sexta-feira, 13 de março de 2020

Dia 15 e o coronavírus!

Atualizado em 13/03/2020 às 21h28

Organizadores das manifestações do dia 15 lançaram, em sua página no Facebook, um vídeo informando o cancelamento das manifestações em decorrência do avanço do coronavírus em nosso país. Veja o vídeo no Facebook, ou clique no link: 

https://pt-br.facebook.com/nasruas/videos/526217951414105/

Apesar do grupo ter comunicado o cancelamento da manifestação, muitos usuários informaram que irão se manifestar mesmo assim. Por isso, deixo aqui algumas informações sobre o coronavírus, para que as pessoas saibam do que se trata e como tentar se prevenir. Informações e vídeo retirados do site do Ministério da  Saúde

"Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19)." O Blog de arquivos do Ministério da Saúde informa: "Geralmente é uma doença leve a moderada, mas alguns casos podem ficar graves. Se você tiver febre, tosse ou dificuldade de respirar, evite locais com muita gente, ligue 136 ou procure uma unidade de saúde."




Todo o cuidado com o perigo do contágio é válido e o vírus não pode ser menosprezado, então, caso venha a se manifestar, de forma independente, no dia 15 de março, tenha em mente alguns cuidados (Einstein): 


Com prudência, eu alerto que seria melhor esperar uma outra oportunidade, mas, caso vocês, caros leitores, venham a se manifestar no dia 15, tenham em mente essas informações e se protejam da melhor forma possível. E que nossos políticos saibam, com sua atitude nobre e corajosa, que estamos realmente fartos de suas artimanhas. 

ATUALIZAÇÃO

O Movimento Avança Brasil também se pronunciou, pedindo aos membros que protestem de maneira digital (online) no dia 15 de março. Segue o vídeo:


Meme: Sloth Girl

Seton Gakuen está sendo uma das melhores séries dessa temporada, com certeza! E a Sloth Girl está ganhando espaço! Aqui vai um meme com essa linda!

quarta-feira, 11 de março de 2020

terça-feira, 10 de março de 2020

Dia 15 de março, pela democracia!


Dia 15 de março de 2020



Manifestações populares são atos democráticos e de Direito, e estão sendo o pêndulo da balança do poder político no Brasil desde a eleição do presidente Bolsonaro, pois os que estão querendo manter o status quo de sua hierarquia teimam em tentar minar as ações políticas e corretas do presidente. Querem-no paralisado. Um general que possui minha mais alta admiração comentou, segundo o Renova Mídia[1]: “Estamos diante de uma realidade inevitável. O presidente Bolsonaro fará um novo Brasil, que está dando certo. Ele tem encontrado uma resistência muito grande, porque a rede de corrupção que se criou neste país e que está sendo desbaratada neste governo tem prejudicado planos espúrios de muita gente.”

Sobre as lamentações e o desespero dos que querem atacar essa manifestação, dizendo que as instituições representam a democracia, o príncipe e deputado Luiz P. O. Bragança lançou por terra sua argumentação, expondo a verdade sobre as instituições. Ele disse, segundo o Terça Livre[2]:

Errado. Instituições não são a democracia. Instituições representam o Estado de direito. A democracia é vontade popular. Atacar a vontade popular é que é atacar a democracia. E quem tem atacado tanto estado de direito quanto a vontade popular é o STF. https://t.co/9Wld7IlZge

— Luiz P. O. Bragança (@lpbragancabr) March 3, 2020

É bem típico de um socialista, tentar retirar o poder do povo e o colocar em uma instituição que, de fato, não representa a vontade e o poder popular. Para eles, quanto maior o poder do Estado, e menor o poder do indivíduo, melhor para o controle social. Dessa forma, eles se colocam sempre contra as manifestações e, portanto, contra a Constituição Federal que nos dá o direito da manifestação pacífica e ordeira em prol de agendas que nos favoreçam.  

E qual é a principal pauta das manifestações do dia 15 de março? Apoio ao presidente Bolsonaro, pois querem transformá-lo em uma “rainha da Inglaterra”, ou seja, ainda insistem no golpe do parlamentarismo branco. 

Se você deseja que o Brasil dê certo e que seu voto seja respeitado, vá às ruas e se manifeste. E precisamos, também, pensar em outras formas de apoio ao presidente, para que ele não fique refém do Congresso. O que vemos hoje, essa falta de respeito pelo voto popular, por pessoas que não respeitam a democracia, revela que eles não estão compromissados com o Brasil, mas com a corrupção. Temos que achar um jeito de dar um basta definitivo nisso. Por enquanto, vamos às ruas!



Sobre as fake news que estão rolando, dizendo que as manifestações são pela intervenção militar. É fake. As manifestações do dia 15 são pelo apoio ao presidente.




[1] Renova Mídia: <https://renovamidia.com.br/heleno-rebate-criticas-aos-protestos-do-15-de-marco/>
[2] Terça Livre: <https://www.tercalivre.com.br/deputado-rebate-toffoli-e-afirma-democracia-e-vontade-popular-e-quem-tem-atacado-a-vontade-popular-e-o-stf/>

segunda-feira, 9 de março de 2020

A polêmica restrição de 30 dias!


Streaming com delay de 30 dias

Darwin's Game from Aniplex


Algumas distribuidoras, incluindo a Aniplex, de propriedade da Sony, estão realizando contratos de distribuição de animês com um atraso de até 30 dias em relação à sua exibição na televisão. Ainda não está claro o motivo para isso, apenas algumas conclusões que estão sendo divulgadas em fóruns, dentre elas, que a Sony estaria privilegiando um de seus serviços de Streaming: Funimation. E isso é polêmico em vários sentidos e não parece ser uma decisão lógica. Vou explicar com mais cuidado esse tiro no pé.

Em primeiro lugar, essa decisão me parece muito estranha pois a Sony também é parceira da Crunchyroll, ou seja, além de ser dona da Funimation, a Sony é também ligada à Crunchyroll através da Aniplex. É ilógico que uma empresa, que visa o lucro, venha a cometer um erro de desprezar um serviço de alcance global como é o serviço da Crunchyroll, ou seja, desprezar toda uma base de assinantes.

Além disso, observo que o alcance do serviço privilegiado, Funimation, é menor do que o alcance da Crunchyroll. Não faço relação com a base de assinantes, mas falo sobre o alcance por região. A Crunchyroll está com uma melhor distribuição mundial do que a Funimation, que está restrita principalmente aos EUA e Canadá. Dessa maneira, ao manter uma série restrita à Funimation, a Sony está restringindo o alcance da própria série no mundo. Ela está diminuindo o público base da série. O que se pode observar disso é que a Funimation está disposta a arriscar-se para tentar aumentar a sua base de assinantes nas regiões em que atua, mas está diminuindo a audiência global de uma série.

E acredito que essa decisão esteja promovendo três coisas: o avanço da pirataria nas regiões em que as séries estejam restritas por 30 dias, afinal, muitos podem optar por assistir às séries de forma ilegal; o desinteresse do público que, por causa de um atraso de um mês, pode vir a perder o interesse por assistir a essa série e, dessa maneira, reduzir a audiência potencial do seriado; por fim, a raiva do público atingido pela restrição. Nunca se irrita um cliente. O Brasil é um dos países atingidos pela restrição e somos o 4º maior mercado por assinantes que a Crunchyroll possui (dados revelados pela própria Crunchyroll durante o Anime Friends 2019).  Imaginem a quantidade de pessoas que estavam querendo assistir a Darwin’s Game, por exemplo, e que foram impedidas por causa de uma restrição contratual? Será que ficaram felizes com isso?

O motivo inicial que se pregava para assinar um serviço de streaming era o apoio ao produtor oficial de conteúdo e, agora, que o produtor oficial, através de um contrato de distribuição como esse, diz ao público que eles veem um norte-americano com mais valia do que um latino americano, como fica essa relação de confiança? É mais um tiro no pé que pode abalar a relação que se tenta construir diariamente (produtor-serviço- cliente).

E a Aniplex não está realizando esses contratos prejudiciais apenas com séries pequenas, afinal, Fate também entrou nessa e é uma das maiores franquias que se tem hoje em dia. Como eu assisti alguns capítulos com o delay, eu posso comentar que é desestimulante, pois, enquanto outros países festejam o término de um combate, na série, nós estamos entrando no primeiro confronto. Isso é um balde de água fria para muitas pessoas. Eu mesmo abandonei a série por conta disso e não sei se vou assistir a Darwin’s Game.

Isso me lembrou uma coisa da guerra de consoles: sonystas alegam que console vende por conta de exclusivos, não levando em conta outros fatores determinantes como, por exemplo, estabilidade da plataforma, melhores preços e melhores serviços. E, ao ver, pelos dados da própria Sony, que os jogos mais vendidos são multiplataforma, sendo que Minecraft liderou, ano passado, em vendas em muitos meses, prova o quão errada é essa ideia. Aliás, no mês de fevereiro, o jogo mais vendido foi FIFA. Será que a Sony pegou essa ideia absurda e a está levando para o streaming? Tomara que não, pois isso vai matar a confiança do público nos serviços de streaming.

Conclusão

Se a Sony permanecer nesse erro, estará minando a base de clientes dos serviços de streaming, irritando público e destruindo a própria plataforma Funimation e, também, estará diminuindo o alcance de muitas séries, tirando renda do produtor. E o prazo de 30 dias é um absurdo! Eu espero que a Crunchyroll consiga quebrar/renegociar esses contratos e impedir uma implosão do próprio sistema pela revolta do público. E é impressionante como uma empresa consegue gerar tanto atrito assim, como a Sony gera.       

Amar é sadomasoquismo

Sua força eu quero esgotar; Seus braços quero imobilizar; Seus pulsos eu desejo amarrar; Suas pernas quero entrelaçar; E seus to...