Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de outubro 26, 2014

Quatro aberturas, quatros histórias e um bônus!

Revisão: ChatGPT! Estou divulgando quatro aberturas de animes que me impressionaram nesta temporada. Com a metade da temporada já concluída, selecionei minhas séries favoritas considerando não apenas a qualidade da música, da edição e da animação, mas também o impacto emocional que cada série tem sobre mim. Assim, o prazer de assistir à série também é um critério importante. Mesmo que uma abertura seja tecnicamente inferior à outra, se a série tiver uma pontuação emocional mais alta, ela será destacada. Foi uma escolha difícil, pois todas as aberturas estão disponíveis na Crunchyroll. Primeira Posição: Mushoku Tensei O forte apelo emocional da série é indiscutível. A abertura faz uma retrospectiva da vida de Rudeus até o momento atual, mostrando cenas familiares, momentos marcantes e personagens importantes, além de antecipar eventos futuros que são particularmente emocionantes para quem sabe o que virá. O diretor acertou em cheio em todos os elementos, criando uma abertura que é verda

Se continuarei a escrever em 2015?

Oi, pessoal! Eu tirei o dia para estudar o meu futuro. Vou explicar a conclusão que cheguei, mas já agradeço os votos que estou recebendo e peço que continuem votando na enquete aqui do lado. O Futuro Do Estadão Como todos sabem, pois está estampado em todos os jornais, a taxa Selic aumentou 0,25% e está em 11,25%. Foi uma atitude do Banco Central para mostrar, aos investidores externos, o comprometimento do governo com as metas de inflação. Quando estudei economia, eu conclui que o mercado interno deve ter prioridade sobre o externo, ou seja, sou protecionista em determinados assuntos. Entre o mercado externo (aqui identificado pela movimentação na Bolsa de Valores) e o mercado interno, o interno deveria ter prioridade. O aumento na taxa Selic tem a finalidade de desacelerar o consumo e inibir a inflação, entretanto, existe um viés negativo nesse instrumento de controle, afinal, ele retira do mercado, a longo prazo, a capacidade de crescimento. ADVFN : “Qu