segunda-feira, 27 de maio de 2019

Todo o Poder Emana do Povo!




No dia 26/05/2019, uma manifestação gigantesca tomou conta das ruas do Brasil. De Brasília a Porto Alegre, passando por Salvador, Recife, São Paulo e Rio de Janeiro, o povo foi às ruas para manifestar seu desejo democrático de ver o Congresso tocando para frente as reformas, as votações das medidas provisórias, e do pacote anticrime elaborado pelo ministro Moro.



Foram mais de 350 cidades[1], dentro e fora do país, se manifestando pacificamente pela agenda que levou o presidente Bolsonaro à vitória nas eleições passadas e foi um recado para o Congresso: trabalhem pelo povo e aprovem logo as reformas e projetos do Executivo. O povo percebeu, enfim, que é protagonista da política e fez valer o artigo primeiro de nossa Constituição Federal que, no parágrafo único, afirma: “todo o poder emana do povo”.



Foi uma manifestação pacífica e bela, na qual a mensagem primordial foi a de que estamos vigilantes, de olho no Congresso, e estamos nos manifestando para que os representantes do povo, de fato, venham a obedecer a vontade do povo. E, também, um recado para muitos movimentos que achavam que tinham o controle das ruas. As ruas são do povo e ninguém coloca mordaça no povo!



Além disso, o recado ao centrão foi claro: não vai ter parlamentarismo branco e nem impeachment do presidente. Trabalhem direito, dentro das regras impostas pela Constituição Federal, e pela nossa democracia, que é presidencialista. Nada de golpe! Artistas, políticos e “lideranças” que apostaram no fracasso das manifestações, para reforçar uma falsa narrativa de incapacidade do presidente, terão que engolir que estamos com ele. Estamos com Bolsonaro. Apesar de termos 5 meses da mídia suja batendo constantemente no presidente, isso não abalou a confiança do eleitorado brasileiro. Aos editores eu informo: vocês FALHARAM! Continuem nessa trajetória e não terão mais um leitor sequer de seus jornais. Eu mesmo deixei de assinar e ler vários.

Av. Paulista em São Paulo.


E sei que alguns políticos podem tentar menosprezar o que aconteceu ontem, mas é apenas para manter uma fachada falsa de tranquilidade, pois eles sabem que as manifestações de ontem foram fortes e eles estão acuados. Se afrontarem a democracia das ruas, acordarão leões. Eles sabem bem disso! Por exemplo, somente em São Paulo, a população fechou SEIS quarteirões da Av. Paulista[2]! Outro exemplo: Brasília com o gramado da Esplanada tomado por manifestantes. Não se pode, e nem deve, menosprezar o que foi feito ontem. Eles sabem disso.


Conclusão



Agora existem algumas possibilidades. A mais positiva é de que o Congresso andará com o pedido popular e teremos aprovadas as reformas que o Brasil precisa. Quero acreditar nessa.



A mais negativa, é que o Congresso tente endurecer o páreo. Isso nos fará regressar às ruas e isso refletirá futuramente nas eleições. Veja o que aconteceu com o PT, como diminuiu de tamanho. É o risco que eles assumirão se afrontarem a vontade popular.  





[1] Conexão política- lista de cidades:
https://conexaopolitica.com.br/ultimas/confira-a-lista-de-mais-de-350-cidades-com-atos-confirmados-para-domingo-26-05/
[2] O ANTAgonista: https://www.oantagonista.com/brasil/ato-na-paulista-ocupa-seis-quarteiroes/

Crise da masculinidade!

A masculinidade A principal função do blog é iniciar um tema, expondo-o, para que o leitor use as fontes aqui apresentadas como ...