sexta-feira, 23 de novembro de 2018

TCPunters


Eu acho que já falei do canal do TC. Punters aqui. Trovadores cantavam os feitos de heróis e acredito que este canal seja algo bem próximo disso. Eles criam músicas rimadas (a maioria) para falar de heróis. E eles conseguem resumir, em uma bela canção, todo o interior dos personagens. Acho muito bacana. Se gostou do vídeo, se inscreve por lá.



quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Love Live Sunshine e uma eleitora do Bolsonaro.




Trazer alegria com a dança;
Meu coração ela alcança;
Deseja a alegria;
Tornar a mais sombria noite em dia.

Anjos a dançar;
Anjos a todos alegrar;
Gentis anjos a bailar;
Almas a iluminar.

Difícil não sorrir;
Quando às suas músicas ouvir;
Purificam o meu sentir;
Fazem-me crer em um belo porvir.




Uma piada que notei ao maratonar Love Live Sunshine, a menos que acredite que um membro da equipe de criação seja paranormal (rs). Descobri uma eleitora do Bolsonaro.😊

Ela anda com o 17 na camisa.



Faz arminha de dedo.



E saudação militar.



Só brincando!  

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

RPG e Goblin Slayer


Lembro que, na década de 90, eu jogava RPG de tabuleiro. O mestre do tabuleiro era o Igor, um amigo de colégio. Na ocasião, eu criei um personagem que era um vampiro que havia se convertido ao catolicismo e tinha passado por um processo de purificação. Desse modo, meu personagem usava magia branca e magia negra, tendo conhecimento também de magia elemental. Tinha a força de um vampiro, mas mantinha alguma das suas maldições. Para criar esse personagem, precisei enfrentar o mestre do tabuleiro em uma dúzia de jogadas de dados. Não lembro qual era o livro de regras que o mestre usava.

Foi aí que conheci os personagens que são famosos em animes, filmes e quadrinhos: elfos, ogros, goblins, magos, assassinos, mercenários, cavaleiros, ladrões,  e toda a sorte de criaturas místicas. Também conheci as regras dos jogos de tabuleiro, do jogo de dados, da estratégia ao vencer e ao perder nos dados. Um universo complexo e fascinante. Demos muitas gargalhadas com as missões  e as emboscadas que o Igor nos colocava. Eu senti que ele estava determinado a matar meu personagem (rs).

Ao assistir a Goblin Slayer, eu retornei a este tempo de jogos de tabuleiro. E vi que muitos estavam se indagando sobre a real força dos goblins mostrados na série. Por enquanto, eles são do tipo comum. Acredito que outros maiores irão aparecer. Os do tipo comum, apesar de serem pequenos e fracos, se pegos individualmente, sua força de combate aumenta quando estão em grupo, assim como sua confiança. Digamos que eles são a personificação do “juntos venceremos”.

Apesar da descrença que tomou posse de algumas mentes, acreditem, um grupo grande de goblins consegue aniquilar exércitos. Eles são como as formigas africanas. Separadas, as formigas são fracas, mas, quando estão em grupo, nem aracnídeos conseguem se livrar delas. 

Não veja o vídeo abaixo se for menor de idade. Não abra este vídeo se for menor ou for sensível!



Se a série tratar de outros tipos de goblins, e acredito que vai, a coisa complicará muito para os heróis. E o Orcbolg está certo, não tem essa de goblin bonzinho. O verdadeiro goblin é esse mostrado na série. Aprecie com moderação (rs) e assista de maneira oficial via Crunchyroll.

  

Texto besta escrito no dia 08/11/2018.

Pansy II

Esse foi um meme alternativo que fiz sobre uma cena do terceiro episódio de Oresuki. Como já havia mencionado, a Pansy lembra uma personage...