Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de maio 24, 2015

Crise Brasileira- Abrindo um Negócio

Crise Brasileira- Abrindo um Negócio Esse é o segundo texto para a matéria sobre a crise brasileira. Quero me concentrar no que eu faria se fosse abrir um negócio com o mercado como está e, dessa forma, ajudar a quem estiver interessado em aprender um pouco mais sobre estratégias. Eu afirmei que esse seria mais genérico, entretanto, acredito que não será assim tão genérico. O Brasil no momento Começo com a visão de um professor sobre a economia brasileira, através das palavras de Rosana Hessel que escreveu a matéria do Correio Braziliense- Para professor da UnB, Brasil só irá se recuperar economicamente em 2018 : “ O economista Jorge Arbache, professor de economia brasileira da Universidade de Brasília (UnB), avisa que o país vai demorar para se recuperar das dificuldades que atravessa. Ele não arrisca um prognóstico para o Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre de 2015, que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgará na próxim

Crise Brasileira: Indústria Gráfica e Soluções

Crise Brasileira- Indústria Gráfica Recebi, semana passada, a revista da Abigraf (março e abril de 2015) e fui dar uma olhada em suas páginas. Dentre as matérias, a que se destacou mais aos meus olhos foi o texto do Departamento de Estudos Econômicos da Abigraf, cujo título é “ Resultados da Indústria Gráfica Brasileira em 2014 ”. Resolvi, após ler, que queria escrever sobre isso em dois momentos. Serão duas atualizações para o blog com o título “Crise Brasileira”. Nesse primeiro momento, um texto opinativo sobre a crise gráfica. No segundo momento, um texto mais genérico. Como escritor que trabalhou com diversas editoras, que já foi membro da Câmara Brasileira do Livro, e que edita com certa frequência, eu tenho contato e simpatia pela indústria gráfica. Como vocês sabem, desde o meu texto sobre a crise da indústria de animês e mangás- “ A decadência do mercado de animês e mangás no Brasil! Apontando possíveis soluções !”, que eu aponto o problema e tento dar uma contri

Como a tecnologia consegue mudar a interpretação de uma frase!

Sim, mudei meu perfil no Toondoo para Paraydemo!