sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Primeiro balanço de 2017!

Pré-Balanço de 2017



Livros

O ano está terminando e, fazendo um balanço geral, a minha produção literária está indo bem. Lancei com sucesso o livro Faces de Deus, pela editora Scortecci, em formato digital e impresso, com vendas virtuais em diversas lojas parceiras da editora. O alcance dos livros aumentou e a posição de alguns deles, no ranking na Amazon, está boa. Saí distribuindo alguns exemplares de forma gratuita. Dei exemplares, inclusive, para o mercado da esquina. Ainda vou dar outros exemplares para igrejas. Já produzi, também, conteúdo para a antologia Prêmio Cultura Nacional 2017.


Blog

Este ano comemorei a marca de 100 mil visualizações no blog e, ainda este ano, já ultrapassei essa marca em mais de 20 mil. E isso me impressionou, pois demorei anos para chegar em 100 mil e, em poucos meses, já fiz mais de 20% disso. Que incrível! Os EUA passaram a ser o país que mais me visita, seguido do Brasil. Até o momento, este ano de 2017 foi um dos mais ativos do blog, em número de atualizações e textos. Pretendo equiparar com o ano de 2016, ou superá-lo nesse quesito.



quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Czar

A liberdade tornou-se portadora da destruição;
Expressando-me melhor, a destruição tornou cativa a liberdade;
Tudo ela pode destruir, sem piedade!
Ao ser acusada, esconde-se atrás da liberdade. É muita depressão!

Sou livre para te aniquilar;
Mas você não é livre para me atacar!
Esse é o lema da destruição!
Lema covarde que busca sequestrar a expressão!

Não existe como resgatar;
Essa sociedade está condenada a fracassar;
Destruída será até apenas o pó restar;
Pois não entende como está dominada pelo czar!

Um mundo como esse é desolador;
Meu coração torna-se sofredor;
Queria derrotar essa mensagem, com o que for!
Mas sei que nada posso fazer contra esse torpor.





segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Crunchyroll Mangás

Crunchyroll- Mangá



O texto de hoje será muito rápido, quase um “drops”. A Crunchyroll é uma das maiores plataformas, especializadas em nicho, de streamings do mundo. Ela possui mais de um milhão de assinantes e, diariamente, recebe mais de 10 milhões de visitantes únicos, com uma base de 20 milhões de inscritos. Totaliza mais de 80 milhões de dólares ao ano (Variety). Dinheiro este que é distribuído para empresas e estúdios no Japão. Atualmente, ela se aliou à sua antiga rival FUNIMation e, juntas, estão ainda maiores dividindo catálogo e dublando e legendando séries em parceria.  

Crunchyroll é uma plataforma de nicho, pois está especializada em cultura popular japonesa. Com isso, ela não passa somente animação japonesa, mas séries em live-action (atores), e tokusatsu como, por exemplo, Ultraman Orb. E você sabia que não é apenas isso? Crunchyroll também distribui digitalmente mangás. Eu não vejo ninguém falando dessa parte do serviço, então, resolvi divulgar novamente aqui.


CR Mangás- Acervo e Sistema


Crunchyroll Mangás (clique para ver o catálogo de títulos) também está disponível para nós, mas, infelizmente, ainda sem suporte para o português, isto é, os títulos estão todos em inglês. O acervo segue a proposta dos outros materiais divulgados pelo portal, pois existe uma simulpub (publicação simultânea) para a publicação de mangás. Sim, você não precisa esperar meses para ler aquela história que tanto deseja, afinal, a simulpub te coloca quase que no mesmo instante do lançamento no Japão. E o acervo possui ótimas histórias, como A Silent Voice, Fairy Tail, Kings Game: Origins e séries que, recentemente, estrearam como animações, como Restaurant to Another World, Ajin, além de séries que irão estrear em breve, como Inuyashiki. É um acervo de primeira!




O sistema de leitura é idêntico a qualquer revista virtual, respeitando a orientação de leitura de acordo como cada editora e lançamento. Geralmente, respeitam o sistema de leitura oriental. E está disponível tanto no PC como para mobiles. No celular existe até um aplicativo especial, somente para os mangás do portal, que pode ser encontrado nas lojas oficiais.

Se interessou? Dê uma conferida. Quanto mais gente lendo, mais títulos teremos e, quem sabe, títulos em português.


Leia Também:

Crunchyroll expande disponibilidade de seus cartões pré-pagos para a rede GPA. Sim, agora a CR tem cartões pré-pagos comercializados via FNAC e Extra. Veja mais detalhes no link acima. 

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Drops: Barbara Hudz & Google Adwords

Drops: Barbara Hudz & Google Adwords
Barbara Hudz

O canal dela é um pouco diferente de outros canais que sigo. Ela é brasileira, residente no Japão, ao lado da irmã, e ambas tem canais no Youtube. Recomendo seguir os dois canais. O que a difere dos outros? Geralmente, canais semelhantes, no Youtube (JP), mostram apenas o cotidiano do criador de conteúdo e pouco de seu trabalho. Muitos trabalham em fábricas, por isso, não podem mostrar seu cotidiano nas empresas, por regra contratual. E aí ela se destaca, pois ela apresenta parte de seu trabalho pelo canal. Ela canta e canta muito bem. Dá uma olhada no clipe abaixo, que tem a participação de outros brasileiros, que também tem canais no Youtube do Japão. Se gostar, clique e se inscreva.





Google Adwords

No começo deste blog, eu experimentei usar o Adwords, que é o sistema de publicidade e propaganda do Google, para ampliar o alcance do blog. Pensei comigo que, uma vez que o blog reúne meus textos, livros e opiniões, seria a melhor forma de difundir meu trabalho. Logo abandonei o sistema, pois ele não se converteu em vendas. Aumentei a visualização do blog para mais de 1000 visitas ao dia, entretanto, esse número de visitas não se converteu em número de vendas dos livros. Os livros estão sempre em destaque, com fácil visualização, e eles possuem uma aba especial no cabeçalho do blog, que redireciona para o Amazon e para a Perse. No entanto, isso não se converteu em vendas. Agora, vou fazer diferente. Vou tentar usar o Adwords diretamente na página pessoal do Amazon e ver se isso amplia minhas vendas.  





quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Salvação vem pelo agir!

A salvação vem pelo agir;
Este agir está definido no decidir;
O que deseja fazer, e qual lado seguir;
Depois de escolher, a luz irá iluminar teu prosseguir.







segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Star Trek Discovery

Star Trek Discovery e o discurso da esquerda

Estreou, semanas atrás, a nova série da franquia Star Trek. Eu assisti aos dois primeiros episódios. Sou um fã da franquia. Eu assistia à série de televisão clássica pelos embates divertidos entre o Kirk, Spock e o “Magro”. Eu assistia à “Nova Geração” pelas atuações de Patrick Stewart e do Brent Spiner que considero ser, ambos, as duas almas que salvaram a “STNG”. Sou tão fã que apoiei o documentário “For The Love Of Spock”. Podem ver meu nome nos créditos finais. Assisti a quase todos os filmes da franquia. E isso me dá muita experiência para retratar a nova série. Vou começar pelo que gostei, e que representa pouca coisa, e, depois, vou discorrer sobre o que não gostei.


O Lado Bom

Os efeitos especiais estão dignos. Temos que considerar que os efeitos são para uma série de televisão, mas percebe-se como eles avançaram com o tempo. São lindos, respeitam as leis da física e dão um charme especial para a produção. A atuação das principais atrizes, que carregam estes dois episódios, é ótima. Meu Deus, Sonequa Martin-Green deu muita tensão e personalidade para sua humana, que foi criada como uma vulcano, enquanto Michelle Yeoh ficou encarregada da serenidade e ponderação de uma capitã da frota. Os diálogos, entre elas, são pontos fortes do roteiro. Nos primeiros minutos da série, os diálogos entre elas me fizeram lembrar dos diálogos entre Kirk e Spock, entre o rigor lógico dos vulcanos e a maleabilidade do pensamento humano. Uma homenagem que me fez crer que um clássico poderia estar nascendo. Não estava. Comecei a perceber coisas desagradáveis com o roteiro e que me fizeram abandonar a série.


O Lado Mau

Desde a primeira série, o roteiro sempre entrega algum manifesto, tais como uma mulher na cabine de comando, dando voz à luta feminina por igualdade, ou uma ponte de comando organizada por integrantes de diversas etnias e nações, dando um exemplo, ao mundo, de tolerância. Lutas válidas! Entretanto, eles não pregavam absurdos como os que vi no roteiro. Absurdos defendidos pela esquerda mundial e que, parece, os autores desta série concordam.

Ideologia de Gênero

Uma bandeira defendida pela esquerda é de que o gênero é uma construção social. Desta forma, Sonequa é uma mulher com nome masculino (Michael) e, em vez de chamar Michele Yeoh de capitã, o roteiro teima em chama-la de capitão.  Quem estuda biologia conhece estes termos: fenótipo e genótipo. Por mais forte que possa vir a ser o fenótipo, ele nunca vai alterar o genótipo. E isso é biologia estrutural básica e que, por si só, já acaba com o falso discurso da construção social de gênero.
Eli Vieira (Biólogo) – “Gênero Não É Construção Social!




A Cultura Klingon

Durante estes dois capítulos, percebi algumas alterações na cultura da espécie Klingon e que me fizeram urrar! a espécie Klingon é uma espécie nobre, com conceitos de honra e família acima de tudo. Eles são uma representação da cultura samurai. Aqui, neste maldito roteiro, eles tratam a Federação como fracos, por serem uma aliança de muitas raças e espécies, e que constituem uma ameaça para a "espécie pura" Klingon, que não deseja se misturar. Aonde nós já vimos isso? Sim, é uma mistura do conceito da superioridade da raça ariana, com a intolerância com imigrantes. A pobre espécie Klingon passou de um grupo honrado, para um grupo que prega o nazismo. PUTZ!

E isso fica evidente na metáfora da destruição da USS Europa. Kahless lança sua nave e a usa como uma espada para dividir a Europa em duas partes. É uma alusão aos diálogos separatistas que estão sendo lançados contra a União Europeia como, por exemplo, o "brexit" e a resistência em receber imigrantes. Segundo esse roteirinho esquerdopata, a Europa está em vias de se dividir por conta dos intolerantes contra a imigração e a união dos povos.

Eu ajudo os imigrantes em geral, pois dou doações mensais para o ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados) e para o Médico Sem Fronteiras, mas, também, sei que esta situação está beneficiando terroristas, que estão tendo facilidade em entrar nestes países para cometerem atos criminosos. A instabilidade na Europa não é por conta dos atos pró-nacionalistas, mas pelos atos pró-imigração, que estão permitindo a entrada de terroristas em diversos países. Atos terroristas por toda a Europa e a consequente vitória de políticos que tentam salvar seus países, endurecendo leis pró-imigração, são resultados disso.




Além disso, o roteiro ainda pisa na bola e altera a história Klingon ao mostrar uma versão diferente para a unificação das tribos. Quando se fala em unificação das tribos, Kahless o faz matando o antigo líder. Aqui, o “inesquecível” simplesmente conversa dois minutinhos com os líderes de cada uma das tribos e resolve a situação no papo. Só faltou pagar a cerveja depois. É algo superficial, mal escrito e corrido.

O Lema da Série

Em cada série, existe o capitão com seu lema. O principal, e nossa grande bandeira, é:

“Espaço: a fronteira final. Estas são as viagens da nave estelar Enterprise. Em sua missão de cinco anos... para explorar novos mundos... para pesquisar novas vidas... novas civilizações... audaciosamente indo onde nenhum homem jamais esteve”

Ela informa a que a série veio: exploração, pesquisa, diplomacia e diálogo. Discovery, nestes dois episódios que assisti, não tem essa abertura. Isso indica que a série não possui um objetivo, provavelmente veio defender bandeiras da esquerda mundial. Eu vou ajudar a série e criar o lema:

“Espaço: a fronteira final. Estas são as viagens da nave estelar Cuba. Em sua missão de duração ditatorial indeterminada... para defender a ideologia de gênero... para alterar a cultura Klingon... novas falácias sobre a imigração e o problema da Europa... audaciosamente indo onde nenhum esquerdinha jamais esteve”.



Atualizado em 09/10/2017 para complementar informações e corrigir erros.
   



sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Drops: Spider Consense & Knight's and Magic!

Drops: Spider Consense & Knight’s and Magic

Spider Consense é um divertido criador de conteúdo para o Youtube, que trata temas políticos e sociais com muito humor. O responsável pelo canal é habilidoso, pois ele imita personalidades, cria ótimas tiradas cômicas e sempre ensina o que realmente importa em se tratando de política. O que eu destaco no canal é o quadro Spider News, no qual ele resume, e o faz muito bem, notícias que fizeram o Brasil parar. Confere o que ele tem a dizer e se inscreva.





Knight’s and Magic retrata a vida de um personagem que, ainda criança, conseguiu se lembrar de sua encarnação passada como engenheiro e retoma sua paixão pela robótica. Assista no Crunchyroll! O animê quase entrou na recomendação da semana passada, mas eu não o fiz porque senti que faltou, ao personagem, refletir sobre os efeitos de suas invenções na vida das pessoas, afinal, grande parte das invenções foi destinada para a guerra. Poderiam ter mostrado melhor o que ele sentia ao ver, por exemplo, que inocentes tornaram-se vítimas de suas armas. Entretanto, eu o quero justificar aqui. Ele é um personagem que tornou-se iluminado, justamente por se lembrar de sua encarnação passada, mas ele continua sendo uma criança e, eu acredito, que é justamente essa imaturidade que o faz ignorar os efeitos de seu conhecimento. Em todo o caso, essa foi uma série divertida. A segunda metade dela foi bem melhor trabalhada que a primeira e deu uma razão de ser ao personagem. É a minha segunda indicação de animê.  




quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Toradora e o amor que a tudo vencerá!

Alguns problemas apresentam-se como muralhas;
Olhamos para eles e nos desprezamos;
Preferimos ficar com migalhas;
Nos encolhemos,  não reclamamos.

O medo de não ser amado;
Por causa de um aspecto qualquer;
Isso é uma muralha que afeta a todos e, em especial, a mulher;
E isso pode ser evitado.

O amor virá mais cedo ou mais tarde;
Pois essa muralha cairá;
O amor não se prende. Ele vence. Ele dá liberdade.
O amor a esta muralha vencerá.


TORADORA
Escrevi esse poema pensando na personagem Taiga, chamada de “tigre de bolso” pela sua estatura e temperamento. Ela achava que nunca encontraria o amor, por causa de seu tipo físico. O amor a encontrou. Assistam a este lindo vídeo e entenderão melhor.









segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Ultraman- editora Estronho!

Ultraman- de Danilo Sancinetti Modolo
Ed. Estronho





Nesta segunda-feira, venho recomendar um livro que li recentemente. O livro faz parte da coleção Tv Estronho (4º volume). Ultraman é um dos mais conceituados heróis japoneses e um ícone que ultrapassou as barreiras de língua, cultura e região e se fez, e está se fazendo, presente em outros países com muito sucesso, através de suas inúmeras séries. O livro é resultado de uma ótima pesquisa sobre a primeira série de televisão, seus bastidores, curiosidades e importância.

O livro não só nos repassa a origem do personagem como, também, da equipe de atores e produtores. O que eles faziam antes da série  e o que fizeram depois dela. O livro nos brinda com entrevistas com pessoas envolvidas em Ultraman, aqui no Brasil também, mas, o que mais me chamou a atenção, foi o cuidado em organizar o significado do nome de cada monstro que aparece na série clássica e, posso acrescentar, o guia de episódios com data e nome dos responsáveis pelo roteiro e direção. Ao ler, eu pensei como deve ter sido difícil resgatar tanta informação e, no domingo passado, o Danilo lançou um vídeo confirmando que pesquisar tudo isso foi, de fato, difícil. Vejam:





Alexandre Nagado, autor do prefácio do livro, escreveu em seu blog: “É tanta informação curiosa, divertida e concentrada, que o livro pode render muitas conversas por anos a fio. E sua leitura é fluida, rápida e, por isso mesmo, saborosa”. Veja mais informações sobre o livro clicando aqui.

O livro torna-se um precioso arquivo impresso, que é obrigatório para os fãs da série, para comunicadores e amantes da cultura pop japonesa. Stuart Hall escreveu que “a identidade é algo formado ao longo do tempo, através de processos inconsistentes, e não inato, existente na consciência no momento do nascimento. (...) Ela permanece incompleta, está sempre em processo’, sempre “sendo formada’”. (Hall:2000:15) Entretanto, toda a identidade tem um começo e estabelecer este começo, entendendo-o, promove o primeiro salto para a compreensão do todo. Ao catalogar informações sobre a primeira série de televisão, isso nos ajuda a entender melhor a franquia como um todo e os demais membros da família Ultra. É aqui que se começa a formar a identidade dos Ultra. É aqui que poderemos compreender a força de mais de 50 anos de histórias.  Se você se interessou pela obra, você pode compra-la na editora Estronho (aqui). E corre, pois a primeira edição já esgotou.


Sobre o autor: Danilo é formado em comunicação social, bacharelado em rádio e televisão, professor de artes gráficas e editor de vídeo. Ele também é criador de conteúdo do canal no Youtube chamado Tokudoc.  Veja um vídeo do canal abaixo e se inscreva lá!


sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Drops: Tsuredure Children & Fonética!

Drops: Tsuredure Children & Fonética

Tsuredure Children (Crunchyroll)



Prometi indicar alguma animação que tivesse mantido estabilidade no roteiro do começo ao fim da série. Decidi por indicar esta série de curtas. A série é formada por animações de, no máximo, 15 minutos, com roteiro claro e uniforme. A série trata de declarações de amor, ou seja, das declarações do primeiro amor dos personagens. São histórias que possuem inocência, inseguranças, erros e acertos. São histórias cômicas sobre relacionamentos de diversos casais. Deu muito certo, porque manteve o ritmo e, diferente de outras animações, aqui os relacionamentos são velozes! Eu recomendo a série.





Fonética


Pelo novo acordo ortográfico (leia), Coréia perdeu o seu acento, assim como ideia. Aí, eu olho para a pobre Coréia desacentuada e verifico o som (fonética) da palavra. Eu me vejo pronunciando Côreia, ou KÓreia e, então, percebo que quero continuar acentuando Coréia. É meu desabafo e meu pedido de perdão. 

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Deus e somente Deus!

Deus não desiste de resgatar;
Ele deseja a tudo perdoar;
Basta você orar;

Assim é o Seu amar.



segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Ajude o México!

Essa semana, eu até consegui realizar um texto para hoje, mas resolvi excluir a postagem e substituir por esta rápida chamada. Até sábado, quando resolvi escrever este texto, o México estava enfrentando inúmeros abalos sísmicos. Eu nunca vi nada parecido e meu coração se encheu de angústia. Eu colaborei com a campanha abaixo e convoco a todos para ajudarem as vítimas deste desastre natural.

Fonte: Global Giving


Por intermédio da Global Giving, Britt Lake (USA) está arrecadando doações destinadas a suprir duas fases de ajuda humanitária. Na primeira fase, ajuda imediata com suprimentos, remédios e alimentos. Na segunda fase, apoio para a recuperação em um período de longa duração. Foi nesta campanha que contribuí. Contribua também clicando aqui. 

Caso decida ajudar de outra forma, a BBC Brasil fez uma matéria listando como brasileiros estão se mobilizando para ajudar, além de testemunhos do acontecido, então,  sugiro que deem uma olhada para ganhar inspiração do que fazer. Clique, leia e ajude!

A Unicef (clique) também está recolhendo doações!