Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de setembro 8, 2019

Quatro aberturas, quatros histórias e um bônus!

Revisão: ChatGPT! Estou divulgando quatro aberturas de animes que me impressionaram nesta temporada. Com a metade da temporada já concluída, selecionei minhas séries favoritas considerando não apenas a qualidade da música, da edição e da animação, mas também o impacto emocional que cada série tem sobre mim. Assim, o prazer de assistir à série também é um critério importante. Mesmo que uma abertura seja tecnicamente inferior à outra, se a série tiver uma pontuação emocional mais alta, ela será destacada. Foi uma escolha difícil, pois todas as aberturas estão disponíveis na Crunchyroll. Primeira Posição: Mushoku Tensei O forte apelo emocional da série é indiscutível. A abertura faz uma retrospectiva da vida de Rudeus até o momento atual, mostrando cenas familiares, momentos marcantes e personagens importantes, além de antecipar eventos futuros que são particularmente emocionantes para quem sabe o que virá. O diretor acertou em cheio em todos os elementos, criando uma abertura que é verda

Notas rápidas sobre animês!

Notas rápidas! Desisti Is It Wrong to Try to Pick Up Girls in a Dungeon? https://www.crunchyroll.com/pt-br/is-it-wrong-to-try-to-pick-up-girls-in-a-dungeon Inventaram que a antítese de um herói seria uma prostituta, então, o lugar mais perigoso desse mundo fictício deixou de ser a dungeon e passou a ser o bairro da luz vermelha, no qual até o Minotauro seria estuprado com facilidade. Dito isso, a série é o Bell sendo perseguido por prostitutas que lutam melhor que qualquer guerreiro que a série anterior já tenha mostrado. E a dungeon ficou sem sentido. Melhor, para evoluir como aventureiro, ficar fazendo sexo e brigas no puteiro, do que entrar em uma dungeon. É, o enredo ficou ruim assim e acabei por largar essa série.   Quase desistindo     Do You Love Your Mom and Her Two-Hit Multi-Target Attacks? https://www.crunchyroll.com/pt-br/do-you-love-your-mom-and-her-two-hit-multi-target-attacks Sabe terapia de casal? Ou terapia familiar? A série é tão f

Bad Apple!

Um poema inspirado em uma das mais belas canções criadas para o universo Touhou. Ative o CC no vídeo para entender o poema e sua inspiração. E eu não desejo dar nem mais um passo; A luta tirou minhas forças. Cansaço! Sem progresso, só penso em me retirar; Não quero mais lutar, ou amar, ou clamar. Eu já posso ir me deitar e ir sonhar? Tudo preto no branco. Nem vou desenhar. A maçã apodreceu. Sujou o paladar. Eu posso ir me retirar e descansar? Ouça a música que estão a cantar; A letra vai terminar. Vou recuperar; Leia a sua canção com um bom olhar; Quando ela findar, vou me recuperar. O universo do   Touhou  Project (東方Project)  é tão grandioso quanto o universo Marvel. Até o presente momento, acredito que sejam mais de 160 personagens já criados e uma base de fãs muito grande. Dessa forma, o vídeo abaixo foi realizado para que fique mais fácil de identificar as personagens. Assista abaixo somente após assistir ao belo vídeo acima. 

Isekai Cheat Magician está patinando!

Nota 5 https://www.crunchyroll.com/pt-br/isekai-cheat-magician Notei um problema com Isekai Cheat Magician. A construção do interior de um personagem importa bastante para dar credibilidade ao que está acontecendo com ele e com a história. Ele precisa externar adequadamente seus sentimentos. Assim como a música ajuda a contar uma cena, a reação adequada do personagem ajuda a mover uma ação. E existe um problema com o Taichi que está me incomodando. Considerando que o Isekai é uma forma de sequestro e, como em todo o sequestro, o personagem é retirado do convívio de seus amigos e familiares, isso deve levar sempre a uma revolta do personagem. Se levarmos em conta que o personagem nunca mais vai poder voltar para a sua casa, essa revolta precisa vir acompanhada de indignação. Tiraram dele seus sonhos, e deram a ele um futuro que ele não escolheu para si. Como deveria ser a sua reação? Sim, o roteiro precisava mostrar a raiva, ódio, angústia e indignação do personagem.