dungeon e passou a ser o bairro da luz vermelha, no qual até o Minotauro seria estuprado com facilidade. Dito isso, a série é o Bell sendo perseguido por prostitutas que lutam melhor que qualquer guerreiro que a série anterior já tenha mostrado. E a dungeon ficou sem sentido. Melhor, para evoluir como aventureiro, ficar fazendo sexo e brigas no puteiro, do que entrar em uma dungeon. É, o enredo ficou ruim assim e acabei por largar essa série.  



Quase desistindo
  Do You Love Your Mom and Her Two-Hit Multi-Target Attacks?
https://www.crunchyroll.com/pt-br/do-you-love-your-mom-and-her-two-hit-multi-target-attacks


Sabe terapia de casal? Ou terapia familiar? A série é tão forçada ao tratar de questões familiares, que fica parecendo uma péssima sessão de terapia. O que ainda me deixa ligado nela são as piadas que ainda funcionam na maioria das vezes. As piadas é que salvam, porque, quando o enredo tenta se envolver no drama dos personagens, é sofrível!



Está com tudo!
A Certain Scientific Accelerator
https://www.crunchyroll.com/pt-br/a-certain-scientific-accelerator


Está tudo indo bem com esse enredo. Accelerator continua um marginal de primeira, que essencialmente luta por uma única pessoa que viu algum valor nele. Apesar disso, ele demonstra algum respeito por outras vidas, mostrando que a Misaka está sendo uma boa influência na vida do garoto! 😃 A ação entrega direitinho essa motivação do personagem. Já a história, girando em torno da necromancia, está funcionando muito bem. Tem boas surpresas e personagens bem trabalhados! É uma série que está entregando um trabalho muito bom e eu estou gostando de ver. Mete porrada, Accelerator! 😊

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Bad Apple!

Um poema inspirado em uma das mais belas canções criadas para o universo Touhou. Ative o CC no vídeo para entender o poema e sua inspiração.


E eu não desejo dar nem mais um passo;
A luta tirou minhas forças. Cansaço!
Sem progresso, só penso em me retirar;
Não quero mais lutar, ou amar, ou clamar.

Eu já posso ir me deitar e ir sonhar?
Tudo preto no branco. Nem vou desenhar.
A maçã apodreceu. Sujou o paladar.
Eu posso ir me retirar e descansar?

Ouça a música que estão a cantar;
A letra vai terminar. Vou recuperar;
Leia a sua canção com um bom olhar;
Quando ela findar, vou me recuperar.





O universo do  Touhou Project (東方Project) é tão grandioso quanto o universo Marvel. Até o presente momento, acredito que sejam mais de 160 personagens já criados e uma base de fãs muito grande. Dessa forma, o vídeo abaixo foi realizado para que fique mais fácil de identificar as personagens. Assista abaixo somente após assistir ao belo vídeo acima. 



segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Isekai Cheat Magician está patinando!


Nota 5

https://www.crunchyroll.com/pt-br/isekai-cheat-magician


Notei um problema com Isekai Cheat Magician. A construção do interior de um personagem importa bastante para dar credibilidade ao que está acontecendo com ele e com a história. Ele precisa externar adequadamente seus sentimentos. Assim como a música ajuda a contar uma cena, a reação adequada do personagem ajuda a mover uma ação. E existe um problema com o Taichi que está me incomodando. Considerando que o Isekai é uma forma de sequestro e, como em todo o sequestro, o personagem é retirado do convívio de seus amigos e familiares, isso deve levar sempre a uma revolta do personagem.

Se levarmos em conta que o personagem nunca mais vai poder voltar para a sua casa, essa revolta precisa vir acompanhada de indignação. Tiraram dele seus sonhos, e deram a ele um futuro que ele não escolheu para si. Como deveria ser a sua reação? Sim, o roteiro precisava mostrar a raiva, ódio, angústia e indignação do personagem. Qualquer um dos sentimentos, ou todos. Não foi o caso com o Taichi.

Ao conhecer a pessoa que o invocou a um novo mundo, ele simplesmente não reagiu direito ao pedido de perdão dela por esse ato. Sua reação foi mínima. Ele ficou mais incomodado em ser superpoderoso, do que com a vida que tiraram dele. Essa falta de reação me incomodou um pouco. E não foi somente nessa cena.

Em um episódio anterior, tiraram dele uma amiga. Novamente, era para ele ter uma explosão de raiva. Ao invés disso, vimos um cara lamentando e sem a reação adequada. E ele ainda deixou o assassino fugir. Pior, o assassino sabe o nome da pessoa que está fazendo ele de peça de xadrez, e ele deixa o bicho fugir sem nem mesmo o perseguir, apesar de todo o poder que possui.

É um personagem que não está agindo conforme a situação lhe obriga. Ele não reage direito ao que acontece e isso está me incomodando e me tirando a satisfação. Isekai está decepcionando!  

Não criem personagens que não reagem adequadamente ao seu ambiente!  

quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Quero acorrentar uma estrela! (+18)

Vilã, a noite me conta uns segredos vis;
Que liberam os meus desejos mais viris;
E sussurra a lua no meu ouvido;
Por um sonho ardente eu sou movido.

Quero a uma estrela acorrentar;
Com ferro a sua alva pele marcar;
Ver em seus olhos o desejo florescer;
Impedir o som de sua boca nascer.

Ela é a minha escrava cadente;
Atar suas asas com minha corrente;
É sempre culpa da noite o meu agir;
A estrela reconhece o meu sentir.

Estrela, sujeita a mim o seu viver;
Ela é minha! Todo o seu belo ser!
 



Não clique no vídeo se for menor de idade. (+18)

segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Atualizações do blog- 2ª Parte!

Atualizações do blog- 2ª Parte

O Retorno dos que não foram!

Não foi apenas no layout que mexi. Além de inserir a minha playlist mais importante, e de alterar o layout, eu também consegui melhorar a segurança do blog (https). Sim, o blog agora está com cadeado.  Além disso, eu também atualizei/renovei o certificado de proteção do DMCA. Estou pensando em retirar daqui a parte dos comentários, pois está me dando muita dor de cabeça e estou passando vexame ao não notar que existem comentários pendentes de aprovação. 😊

E o número de visitas ao blog aumentou. Provavelmente, as pessoas não entravam no site porque não viam a conexão segura que agora existe. Eu deveria ter feito isso mais cedo. Voltando a falar da lista do Spotify que deixei aqui, eu vou alterar as músicas semanalmente, deixando apenas K-ON (motivos pessoais) em exibição eterna.

Para encerrar, deixo aqui uma música de uma série que gostei muito. Ainda sonho em, um dia, descobrir que um louco produtor resolveu criar um crossover entre The Walking Dead e HighSchool Of The Dead. 😆

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Nezuko!



Na sombra da morte iminente;
Ela buscou forças para viver;
Zelosa, o amor é presente;
Um laço só para sobreviver;
Kyrie! Vamos, cante o anjo!
O mal está em um desarranjo.



segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Alterações no blog!

Olá! Como já perceberam, eu alterei o blog. Inseri minha lista de músicas de animês, que possui mais de sete horas de melodias das músicas que eu mais gosto. Robôs, bom proveito da minha lista de música.



Uma resolução minha: irei verificar diariamente a possibilidade de ter comentários no blog. Quando mudei o layout, para esse novo que vocês estão vendo, é que percebi que existiam comentários esperando aprovação. Antigamente, ficava um alerta em vermelho, no painel do blog, mostrando que existiam comentários para análise. Parece que isso não funciona mais assim. Quando fui perceber, já possuía comentários pendentes de aprovação. Minhas mais sinceras desculpas a todos que comentaram. Esse erro não vai mais ocorrer. Irei verificar diariamente os comentários.  


Histórias do Ratinho: Caranguejo!


Conto do Ratinho: Histórias do caranguejo
Esse conto se passa antes do ratinho escrever a carta para a sua mãe

Fonte: Gadoo https://www.gadoo.com.br/wp-content/uploads/2014/07/910.jpg


O inverno é sempre forte nessa nova baia, mas é um inverno próspero e alegre. Desde a minha mudança para esse novo lar, ainda temporário, tenho aprendido muito sobre o cientista e a vida. Muitos problemas que aconteceram, como a invasão de meu lar, fizeram com que eu refletisse sobre a mutabilidade da vida, a instabilidade dos valores e da minha própria falta de fé no cientista e em suas ações.

Aprendi que o cientista é dono de toda a luz e de todas as trevas. Que ele tem o domínio de todas as circunstâncias e que nossas ações, apesar de serem livres, nos trarão sempre consequências e, através delas, seremos julgados. Ainda em vida, nós, ratinhos, somos avaliados pelo olhar cuidadoso e zeloso de nosso cientista.

Certa vez, li em um livro que:
“Como as aves dão proteção aos filhotes
com suas asas,
o Senhor dos Exércitos
protegerá Jerusalém;
ele a protegerá e a livrará;
ele a poupará e a salvará".
Isaías 31:5

Eu não conheço mesmo o autor desse livro, mas sinto que o cientista é assim. Ele vê o mal que está sendo armado e protege os seus pequeninos. E, enquanto refletia sobre o cientista, não percebi a presença de um vulto que se aproximava de mim.

--- Meu jovem, retornei com novidades!

Era o velho caranguejo! Eu corri para o cumprimentar e ele bateu carinhosamente na minha cabeça com sua garra maior.

--- O cientista me explicou os detalhes do que estava acontecendo, como você bem o sabe. --- ele explica, ao andar de lado erguendo suas garras ao alto.

--- Sim, ele me disse que tinha comandado o senhor e alguns Mangustos para expulsarem as cobras! --- respondi com confiança.

--- Não terminou por aí, meu jovem! --- sorri o velho caranguejo observando minha reação. Eu arregalei os olhos esperando uma resposta. Ele continuou sua explicação:

--- Era noite quando decidi que deveria fazer mais do que expulsar as cobras de sua baia. Eu me reuni com os mangustos e decidimos que iríamos atrás das cobras. Elas pagariam pela invasão! Os mangustos me apresentaram uma companheira que me ajudaria: a aranha Viúva Negra. Eles guardariam a baia, e a aranha me ajudaria na invasão e negociação.

Caranguejo: “As cobras ficam menos ativas à noite, então, começamos a invasão de madrugada. Ao entrarmos na baia delas, não fomos notados. Era uma baia tão boa quanto a sua e eu fiquei realmente furioso ao ver que não havia sentido em querer a sua, uma vez que a delas também era grande. Além de grande, ela era nova e bem cuidada. Com minha técnica especial para andar (de ladinho) eu não fui notado até conseguir achar o covil delas, em uma área central da baia. A aranha estava em minhas costas preparando teia. Estava frio, sem iluminação e o cheiro da pele de cobra me dava náusea. Apesar da baia ser excelente, a presença das cobras fazia o lugar feder. A viúva negra e eu entramos no covil. As cobras estavam dormindo como era esperado.

Eram três cobras. Duas fêmeas horrendas e um macho fedorento e gordo. Quando nos notaram já era tarde. A aranha lançou uma rede de teias no macho, que não conseguiu desviar e ficou enrolado, lutando contra os fios. Quanto mais lutava, mais amarrado ficava. Era tão gordo que logo se cansou e parou de se debater. Imediatamente, ela pulou nas costas da mais jovem e laçou-lhe a boca para evitar ser mordida. Então, a pequena e ágil aranha agarrou a cauda dela, subiu pela parede, deixando-a amordaçada, imobilizada pelo rabo e pendurada de ponta-cabeça. Ela até se esforçou para se libertar, mas a aranha desceu por seu corpo e ameaçou morder-lhe o pescoço. Sentindo a presença das presas da aranha em sua pele, logo ela amansou e parou. A mais velha e horrível de todas tentou me morder, mas suas presas quebraram ao tocarem em minha armadura vermelha. Antes que ela tentasse se enrolar em mim, eu lhe imobilizei a cauda e lhe segurei pela cabeça. Ficamos olho no olho.

Nesse instante, comecei a negociar com elas. A aranha olhava fixo para a serpente que ela havia dominado, deixando transparecer sua sede de sangue pela vítima capturada. Eu olhava bem nos olhos da minha cobra capturada, apertando-lhe o pescoço com minha garra maior. Um barulho intencional veio de fora do covil. Um mangusto apareceu e olhava com ódio para a serpente macho enredada. Todos perceberam que falávamos sério e que a vida deles dependia de uma boa negociação.

Dei um sermão em todas. E a negociação até que foi rápida. Como eu tinha o domínio do fato, a força da lei, e a ajuda do cientista, minhas exigências foram aceitas sem questionamentos. Com isso, houve a promessa de que não invadiriam mais a sua baia e, em punição, eu tirei delas metade da baia que pertencia a elas. O macho ficou calado. Nós saímos da baia com a promessa feita em sangue.” --- Concluiu a história e fez uma breve pausa esperando por algo. Eu notei e imediatamente respondi:

--- Como eu posso agradecer uma ajuda tão grandiosa?

Ele sorriu:

--- Não precisa agradecer! Basta continuar sendo você mesmo. Já recebi do cientista o meu agradecimento. --- Disse ele estufando o peito e erguendo suas garras em comemoração.

Eu sorri e, olhando para cima, vi o cientista me observando. Eu o agradeci! Continuamos conversando nós dois até que o dia terminou.        



quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Meu inverno, meu verão!


Frio, solidão;
Dias sem seu abraço;
O fim da paixão!

Sol, alma e luz;
Reencontro com a paz;
Amor que conduz!

Nesse inverno;
Amor, desejo, paixão;
Você é meu verão.



segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Otogi Spirit Agents!


Otogi Spirit Agents



Jogo mobile para Android e IOs, da empresa Mitama Games, com sede em Hong Kong, é um dos poucos tesouros que guardo comigo, em meu celular. E eu completei 1046 dias de jogo, no momento em que escrevo esse texto. Somente tendo muito carinho por algo, para que possamos nos dedicar tanto a isso, e Otogi é um jogo que cativa.


A lenda da criação de Otogi

Tudo começou na época em que a Zynga (empresa de jogos) possuía a propriedade de um jogo chamado Ayakashi Ghost Guild. Eu jogava Ayakashi e tinha um carinho pela nossa guia espiritual no jogo, Mira, e jogava constantemente. Infelizmente, uma crise financeira fez a Zynga encerrar os servidores de vários jogos, incluindo Ayakashi. A comunidade que jogava não gostou. Foram feitas petições e reclamações para que Ayakashi não viesse a ser fechado. Não adiantou!




Ao menos, não parecia que iria adiantar. Até que, nos fóruns destinados ao jogo, surgiu uma luz no fim do túnel. A equipe chinesa que cuidava do jogo resolveu lutar por ele. E, nesse meio tempo, surgiu Otogi Spirit Agents com as mesmas funções e histórias de Ayakashi. Não sei ao certo se a empresa de Hong Kong realmente conseguiu os direitos de Ayakashi, ou se foi apenas coincidência, mas o que importa é que conheci Otogi no momento do fechamento de Ayakashi. Outra coincidência é a existência de duas personagens semelhantes em ambos os jogos: Mira (Ayakashi) e Yata Mirror. Sim, parece-me que Ayakashi reencarnou como Otogi!

Mira? É você?


O Jogo

No jogo, nós conhecemos uma agente espiritual chamada Sola. Nós a salvamos, no início, do ataque de um gatinho (não pergunte 😊) e criamos um laço com ela. Mais para frente, a coisa complica e nosso laço se torna mais forte, bem ao estilo Ichigo e Rukia (Bleach). Nesse momento, nós nos tornamos agentes espirituais e o jogo realmente entra em sua fase de história e aventuras.



O jogo possui os seguintes módulos principais, como todo jogo de carta:

História: É a ordem cronológica da história que precisamos encerrar.
Eventos: Histórias especiais e paralelas às histórias do jogo. Aqui desenvolvemos nossas cartas, aumentamos nosso poder, e ganhamos mais recursos.
Invocação: Gratuita e paga, as invocações servem para aumentar os limites de suas cartas, ganhar cartas novas ou trocar cartas por itens.
Guilda: Aqui conhecemos outros jogadores e nos ajudamos a enfrentar vilões mais fortes, além de participarmos juntos de “eventos de guilda”, que são histórias de combate paralelas às histórias normais.
Desenvolvimento: Aqui as caras recebem mais poder.
Leilão: Jogadores colocam cartas para leilão, nos quais podemos trocar e aumentar as qualidades e expandir limites de nossas cartas.

O que importa mesmo é o carisma dos personagens que vamos conhecendo, como a Sola, que nos acompanha durante o jogo, e gosta de colocar apelido em todo mundo, inclusive nos adversários. E isso causa muuuitos problemas (😊). Outros personagens vão chegando, você vai conhecendo e vai criando afeição pela simpatia, ou pelo drama que envolve o personagem na história. E esse trabalho é bem realizado, você é cativado pela história.



E, dessa forma, estou eu aqui comemorando mais de mil dias jogando Otogi. Eu te convido a conhecer o jogo também, quando ele sair da beta. Baixe-o em uma loja Google ou Apple. Aqui embaixo um vídeo meu jogando!





sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Silent Archives!


Nota DEZ!



Silent Archives é um dos melhores quadrinhos nacionais que li esse ano! É uma coletânea de trabalhos do autor Luiz Gustavo (Riojin). Na obra estão muitos trabalhos premiados e uma história inédita. As histórias seguem um elemento comum: não possuem diálogos, que é uma exigência de um concurso internacional chamado Silent Manga Audition, no qual o autor já foi diversas vezes premiado. E seu reconhecimento é justo!

Existe uma característica poderosa que pode ser facilmente percebida na arte do autor, que Ricardo Cruz (vocalista, membro do grupo Jam Project) resumiu perfeitamente e que eu concordo plenamente: “Ele consegue  misturar com fluidez um traço mais sério com outro mais humorístico e escrachado. Essa combinação dosada na medida costuma criar uma narrativa muito gostosa de ler”. É, de fato, um elemento muito poderoso na arte do Riojin.

Outro ponto incrível na obra é  que ela consegue passar, transmitir, a paixão que ele sente pelos quadrinhos. Ao ler a obra, você consegue perceber o cuidado com os detalhes. Percebe-se o carinho para com o desenho e a atenção para se contar uma boa história, que sempre te dá uma sensação de alegria. São histórias com humor e sensibilidade.

Uma obra realmente NOTA DEZ! Clique e compre!



segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Conto do Morvo!




Em um reino muito distante, chamado de Brazópolis, existia um clã que praticou muitas irregularidades enquanto estava no poder. Esse clã dominava a corte suprema de Brazópolis, pois tinha dentro do tribunal muitos vassalos. E essa corte se esqueceu do que seria a verdadeira justiça, e destruiu a lei máxima que protegia o país de Brazópolis. E esse conto é sobre isso e a guerra que se desenvolveu contra o crime e seus tentáculos.

*****
E um dia com bastante frio, uma garotinha se aproxima da casa de seu avô. Em frente a uma lareira quentinha, o velho senhor a vê chegando e se levanta para ir em direção à porta. Ele a recebe com um carinhoso abraço e recebe dela um amoroso beijo.

--- Venha para perto da lareira se esquentar. Eu vou te trazer um leite quente com biscoitos. --- disse o senhor cobrindo sua netinha com um cobertor nos ombros.

--- Vovô! O que foi o dia de Morvo? --- disse a garotinha se aconchegando perto da lareira quentinha.

--- Minha linda, foi o dia em que a escuridão começou a se dissipar de nossa nação. --- disse o velhinho dando para sua neta uma xícara.

--- Eu preciso escrever sobre isso para a escola. --- disse ela.
--- Então, vou lhe contar o que sei! Mas preste atenção! Certa vez, um dos juízes de Brazópolis, decidiu que seria a hora de soltar todos os criminosos do país, pois queria libertar um grande chefe de uma máfia, e quebrou, mais de uma vez, a lei suprema da justiça, e seu ordenamento. A lei máxima já não significava nada para eles. Foi então que a reação começou. O delegado máximo do país decidiu agir, pois viu na conduta do juiz um crime a ser investigado e leu, em seu quarto, uma lei que é muito próxima à lei de nosso país, que lhe deu bastante confiança:

LEI Nº 7.170, DE 14 DE  DEZEMBRO DE 1983.
Art. 1º - Esta Lei prevê os crimes que lesam ou expõem a perigo de lesão:
Il - o regime representativo e democrático, a Federação e o Estado de Direito;

--- Vovô, o que é estado de direito? --- perguntou ela enquanto mastigava um biscoito de leite e mel.

O senhor, então, senta-se calmamente e responde:

--- “Por Estado de direito entende-se geralmente um Estado em que os poderes públicos são regulados por normas gerais (as leis fundamentais ou constitucionais) e devem ser exercidos no âmbito das leis que os regulam, salvo o direito do cidadão de recorrer a um juiz independente para fazer com que seja reconhecido e refutado o abuso ou excesso de poder. Assim entendido, o Estado de direito reflete a velha doutrina [...] da superioridade do governo das leis sobre o governo dos homens, segundo a fórmula lex facit regem”. (Bobbio, 1990, p. 18). Isso deu confiança ao delegado para agir, pois o Direito de ambos os países era semelhante. Ele foi até o ministério público de Brazópolis e disse que o grande juiz estava quebrando as leis do país, portanto, anulando o Estado de Direito e que eles precisavam intervir, uma vez que toda a quebra das leis que vem de um alto tribunal coloca em risco todas as leis do país, ou seja, seu ordenamento jurídico. --- ele faz uma breve pausa.

Pegando um biscoitinho do prato da neta, o senhor prossegue em sua explicação:

--- O procurador do ministério daquele país, reconhecendo o autor citado, pois também adorava as leis daquele país vizinho, pegou um caderninho em sua mesa e citou:

“Parágrafo único - Incorre na mesma pena quem:

I - com o objetivo de realizar os atos previstos neste artigo, mantém serviço de espionagem ou dele participa;

III - oculta ou presta auxílio a espião, sabendo-o tal, para subtraí-lo à ação da autoridade pública;”

Ambos perceberam como era grave o momento do país e que tudo precisava ser esclarecido, principalmente por conta de invasão de informações pessoais de personagens públicos. Nesse dia, minha preciosa, surgiu um movimento de combate à corrupção no alto tribunal do nosso país. Não foi fácil, posso te dizer.

--- Nossa, vovô! Que situação! Mas por que eles não conversaram usando as leis do nosso país?

--- Eles já tinham notado que estavam sendo gravados, então, precisaram falar em código, por isso, usaram leis de outro país para poderem conversar.

--- Nossa, que situação horrível! --- repetiu a menina, depois de tomar toda a xícara de leite em um único gole. --- E o que aconteceu em seguida?

--- Querida, eu posso te contar mais tarde! Agora, o vovô precisa sair para encontrar o médico. --- disse o velhinho se levantando e indo em direção à porta. --- Continuaremos um outro dia!

A menina se despede de seu avô, enquanto ele se retirava. A história, então, deve continuar em outro momento, pensou ela!

quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Uma esperança!



Um dia, todo o mal silenciará;
Mesmo que eu esteja entre os pecadores;
Estarei completo ao ver chorar aqueles que me fizeram chorar.

Minha alma rejubilará;
Será o fim de todas as dores;
Será o fim de todo o maltratar.





terça-feira, 6 de agosto de 2019

Blue Seed retornou!



Assista: https://www.hidive.com/stream/blue-seed/s01e001


A grande surpresa da temporada foi o regresso de uma série que me acompanhou nos tempos de faculdade. Lá pelos idos da década de 90, eu estava cursando faculdade e chegava de madrugada em casa. Se não houvesse janta pronta, eu fritava um ovo, fervia um caldo, e ia para frente da televisão assistir algum programa para relaxar. Meu canal preferido era o Locomotion e, nesse canal, tinha uma série chamada Blue Seed. Adorava!



E que surpresa maravilhosa ao ver que a série retornou pelas mãos da plataforma de streaming chamada HIDIVE. E não somente ela, mas o OVA também. E, melhor ainda, como a HIDIVE pega a série para a distribuição em mídia física, ela também arremata os direitos e licenças das músicas, então, a série está passando com legendas nas músicas de abertura e encerramento.

A abertura é cantada pela Takada Band (Carnival Babel) que fez um trabalho excelente, pois o ritmo dela lembra quase uma marchinha militar unida a um belo jazz. Coisa linda de se ouvir, pois o vocal transmite uma sensação de combate e perigo, e as cenas escolhidas para acompanhar a melodia dão a essa sensação o ponto ideal.




E os encerramentos são cantados pela Megumi Hayashibara, que dubla a personagem Momiji. Touch And Go é o encerramento até o 25º capítulo e Life encerra a série no 26º capítulo!  E quem não conhece essa princesa? Megumi dublou Faye Valentine em Cowboy Bebop, Lina em Slayers, Lime em Saber J, Rei em Evangelion, Ranma mulher em Ranma ½, e fez várias participações especiais, como a mãe do Tenchi (Achika Masaki) no filme da série Tenchi Muyo. É uma princesa da dublagem!

Como nos tempos da vovó! 

A série foi animada em outro estúdio que amo: Production I.G. e revendo a série agora, pude perceber como era linda a animação desenhada à mão! A computação gráfica e as ferramentas de desenho não eram muito populares, e algumas sequer existiam nessa época para ajudar os animadores, então, temos um pouco de animação por computador no início da abertura e podemos ver como era simples na época. Antigamente, era tudo feito no papel, com tinta e muita dedicação e trabalho. É possível ver isso claramente nas cores, na fluidez, na forma como a animação percebia os movimentos e captava as emoções. O trabalho de luz e sombras é especial nessa série, pois ela remete muito ao terror, ao medo da escuridão, então as sombras são bem intensas em muitas sequências da série.

É muito interessante ver também o uso de coisas que hoje ninguém pensa em usar, como cabines de telefone, fax, e telefones acoplados em carros. Além disso, observe os computadores com entrada para disquete.  Hoje é muito engraçado de se ver! Essas coisas dão uma ideia de uma produção datada, mas eu acho que são coisas que deixaram a série com um ar clássico, retro e cult. Acredito que envelheceu bem com o tempo! A impressão que me passou, ao rever, foi de que ela ainda diverte!

Sobre a série



A história se baseia em uma lenda japonesa chamada Yamata no Orochi, clique no link para ler essa incrível história e ter uma noção do que acontece na série. Momiji é descendente de Kushinada e os descendentes de Orochi querem sua morte. O governo japonês tenta defender Momiji, enquanto tenta achar um jeito de lidar com as ameaças dos “filhos de Orochi”, chamados na série de Aragamis. Caso falhe, o próprio governo estuda a possibilidade de sacrificar a Momiji como no conto clássico citado acima.

Já a Momiji possui a defesa de Kusanagi, que é um humano com poderes de um Aragami, além dos dons de seu sangue sagrado. Esse é o universo criado para a história que se desenrola de maneira interessante. E pobre Momiji, que precisa lutar contra seu destino para não virar o próximo sacrifício humano!

A série gira em torno dessa “caça ao rato”. É incrível como souberam tirar da lenda elementos que fazem dessa série uma das melhores que assisti na década de 90. O roteiro sempre equilibra a história entre o terror, a comédia, a fantasia, o drama e a ação. É uma história bem trabalhada, com ótimas pitadas de ecchi. E usa do esquema “monstro do dia” para tratar do desenvolvimento dos personagens e de seus dramas, romances e comédia. Já a figura feminina tem forte presença e apresenta diversas faces de acordo com suas personagens: guerreira, atrapalhada, corajosa, gentil, meiga e sensível. 

A principal é, lógico, a Momiji, que é uma garota muito carismática, engraçada, romântica, ingênua e corajosa. Não tem como não gostar dela! Ela te cativa pela personalidade, que lembra quase todas as qualidades de uma princesa de um conto antigo! E não exite lacração! A força feminina é genuína, o roteiro não gira em torno de nenhum tema de nicho e não têm a necessidade de agradar a determinados públicos, como hoje, e isso não impede de vermos as garotas ajudando e combatendo ao lado dos rapazes. Roteiro sem lacração, mas que respeita a força/qualidade de cada personagem, é tão bom de se ver! 




Por fim, é um enredo muito legal de se assistir! E você pode assistir a série se inscrevendo no HIDIVE!  

Blue Seed
Information
Type: TV
Episodes: 26
Status: Finished Airing
Aired: Oct 5, 1994 to Mar 29, 1995
Premiered: Fall 1994
Broadcast: Wednesdays at 18:00 (JST)
Producers: Nihon Ad Systems, Movic
Licensors: ADV Films, Discotek Media
Studios: Production I.G, Production Reed
Source: Manga
Genres: Action, Adventure, Comedy, Demons, Drama, Ecchi, Horror, Mystery, Romance, Sci-Fi
Duration: 23 min. per ep.
Rating: PG-13 - Teens 13 or older

Sobre o HIDIVE
WHAT IS HIDIVE?
We’re an independent anime streaming company based out of Houston, Texas that just came into being in 2017. In this short amount of time, we’ve acquired the rights to over 500 series, movies, and OVAs, and gives you a price that won’t make your wallet cry.

HOW IS HIDIVE DIFFERENT FROM THE OTHER GUYS AND GALS?
Besides simulcasts, dubs, exclusives, and even live-action titles, we give you even more anime streaming options since choices matter.

You want to switch between censored and uncensored anime? Done.
Want to change the color of your anime subtitles? We hear you!
What about chatting with your fellow fans while legally streaming anime in HD? We got you covered.
Looking for something in particular? Submit a content request! You never know, maybe you’ll be the reason why your favorite anime is streaming on HIDIVE.

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Governo Bolsonaro em menos de um ano!


Governo Bolsonaro e canal Te Atualizei!

Banco Central. Olha a linha da inflação!!!


Eu estava pensando aqui com meus botões que comentar avanços do governo atual, com apenas 8 meses de atividade, seria prematuro. Entretanto, como os avanços já são significantes e a mídia tradicional faz questão de comentar arrotos e peidos, resolvi indicar um canal que cobre muito bem estes avanços.



O canal da Bárbara comenta política com humor e consegue divulgar com eficiência os avanços do governo, as polêmicas envolvendo figuras carimbadas e faz o serviço que a mídia deixou de fazer. Assista abaixo o resumo que ela fez sobre os avanços recentes e se inscreva lá. Recomendo!




O governo me impressiona pela solidez e eficiência. Além do exposto pela Bárbara no vídeo, devo relembrar que o Executivo já enviou ao Congresso projetos com os da reforma da previdência e o projeto Anticrime do ministro Moro, e já estuda as reformas tributária e política. Não fez o jogo sujo do Congresso (articulação = grana no bolso de político) e, com o apoio do povo nas ruas, fez o Congresso se mover e começar a aprovar as pautas que o presidente enviou ao Congresso.

Com uma boa relação internacional, o Brasil conseguiu ser indicado pelos EUA como parceiro na OCDE. HuffPost[1] Brasil explica: “Com a designação de aliado preferencial, o Brasil entra em uma lista de países com acesso especial a políticas de cooperação, transferência de tecnologia e recursos na área de defesa com os Estados Unidos.O Brasil é apenas o segundo país da América do Sul a receber a designação, depois da Argentina, que está na lista desde 1998. No ano passado, a Colômbia se juntou à Otan como parceira global”.
Além disso, conseguiu uma importante aliança europeia que há muito o Brasil desejava, mas não estava conseguindo. Um acordo de livre comércio entre o Mercosul e a UE. Leia o texto do Federico N. Fernández (Mises[2]): “O acordo vinha sendo negociado há impressionantes vinte anos. Com efeito, as conversas começaram no dia 28 de junho de 1999. Ficaram praticamente paralisadas até 2016, quando houve um novo esforço. De acordo com Jean-Claude Junker, presidente da Comissão Europeia, "este pacto comercial é o maior acordo comercial que a União Europeia já concluiu".



Em oito meses, o Brasil andou a passos largos o que não andou nos últimos 13 anos. Falta muito ainda para colocar o Brasil nos trilhos, mas esse governo realmente está andando rápido.


Lógico que existe o problema da guerra contra a corrupção, envolvendo recentemente a prisão de hackers que colocaram em risco a segurança nacional, bem como o STF que está totalmente sem equilíbrio, criando inquéritos que a própria PGR já condenou, bem como a Associação Nacional dos Procuradores da República que, em nota, exige: "Para resguardar a normalidade dos atos jurídicos e os postulados do Estado Democrático de Direito, é imperioso o imediato encerramento do Inquérito nº 4.781 e também que, se houver fatos ilícitos a serem apurados, sejam quais forem os autores ou as vítimas, sejam respeitadas as competências legais que definem as instituições e autoridades que devem apurá-los".. E isso é tema para outo texto, em outra oportunidade. 

Pois é, graças ao STF, a crise continua!  





[1] HuffPost Brasil:
<https://www.huffpostbrasil.com/entry/brasil-aliado-extra-otan_br_5d42f8bde4b0ca604e2e58a2
[2] Mise: <https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=3036>

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Retribuição!

Vocês nos deram amor, alegrias e riso;
Eu vos dou orações, gratidão e amor;
Obrigado por todo o labor;
Recebam em Deus a Luz, a Paz e o Paraíso!





segunda-feira, 29 de julho de 2019

Questões sobre Isekai!



https://www.crunchyroll.com/pt-br/isekai-cheat-magician



Isekai e algumas questões

Isekai é um gênero, ou subgênero, da literatura que conta a história de personagens que são tirados de sua realidade e cotidiano, para irem a outros mundos, ou outras realidades. Geralmente, o tema é mais abordado na fantasia, mas está também relacionado à ficção e literatura fantástica. Atualmente, está ganhando tanto espaço, e sua popularidade é tão grande, que já pode ser tratado mais como um gênero do que como um subgênero da literatura.

Urban Dictonary
Meaning:
"Another world" 
Usually referring to Japanese stories (anime, manga, light novels or web novels) which involve the main character being transported into another world via either reincarnationsummoning, or a god transmigrating them. 

The setting is usually but not always, medieval fantasy with swords and magic.


---~~~---

Segundo Bushido, do OtakuPT:
Isekai, em japonês 異世界 (literalmente “mundo diferente”) é um subgénero de light novels, mangás, animes e videojogos que se desenrolam à volta de uma pessoa normal que é transportada para ou aprisionada num universo paralelo.

O primeiro Isekai?

Antes de mais nada, devo reforçar aqui que os textos indicados foram analisados tendo em conta apenas a característica do personagem visitar outros mundos, pois essa é a essência do tema.

E já que algumas pessoas incluem textos ocidentais no debate, não restringindo o gênero apenas ao que foi, ou é produzido no Japão, sinto-me confortável para ir nessa direção. Não levando em conta histórias bíblicas (Adão e Eva; e Enoque), podemos achar nos poemas de Dante Alighieri (Divina Comédia) traços de um Isekai com a jornada do personagem por diferentes mundos (Inferno e Paraíso, por exemplo). Embora não se tenha uma data concreta de seu nascimento, estudiosos registram que a obra é de 1300. 

Ainda indo na direção da mitologia, temos os 9 mundos da mitologia nórdica, seus deuses e heróis que viajavam por estes mundos em suas histórias.



Já na mitologia japonesa temos os irmãos Izanami e Izanagi e as histórias da criação das ilhas do Japão, deuses e, por fim, de sua separação (mundo de Yomi). Eles aparecem no livro Kojiki, livro sagrado escrito em 712. 

Saindo um pouco das histórias mitológicas, pois pode-se alegar que não foram realmente jornadas por mundos diferentes, mas jornadas dentro do mesmo mundo, porém, em dimensões diferentes; temos ótimos representantes do gênero na literatura do ocidente. Alguns sites indicam, como o primeiro Isekai da literatura o livro “Alice no País das Maravilhas”, de Lewis Carroll, que foi publicado em 1865, porém, o final do livro deixa margens para interpretar se Alice apenas sonhou com os acontecimentos, por isso, não o incluiria com segurança como o primeiro Isekai. Prossigo, então, com “O Mágico de Oz”, escrito por L. Frank Baum em 1901. Também temos em Peter Pan um bom exemplo. Inicialmente escrito como roteiro para uma peça de teatro, foi editado em formato escrito (livro) em 1911. (Agradeço ao amigo @riojin_san pela dica!) As Crônicas de Nárnia, que é uma coleção de livros de C. S. Lewis, teve seu início em 1949. Todos acima versam sobre o descobrimento de mundos fantásticos!

O fato é que ainda existirá muita discussão sobre isso, pois não é um tema fechado. E você? Lembra de alguma obra, ocidental ou oriental, mais antiga que essas? Comente! 


Minecraft é um Isekai?

Considerando que jogamos com um personagem chamado Steve, que aparece em um mundo diferente, já adulto, não sendo sequer parecido com os demais personagens do jogo, pode indicar que Steve pode ter sido invocado para aquele mundo. Como ele possui poderes mágicos, viaja por outras dimensões, e consegue invocar outros personagens, é forte a evidência de que Minecraft pode mesmo ser um Isekai. O que acham?



https://www.minecraft.net/pt-br/


Isekai hoje!



Sãos muitas as séries que estão no mercado hoje em dia com esse tema. Konosuba, Shield Hero, Re: Zero, “Milf Isekai” (😊), OverLord, e está em dúvida se o mercado não se tornou saturado para o tema.  Eu acredito que ainda não. Se formos levar em consideração que o homem sempre sonhou com alguma viagem que o tire de sua realidade; com meios para explicar, ou ensinar, novas gerações sobre temas próprios da cultura, e que sempre foi de interesse de qualquer sociedade o mistério e a descoberta de novos mundos, que tornaram clássicas as histórias, por exemplo, como as de Jules Verne, acredito que sempre teremos espaço para esse gênero, que é um escape claro para as pressões do cotidiano. Forçando um pouco a barra, o desejo pelo descobrimento de novo mundos foi o grande responsável pelo início das navegações, ou seja, desde a época mais remota o homem sempre buscou novos mundos. Podemos aferir que o Isekai está no sangue de toda a humanidade. Forcei muito a barra? 😉

Evidentemente, teremos ciclos com altos e baixos, dependendo da qualidade das histórias e dos autores, mas acredito que as histórias do gênero Isekai estarão sempre presentes, pois elas abraçam a ideia de que existe um mundo no qual podemos ser felizes. E isso não tem preço para a alma humana. Voltando para a história bíblica, até faço uma reflexão sobre isso e pergunto: não seria o Isekai o desejo do homem em retornar ao paraíso perdido em Gênesis?




Erraram, erraram e erraram!

Bolsonaro O presidente Jair possivelmente errou ao clocar Aras no comando da PGR. É como se colocasse um cão de guarda que fosse ...