Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de outubro 16, 2016

Quatro aberturas, quatros histórias e um bônus!

Revisão: ChatGPT! Estou divulgando quatro aberturas de animes que me impressionaram nesta temporada. Com a metade da temporada já concluída, selecionei minhas séries favoritas considerando não apenas a qualidade da música, da edição e da animação, mas também o impacto emocional que cada série tem sobre mim. Assim, o prazer de assistir à série também é um critério importante. Mesmo que uma abertura seja tecnicamente inferior à outra, se a série tiver uma pontuação emocional mais alta, ela será destacada. Foi uma escolha difícil, pois todas as aberturas estão disponíveis na Crunchyroll. Primeira Posição: Mushoku Tensei O forte apelo emocional da série é indiscutível. A abertura faz uma retrospectiva da vida de Rudeus até o momento atual, mostrando cenas familiares, momentos marcantes e personagens importantes, além de antecipar eventos futuros que são particularmente emocionantes para quem sabe o que virá. O diretor acertou em cheio em todos os elementos, criando uma abertura que é verda

Para relembrar: Parece piada, mas não é!

Luz Cidadã

A PEC 241 e a maldita herança de 13 anos de populismo!

A PEC 241 e a maldita herança de 13 anos de populismo! Nas eleições passadas, eu fiz de tudo para convencer meus amigos, e ex-amigos, de que a reeleição do PT se dava de maneira enganosa, com dados maquiados, falsas interpretações dos mesmos e o risco de agravar a crise econômica que enfrentávamos e estamos enfrentando. Desde 2013, eu venho escrevendo sobre os gastos públicos e a crise. Fui até rude em minhas palavras para com eles. Theodore Roosevelt tornou famosa a frase “fale macio, mas carregue um porrete”; eu prefiro não falar macio e carregar um porrete, pois o que estava (está) em jogo era (e continua sendo) a saúde fiscal do Brasil. Não teve jeito naquela época. Eles não se convenceram, o PT ganhou as eleições, e a crise se agravou. As pedaladas da Dilma, a irresponsabilidade fiscal cometida, já revelavam um indicativo de que as contas estavam no limite e que já não havia mais como manter os gastos, pois não havia mais receita. E ela pedalou dois anos seguidos, tendo s