sexta-feira, 5 de julho de 2019

Boletim Informativo!


Boletim Informativo

Resolvi escrever, nessa semana que se encerra, o que quero fazer daqui para frente. Como afirmei, o blog continuará, mas sem o ritmo de antes. Em dezembro do ano passado, eu estava quase chegando aos cem quilos. Faltavam apenas dois quilos para isso. Entrei em um processo intenso para emagrecer. Hoje, estou com 81 quilos e já começo a querer retornar para as minhas atividades rotineiras.

Eu continuo assistindo meus animês, apesar de ter parado de ler mangás. Pretendo recomeçar minhas leituras que já se acumulam. Pretendo voltar a escrever. Quero escrever minhas críticas aos animês que mais me interessam. Quero escrever novas histórias para o “Conto do Ratinho”, pois muita coisa aconteceu e preciso atualizar. Quero escrever poemas. Quero escrever sobre restaurantes. Quero escrever, escrever, escrever e escrever.

E apesar dessa pausa, o blog continuou recebendo visitas. Ele me mostrou que está vivo! Recebeu mais de 10 mil visitas no mês passado e já passou de 300 mil visitas desde que foi criado. Eu agradeço a todos!



Estou voltando mesmo!

quarta-feira, 3 de julho de 2019

Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro




A pesquisa recente foi encomendada em parceria pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) e pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), sendo conduzida, desde 2006, pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)[1].

O que chama a atenção nesse ano é o cálculo de reajuste, com base no IPCA, dos anos anteriores, dando-nos uma confirmação do que já suspeitávamos: a “Pátria Educadora” nunca existiu. Segundo o estudo: “O levantamento mostra que o faturamento do setor editorial geral (com vendas para o mercado e para o governo) diminui 25% no comparativo entre 2006 e 2018. O estudo mostra um crescimento do número de exemplares vendidos no mercado entre 2006 e 2014 de 84 milhões de livros, e a queda acentuada nos últimos 4 anos, voltando a patamares próximos a 2006. O preço médio dos livros no período total diminuiu 34%, o que explica a redução do faturamento do setor”.

Notem que, apesar da redução do preço dos livros, o número de exemplares caiu, principalmente nos últimos anos do governo Dilma e Temer. Isso evidencia o descuido para com a educação. Em um país no qual a educação superior realiza estudos superficiais e banais, como orgias e bailes funk, e que em nada contribuem para o real crescimento econômico e cultural do país, têm seu fracasso estampado na queda da leitura e da venda de livros. Não surpreende, então, que estejamos tão mal avaliados em todos os rankings internacionais de educação.


O problema também está relacionado com a estratégia de uma guerra cultural!


No texto abaixo está um alerta para o uso do ensino como arma da revolução. O meio mais rápido de se doutrinar é acabar com a educação. Um sintoma de uma má educação é a diminuição do interesse pela leitura, pois, sem a leitura, não se desenvolve o senso crítico e fica mais fácil doutrinar. Está tudo muito interligado. Com uma péssima educação, diminui-se o interesse pelos livros, reduz a capacidade crítica do leitor/estudante, e torna-se mais fácil doutrinar. É uma reação em cadeia.

Antony Mueller[2]: “A mídia, o sistema educacional e todo o aparato cultural devem ser utilizados para jogar uma parte da sociedade contra a outra. Enquanto as identidades de cada grupo (opressor e oprimido) vão se tornando mais específicas, a variedade dos grupos vitimológicos, bem como todo o histórico de "opressão" sobre estes grupos, vai se tornando mais detalhada”.

Esse é mais um legado da era PT em nosso Brasil. Sem leitura, com controle da educação, formam-se gerações doutrinadas, sem capacidade de entender sequer a própria realidade. Lutemos contra isso!






[1] Leia a pesquisa completa no site:
<http://cbl.org.br/site/wp-content/uploads/2019/05/DESEMPENHO-DO-MERCADO-LIVREIRO_-UMA-ANA%CC%81LISE-DE-10-ANOS-DA-PESQUISA-PRODUC%CC%A7A%CC%83O-E-VENDAS-DO-SETO.pdf>
[2] Mises, lido em 28/05/2019: <https://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2953>

segunda-feira, 1 de julho de 2019

Manifestações do dia 30!


Mais uma vez, no dia de ontem, o povo foi às ruas para defender seus desejos contra um Congresso contrário à vontade popular. Todas imagens incorporadas da conta do Conexão Política no Twitter, que fez a cobertura online das manifestações. 

Conexão Política

@conexaopolitica



É desejo de todo cidadão de bem conseguir proteger sua liberdade e propriedade através do porte e posse de armas;


É desejo da população que a reforma da previdência seja a do Guedes e não a do Maia. A reforma do Guedes é maior e economiza mais recursos;


 É desejo de todo cidadão de bem que a Lava Jato continue e que o Congresso vote imediatamente o pacote Anti-Crimes do ministro Sérgio Moro.

É desejo de todo cidadão de bem defender Moro das fraudes que estão fazendo para tentar sujar sua reputação.

É desejo de todo cidadão de bem que não aconteça mais crimes como o do pequeno Rhuan e que crimes como este sejam punidos com maior rigor.



Fomos às ruas por essas pautas. 

A paciência do povo está se esgotando. Maia, Alcolumbre e demais políticos, irritar a população é o início de toda derrota. Pensem nisso e colaborem para o crescimento do Brasil. Votem! Andem com os projetos! Sejam úteis!   

Goblin Slayer: Goblin's Crown

Além do narrador (horrível por sinal) , uma cena me chamou a atenção. Na série, a Sacerdotisa convida seu grupo para um banho termal. A El...