Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de novembro 1, 2015

Quatro aberturas, quatros histórias e um bônus!

Revisão: ChatGPT! Estou divulgando quatro aberturas de animes que me impressionaram nesta temporada. Com a metade da temporada já concluída, selecionei minhas séries favoritas considerando não apenas a qualidade da música, da edição e da animação, mas também o impacto emocional que cada série tem sobre mim. Assim, o prazer de assistir à série também é um critério importante. Mesmo que uma abertura seja tecnicamente inferior à outra, se a série tiver uma pontuação emocional mais alta, ela será destacada. Foi uma escolha difícil, pois todas as aberturas estão disponíveis na Crunchyroll. Primeira Posição: Mushoku Tensei O forte apelo emocional da série é indiscutível. A abertura faz uma retrospectiva da vida de Rudeus até o momento atual, mostrando cenas familiares, momentos marcantes e personagens importantes, além de antecipar eventos futuros que são particularmente emocionantes para quem sabe o que virá. O diretor acertou em cheio em todos os elementos, criando uma abertura que é verda

IX Prêmio Cultura Nacional- III

Neste último trecho, verso sobre fraternidade e faço uma homenagem à Saber de Fate/Stay Night. Sim, era imensa a minha "nerdice". Sobre esse assunto, eu ainda assisto animês, embora bem afastado da comunidade. Desculpem, não consegui retirar a sombra. 

IX Prêmio Cultura Nacional - II

Nesta antologia, eu pude transmitir mensagens sobre fraternidade, cidadania e abandono. Neste trecho, reportei ao abandono e, também, retornei aos tempos de "Despertar do Amor" com um texto gótico. Cliquem para ampliar.

IX Prêmio Cultura Nacional- I

Esta foi a premiação de 2009 realizada pela Real Academia de Letras. Em suas palavras de introdução, o presidente da Real Academia de Letras do Brasil homenageou minha mãe com um agradecimento pelo incentivo a arte. Fiquei muito feliz com isso. Para quem não sabe, eu também a homenageei, pois ao assumir a cadeira vitalícia de número 09, na Real Academia, eu a nomeei "patronesse da arte". Clique para ampliar.