sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Nota DEZ- Echidna!

 Nota DEZ!


Apenas um nota DEZ hoje. Echidna foi a personagem feminina mais incrível dessa temporada. Ela não apenas lidou com as outras bruxas, como conseguiu dar ao Subaru um amparo emocional muito forte. Por ela, e sem dar muitos spoilers, eu dou um NOTA DEZ! Mas continuo sendo Time REM! heheheh

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Selic e Economia

 Em breve informarei com cuidado o que está acontecendo aqui, para justificar a ausência de textos melhores para o blog, por enquanto, peço paciência. Para hoje, uma recomendação que faço!


A taxa Selic se manteve em 2% e uma amiga, que trabalha com corretagem de imóveis, afirmou que muitas pessoas estão deixando suas aplicações financeiras e estão investindo em imóveis para manter um retorno financeiro com o aluguel, ou revenda dos mesmos. A taxa Selic é a taxa base usada como referência para que os bancos calculem a rentabilidade das aplicações de seus fundos. Resumindo bem superficialmente, se a Selic for baixa, menores serão os resultados das aplicações em investimentos em bancos. Dessa forma, o Banco Central ajuda a economia, pois ele provoca uma movimentação dos recursos investidos, colocando dinheiro na praça.


O que o pessoal anda fazendo é tirando parte, ou toda sua aplicação, dos bancos e colocando em imóveis. Eu não aconselho isso por experiência própria. Para revender um imóvel, o valor de revenda nuca será o valor 100% investido, tendo sempre uma variação (geralmente a menor) do valor. São raros os casos de pessoas que compram um imóvel a baixo valor, reformam e conseguem vender o mesmo a um valor melhor. É preciso muita experiência no mercado de imóveis para alcançar esse nível e muitos investidores não conseguem isso. Já vi pessoas comprarem apartamentos e, na hora de revender, não conseguirem e ficarem com o imóvel parado por anos, gerando custos de condomínio, por exemplo.


O que aconselho? Investimento em empresas instaladas no mercado. Parte do problema da Selic se deve ao estrangulamento da economia pelo “fique em casa”, lockdown e outros problemas que estão relacionados com o modo com que o mundo lidou com a Covid-19. Dessa forma, quando a economia retornar, ela retornará forte por estar sendo artificialmente reprimida. Teremos um “boom” econômico (espero). Assim sendo, investir em empresas e ajudar o mercado a se aquecer seria, ao meu ver, o melhor caminho. Investir em ações pode ser um bom caminho também. Investidor-anjo, se tiver condições de esperar alguns anos pelo retorno financeiro, também me parece ser um bom negócio. E, ao investir em empresas que tenham sobrevivido à pandemia, você aquece o mercado, mantêm salários, consegue um bom retorno financeiro (se souber investir bem) e ajuda a fazer com que a roda da economia comece a girar e reaquece, também, os investimentos, pois fará com que a taxa Selic suba em um futuro próximo. Pense nisso!

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

segunda-feira, 7 de setembro de 2020

 Minecraft Dungeons

GT: Paraymo





Estou voltando aos meus trabalhos e decidi recomeçar trazendo um jogo que gostei bastante. Adoro Minecraft pelo conceito genial de criação ilimitada. O que se pode criar em um mundo de Minecraft só está limitado pela criatividade do jogador. Dessa forma, eu tenho-o como meu Game of the Year (GOTY) pessoal. Então, eu não poderia deixar de experimentar o Minecraft Dungeons.


Diferentemente do Minecraft tradicional, aqui temos uma linha obrigatória a seguir, que coloca o jogador em uma história de combate que mescla o humor que conhecemos, de jogos como Lego (Marvel, por exemplo), e uma ação bem gostosa e fluida de combate contra mobs. A história é boa. Ela nos conta o passado de um renegado que, por vingança, tenta destruir vilas e escravizar Villagers fazendo com que nós (jogadores) tenhamos que intervir, para colocar um fim ao domínio do mal do pequeno tirando Illager. Em uma sequência de pequenos mapas, nós vamos evoluindo na trama, até o confronto final contra o Illager.





A ação


Os combates são divertidos, sendo que os mobs tem um comportamento interessante. Por exemplo, arqueiros sempre têm a tendência de se afastarem de você, para atacar de longe. Zumbis possuem a tendencia a fazer montinho e atacarem juntos. Existem mobs mais fortes, como golens, que te esmurram e lançam-te longe e, claro, creepers e aranhas. A combinação mais temida é ser preso na teia de uma aranha, que te imobiliza, enquanto outros mobs se aproximam para te atacar. Os chefes são ótimos! Cada um deles possui um sistema de ataque e defesa diferente. É divertido ficar experimentando novas formas de derrotar um mesmo chefe e o jogo te dá muitas formas para fazer isso. E o jogo mantêm sempre o sistema de dificuldade equilibrado, não permitindo que um jogador em nível 50 vá atacar um mapa em nível 10, com isso, o jogo consegue manter o mapa sempre desafiador, elevando-o à medida que o jogador também evolui.


Suas armas


As armas que você dispõe no jogo são interessantes, com armas de curto e longo alcance. Muitas com encantamentos diversos e, você ainda possui a ajuda de mobs (golem, lhama e lobo) para os combates. Ainda não cheguei na parte em que consigo pegar um golem, pois ele aparece mais para frente. Até aqui, eu derrotei o Illager no modo normal e estou no modo aventura. Então, entre o lobo e a lhama, eu prefiro a lhama, pois ela ataca de longe e ajuda na minha tática preferida. Meu modo de combate preferido é o de longo alcance, lançando flechas diversas e a lhama é a melhor para ajudar nessa tática de ataque à longa distância.



É bom?


Sim, é muito bom! O jogo tem uma mecânica divertida, combates sempre desafiadores e dou destaque para a nossa dublagem (a narradora) que fez um excelente trabalho narrando nossa história. Eu recomendo, mesmo para quem não conhece o Minecraft original. Lógico, quem conhece o jogo original possui um prazer maior no jogo ao reconhecer mobs e atitudes. Realmente, é um jogo muito bom!

sábado, 22 de agosto de 2020

Duas semanas de licença!

Vou precisar de duas semanas de licença. Infelizmente, o blog não possui material de reserva, então, pelo menos nessa semana, não teremos atualizações. Conto com a compreensão de todos. Obrigado!

sexta-feira, 21 de agosto de 2020

Nota 10 e Nota ZERO!

 Nota 10 e nota ZERO


Nota 10 para o Roku! Tenho assistido muitas séries através desse pequeno e eficiente dispositivo. De fácil instalação e configuração, ele me permite acessar aplicativos como Crunchyroll e Netflix e, como tem um tamanho de uma caneta, eu posso levá-lo para qualquer lugar e em qualquer viagem, pois ele conecta em todos os tipos de televisão. Além disso, ele transmite em 4K! É versátil! Nota 10!





Nota ZERO para uns dos dois. Como sabem, Dória contraiu a covid-19, mesmo após ter tomado a vacina chinesa. Das duas uma: ou a vacina não funciona, ou o Dória não a tomou. Na dúvida é ZERO para os dois!

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Dance!

O poema está abaixo do vídeo. 






Prazer em te contemplar;

Estar próximo a ti;

Respirar, falta-me ar!

Não se afaste de mim.

A sua pele tocar;

Suas pernas, meu altar!



Uma sextilha com rima em versos ímpares apenas. 

segunda-feira, 17 de agosto de 2020

Boletim Informativo de 2020!

 Boletim informativo



Como medida de protesto, por conta da sujeira que tentaram fazer com a Xbox Mil Grau, eu deletei minha conta na Microsoft e cancelei meus serviços. Desse modo, a gamertag Paray BR deixou de existir. Em textos anteriores, nos quais fiz análise de jogos pelo Xbox, a GT não terá efeito nenhum, pois não mais existe. E eu tentei achar outra forma de jogar e não encontrei. Quem se acostuma com o melhor, não se contenta com outra coisa. E, ao acompanhar as lives do pessoal da Mil Grau, na Dlive, eu ainda vi neles paixão pelo console. E isso me comoveu e me motivou a continuar com a marca, com o console. Hoje, fiz uma conta nova na Microsoft, minha GT é Paraymo e, até o presente momento, só tem 1000 G de conquistas em Minecraft (que é meu Game of The Year). Perdi meus jogos anteriores, mas, com Game Pass, já tenho muito o que jogar e a um custo fixo mensal baixo. O serviço é excelente. Dessa forma, regressei ao console com os melhores serviços, melhores jogos e com as melhores máquinas. Em breve, devo retornar aos textos com análises de jogos!



Sobre o protesto que me custou mais de 100 jogos, e uma GT com mais de 35 mil pontos, eu não me arrependo e ainda o mantenho. Não assino e nem uso outro serviço da Microsoft que não o Xbox. Continuo sem o Word, pois uso LibreOffice. Não uso o Windows e continuo com Linux. Não uso serviço de biblioteca em nuvem da Microsoft (One Drive), pois tenho o serviço do Google. Não uso o Movie Maker mais. Com isso, mantenho meu protesto contra essa onda de cancelamentos que visa calar unicamente adversários políticos. E, sim, tenho certeza que as acusações contra o pessoal da Mil Grau são sem fundamento jurídico e espero que eles venham a pegar a todos que fizeram a eles grandes danos moral, material e existencial. O Direito dá a eles as condições de lutarem pela dignidade que tentaram tirar deles e espero que venham a vencer toda essa covardia.



Esse é o boletim informativo de 2020 do blog Outros Papos!

sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Nota 10- Anos!

 Nota 10


The Misfit of Demon King Academy

https://www.crunchyroll.com/pt-br/the-misfit-of-demon-king-academy


A série conta a história do Rei Demônio que reencarna depois de 2000 anos. O personagem principal é de um poder assustador. E possui uma boa construção psicológica, pois ele é capaz de ser cruel, matar e ressuscitar inimigos para que eles sintam a dor e o sofrimento da morte diversas vezes, mas, também, pode ser generoso para com quem ele gosta. Apesar de ser soberano, ele possui grande respeito pelos seus pais. Tudo o que ele faz é grandioso. Um dia, ele cansa do sistema cármico que o liga a uma sequência de combates e mortes nas mãos do herói e decide mudar esse destino. Hoje, já reencarnado, ele apenas quer seguir sua vida e reconquistar seu direito a ser o Rei Demônio, mas preservando uma época de paz que ele aprendeu a gostar após diversos combates com o herói Kanon. O personagem é nota 10. Outra série que indico para vocês acompanharem via Crunchyroll, pois o cara merece. É tão poderoso que ele mesmo encerra a própria série com um estalar de dedos. KKKKKKKK

quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Demon Lord

 Demon Lord


Meu mundo é de trevas;

Intenso o momento;

Sou rei que tudo pode;

Farei o seu tormento;

Irei destruir tudo;

Todo o sofrimento.


Um poema ligando com o texto de sexta-feira! Uma sextilha com rimas apenas nos versos pares. 



segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Séries que surpreenderam!

 Séries para acompanhar nessa temporada


Depois de escrever sobre personagens sem honra, agora venho escrever sobre séries que me surpreenderam e que gostaria que vocês assistissem também. Não vou colocar aqui na lista os clássicos, como Sword Art Online, ou Food Wars, que dispensam apresentações, mas séries novas. Alguns spoilers serão cometidos, pois eu ainda acredito no estudo “Spoilers Don’t Spoil”. Todas as séries estão no serviço Crunchyroll. 


 Monster Girl Doctor

https://www.crunchyroll.com/pt-br/monster-girl-doctor


Sinopse Crunchyroll: “Na cidade de Lindworm, onde coabitam humanos e monstros, um jovem doutor chamado Glenn inicia outro dia de perigosas consultas médicas! Seja examinando as guelras de uma sereia, costurando as coxas de uma golem, ajudando uma harpia a botar ovos ou apalpando as escamas de uma dragoa, Glenn faz de tudo para ajudar garotas das mais variadas aparências e formas... Mas por que Glenn sempre acaba em alguma situação caliente com elas?! Mas que seja - tudo pelo bem da paciente! Esta clínica está aberta 24 horas para tratar de garotas monstro como você nunca viu!


Eu assisti e gostei muito de Monster Girls e achei que essa série seria apenas um “copia e cola” da série já mencionada, pois, vejam bem, ambas as séries possuem lamias, centauros fêmeas, harpias e até slimes, exatamente como Monsters Girls. Comecei a assistir já com esse pensamento, porém, a série começou a mudar aos pouquinhos e começou a criar alma própria. 


Quando comecei a notar isso? Quando vi o doutor Glenn tratando os cascos de uma centauro fêmea exatamente como aprendi a fazer no curso de Medicina Veterinária. Nesse ponto, eu percebi que a série iria respeitar, mesmo que de maneira superficial, os tratamentos médicos e as características das meninas-monstro, trilhando assim sua própria jornada.  E isso se seguiu com a sacada genial da mudança de respiração (terra-água) de uma sereia e uma inflamação nas vias respiratórias. A série tem alma própria, centrada em uma possível medicina, e ainda mantêm a sensualidade de séries como essa, como no caso da recolocação de membros em uma golem de carne. Foi de rir. Sim, eu vou para o inferno! KKKKKKKK Está valendo à pena!



Mr. Love: Queen’s Choice

https://www.crunchyroll.com/pt-br/mr-love-queens-choice


Sinopse Crunchyroll: “’Para continuar no mesmo lugar, você tem que correr o máximo que puder.’ Quando meu pai faleceu, eu assumi seu posto como presidente da Miracle Entertainment, uma produtora de vídeo que produz o programa de TV ""Encontrei um Milagre!"". Foi então que conheci quatro Evolvers, de diferentes passados e personalidades. Simon é um gênio da ciência; Kira, um artista no topo das paradas; Haku, um policial que enfrenta crimes envolvendo Evolvers; e Zen, CEO do Grupo Huarai, nossos patrocinadores. Com isso, acabei me envolvendo numa enorme conspiração secreta que está por trás da morte do meu pai”. 


É uma série com harém reverso. Harém é uma proposta de enredo que junta várias personagens femininas que se apaixonam pelo personagem principal, e o harém reverso é isso, mas com inversão de perspectiva, pois são vários personagens masculinos apaixonados por uma única garota. Geralmente, detesto séries assim, porque os personagens masculinos tendem a ser submissos e a personagem feminina tende a ser lacradora, insuportável e antipática. Sempre passo longe! 


Entretanto, por uma razão que desconheço, resolvi assistir e acabei gostando dessa aqui. A série tem uma história de fundo interessante, com um mistério policial e o surgimento de personagens ao estilo mutantes da Marvel. Os personagens masculinos não são horríveis. Eles têm características masculinas de fato: desejo de proteger, de se sacrificar, honra, força e atitude. Não me senti mal vendo-os em ação, pois a presença em cena dos personagens traz respeito ao público masculino. É como o Tuxedo Mask de Sailor Moon. E até existe aqui a presença forte da figura do “cavaleiro da princesa”, isto é, o agente protetor de uma figura feminina importante. 


E a personagem principal é um anjo. Ela é esforçada até além dos limites de uma pessoa comum (mesmo achando que ela também é um Evolver) enfrentando perigos que deixariam uma pessoa sem poderes indefesa.  Ela defende seu sonho com garra. Ela é trabalhadora. Ela é inteligente. E, o melhor disso tudo, ela não fica pisando nos personagens masculinos. Ela não lacra. Ela é uma figura feminina forte e capaz, porém, sensível e carinhosa. Dá vontade mesmo de proteger a “princesa da batatinha”. Ela é incrível!  


Gostei dessa série!

sexta-feira, 7 de agosto de 2020

A Maior Ação do Mundo!

Freedom



A “Maior ação do Mundo” teve seu início e eu compartilho esse vídeo que explica ao mundo o que está acontecendo no Brasil. Foram feitas petições e reclamações em tribunais internacionais, bem como para entidades de representação e organizações de classe no mundo todo. A liberdade começa a ser defendida.

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Soneto: Liberdade!

A liberdade é preciosa;

É muito urgente defendê-la;

Contra tirania odiosa.

Não se pode nunca mais perdê-la;


A liberdade é angelical;

Sob suas mãos descansa o povo;

Por isso querem muito o seu mal;

As asas agrilhoar de novo.


Seus gentis olhos querem, sim, vendar;

Suas lindas mãos desejam prender;

Sua frágil boca amordaçar;


Levantemo-nos para defender;

Asas negras devemos derrotar;

A liberdade vai prevalecer!



segunda-feira, 3 de agosto de 2020

Ciclo acadêmico e literário!

Ciclo acadêmico e literário



Eu também possuo livros nessas duas vertentes literárias. Para o meu trabalho de conclusão de curso, bacharelado em Jornalismo, eu analisei as influências de quadrinhos japoneses em artistas brasileiros e, para tanto, elaborei um estudo de caso da antologia Mangá Tropical, que havia sido lançada pela Via Lettera e organizada pelo competente Alexandre Nagado. O livro, "Mangá Tropical- um estudo de caso", explora percepções artísticas, arcabouços temáticos, história do mangá e, finalmente, suas influências nos artistas brasileiros e como essas influências chegaram aqui. O livro também está disponível via Amazon.



Eu também sou amante de filmes de terror e adoro um filme B, que é uma denominação para filmes do tipo “trash”, com baixo orçamento, e muito gore. Sempre gostei de filmes de terror e decidi escrever uma ficção cujo tema seria o Apocalipse Bíblico. Em “Apocalipse: Brasília!”, a história inicia nos momentos finais da igreja na Terra, antes do arrebatamento, e prossegue com a vida dos que não foram escolhidos. Deus, mesmo assim, não abandona por completo os que foram deixados para trás e reúne uns caras ruins para defender os que aqui ficaram. Sim, os personagens todos são anti-heróis que, em algum momento, cometeram algum deslize que os fizeram permanecer na Terra. Até escrevo sobre a indignação de um anjo ao ver que um dos escolhidos, para receber os dons das cartas das igrejas do Apocalipse, era um criminoso. Esses jagunços vão proteger o povo que aqui ficou e irão procurar a sua redenção. O livro também possui lutas bem ao estilo Dragon Ball Z, sendo quase um quadrinho. Está na Amazon também. Notem a capa profética do livro! E a história tem uma continuação indireta que ainda não lancei.



E, também, lancei um livro chamado “Amanhecer na juventude e entardecer na maturidade” que concentra alguns dos meus poemas, na maioria de estilo livre, sem se prender a muitas regras de estilo. Eu comecei, em 2018, a ser mais rigoroso com métrica e os próximos livros terão poesias mais elaboradas nesse sentido. O livro em questão possui mesmo é liberdade criativa e sentimentos. Como poeta, eu sei que posso crescer mais e que minhas poesias atuais estão melhores. O caminho da escrita e sempre se desenvolver.


Com isso, além de um blog com 10 anos de vida, que serão completados no ano que vem, e com mais de mil atualizações, eu também possuo 8 livros ainda à venda via Amazon, mais três no forno e outros dois lançados em outras plataformas, mas que precisam de uma atualização, como o “Manual do escritor independente” que está na Perse e está desatualizado, e o “Sete” que acho que ainda está na editora Litteris, mas precisa de uma revisão urgente. Eu também participei de muitas antologias e, até o momento em que parei de contar, já tinha mais de 30 contribuições em antologias diversas, lançadas no Brasil e em Portugal.


Se deseja contribuir com meu trabalho, por favor, compre meus livros. Obrigado!

“Antologia do pequeno rato”, “Eu falei de crise”, “Eu falei de crise- segunda parte”, “Fé de mais, ou fé de menos?”, “Faces de Deus”, “Mangá Tropical- Um estudo de caso”, “Apocalipse: Brasília!” e “Amanhecer na Juventude e Entardecer na Maturidade” estão todos na Amazon.

sexta-feira, 31 de julho de 2020

Personagens Antipáticos!

Personagens antipáticos


Em cada temporada temos, tenho percebido, a construção de uma agenda para diminuir a masculinidade em algumas obras e, dessa forma, os personagens masculinos estão perdendo suas características essenciais. Por exemplo, tivemos heróis covardes (Fate Grand Order e Danmachi) que poderiam ser facilmente substituídos por um jumento pastando que não fariam falta e tivemos, em mangás, personagens masculinos que atuavam como personagens femininos, como em "Komi Can’t Communicate", que já critiquei no blog, basta procurar para ler o que escrevi.

Nessa temporada, o que estão atacando, em duas obras, é a nobreza masculina. Um personagem nobre não se deixa levar pelo carnal, superando suas tentações,porém, temos dois personagens masculinos, em séries diferentes, que não controlam sua vontade sexual. Um em "Peter Grill" e o outro em "Rent-A-Girlfriend". Em "Rent-A-Girlfriend", o antipático personagem masculino parece um maluco covarde. Segundo Akira Toriyama, na construção de um roteiro para quadrinhos japoneses tudo deve ser exagerado, pois isso seria um elemento importante para a construção do mundo fictício, então, não estranho que o personagem principal dessa série seja um covarde que não possui nem controle do ato sexual. Entretanto, exageraram muito na dose, e acredito que assim irão afastar o público de seu personagem. Como homem, digo que não é assim como a obra mostra e, por isso, o enredo perdeu sua ligação para comigo como audiência. Não tem como se identificar com aquele cara, pois ele é, para ser bem exato, apenas um moleque. Outros já criticaram a obra pelo mesmo problema. 

Já as personagens femininas são problemáticas também. Uma, que se aproxima muito de uma figura que conheci, é a típica personagem que maltrata um namorado, mas basta ele aparecer com outra que ela fica circulando o casal, como um tubarão em busca de uma presa. E a outra é uma tsundere tão antipática quanto a primeira, mas pelo fato que ela trata tudo como um negócio. Lógico, para ela, é um negócio, pois ela é uma “namorada de aluguel” e recebe grana para fingir ser o que não é, mas exageram na dose. O enredo não dosou direito os comportamentos da série e, talvez, esteja entregando algo que não agradará quase ninguém.

Não tem como gostar dessa série com os três personagens principais tão antipáticos. Penso em abandonar essa série em breve. Vou dar uma chance ainda e, por enquanto, está levando uma nota 4.

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Amar é sofrer!

Amar é sofrer;

Um grande entristecer;

É meu escrever.


Um haicai que não está muito preso em sua forma. Acredito que minha alma esteja ansiando por liberdade, inclusive nas formas dos versos. E inverti um aspecto das atualizações semanais, mas só para essa semana, que é a ligação do poema. Geralmente, o poema se liga ao assunto de segunda-feira mas, dessa vez, ele se ligará ao assunto de sexta-feira! 






segunda-feira, 27 de julho de 2020

Outros Trabalhos Já Realizados!

Um pouco mais do meu trabalho!




O lançamento do ano foi o “Contos do Pequeno Rato” que está publicado em formato digital (Kindle), em todas as lojas Amazon pelo mundo, e em formato impresso (para vê-lo basta mudar para a Amazon dos EUA). A versão impressa estará disponível para envio ao Brasil, assim que a epidemia da Covid-19 for controlada nos EUA e eles puderem reabrir. O livro trata dos sofrimentos de um pequeno rato de laboratório que vê sua baia tomada por cobras. É uma sequência de sentimentos e dúvidas do ratinho quanto ao sofrimento e sua origem. Um livro devocional, com amparo na fé cristã. Esse livro, o “Faces de Deus” e o “Fé de mais, ou Fé de menos?” definem meu ciclo cristão como autor.



Entretanto, eles sozinhos não definem minha essência como um todo. Como blogueiro, eu cobri a crise econômica e política do Brasil em dois livros de uma mesma série. No primeiro “Eu Falei de Crise!”, analisei e cobri, para o blog, os eventos políticos do Brasil até o impeachment da presidente Dilma. Já o segundo volume do “Eu Falei de Crise!”, tratei do curto governo do vice-presidente, que assumiu a presidência com o afastamento da Dilma: Temer. O livro vai até as eleições do presidente Bolsonaro. O terceiro volume está sendo escrito atualmente e está centrado na epidemia da Covid-19 e seu uso político. E, com a ameaça à liberdade de expressão, não sei ao acerto quando poderei lançar.


E, semana que vem, eu vou escrever sobre outra linha de livros que eu possuo. Apesar de todos só textos puderem ser lidos gratuitamente no blog, eu agradeceria muito se vocês pudessem me ajudar comprando o trabalho na Amazon, pois ajudariam a esse blogueiro. Aos que já me ajudam, eu agradeço. Clique nos títulos e será levado para a respectiva loja. Obrigado!

sexta-feira, 24 de julho de 2020

Separados no nascimento!

Tem uma série nova na Crunchyroll e um dos monstros me lembrou muito um personagem da Disney. Pena que o meme não ficou bom, pois a imagem ficou muito escura. Vou deixar aqui assim mesmo. Gibiate Stitch para vocês! 


quarta-feira, 22 de julho de 2020

Poema para Cristo!

Jamais quis condenação;

Estava lá a servir;

Sua arma: compaixão;

Um senhor em servidão;

Sou salvo pelo ouvir.



Uma quintilha heptassilábica em formato ABAAB sobre minha fé em Cristo! 




segunda-feira, 20 de julho de 2020

Habilidades usadas para Deus!

Mateus 25:14-30


Porque isto é também como um homem que, partindo para fora da terra, chamou os seus servos, e entregou-lhes os seus bens.
E a um deu cinco talentos, e a outro dois, e a outro um, a cada um segundo a sua capacidade, e ausentou-se logo para longe.
E, tendo ele partido, o que recebera cinco talentos negociou com eles, e granjeou outros cinco talentos.
Da mesma sorte, o que recebera dois, granjeou também outros dois.
Mas o que recebera um, foi e cavou na terra e escondeu o dinheiro do seu senhor.
E muito tempo depois veio o senhor daqueles servos, e fez contas com eles.
Então aproximou-se o que recebera cinco talentos, e trouxe-lhe outros cinco talentos, dizendo: Senhor, entregaste-me cinco talentos; eis aqui outros cinco talentos que granjeei com eles.
E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.
E, chegando também o que tinha recebido dois talentos, disse: Senhor, entregaste-me dois talentos; eis que com eles granjeei outros dois talentos.
Disse-lhe o seu senhor: Bem está, bom e fiel servo. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.
Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste;
E, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu.
Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei?
Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros.
Tirai-lhe pois o talento, e dai-o ao que tem os dez talentos.
Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado.
Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.

Essa parábola é bem dura para com aqueles que tem habilidades e não as usam em favor de um propósito do seu senhor, pois mostra que o mau servo, aquele que tem uma visão distorcida de seu mestre, temendo-o injustamente, não usa o seu dom para lhe servir. Essa parábola é muito conhecida no mundo dos investimentos também, pois aqui tem uma lição econômica, mas eu a uso bastante para mostrar os dons, e habilidades que possuímos. Tudo precisa ser feito para honrar aquele a quem servimos, pois todos nós somos servos de alguém ou de alguma coisa (uma ideologia, um trabalho, uma fé, um Deus, um sistema, uma matéria, uma política, um estudo, um ídolo). No meu caso, interpreto essa parábola como a minha habilidade de escrita. Nunca a escondi debaixo da terra e sempre a usei para ajudar outras pessoas, pois creio em um Deus poderoso e bondoso.



Dessa forma, lancei, em 2003, o livro “Sob a Luz dos Ensinamentos Bíblicos” que, em 2015 viria a ganhar uma reedição com o nome “Fé de mais, ou Fé de menos?”. Nesse livro, lancei minhas experiências de vida e como a Bíblia tinha sido benéfica em diversas situações da minha vida. O livro continua disponível através da Amazon.



Já em 2018, eu lancei o livro “Faces de Deus”. Uma tragédia (um ano antes) quase aconteceu comigo, pois uma fratura no pé direito se complicou ao ponto de quase perder a perna. Foram mais de 3 meses de luta pela consolidação da fratura, após ter conseguido eliminar o risco de amputação. Como promessa de cura, eu editei esse livro que versa sobre a relação íntima que existe entre a graça da salvação e as obras da salvação. O livro também está disponível através da Amazon.



Esse ano, eu resolvi editar em livro os “contos do Ratinho”. O livro também é baseado em minhas experiências de vida. Um livro devocional sobre os sofrimentos que Deus permite que passemos. Um ratinho que é forçado a abandonar seu lar e como ele questiona o cientista (Deus) sobre os sofrimentos que ele passou. Ao final, o ratinho percebe que é soberbo, arrogante. Um livro que serve para refletir sobre os sofrimentos de uma maneira geral.


E, uma das coisas mais bonitas, é que todos os trabalhos estão disponíveis de graça para quem acompanha o blog, pois os textos estão aqui escritos e publicados. Lógico, se vocês quiserem comprar estariam ajudando a esse pequeno escritor e me deixariam imensamente grato. Seria bom poder viver do fruto do trabalho das minhas mãos, todavia, foi a maneira que encontrei para alcançar mais pessoas, divulgando os textos aqui. Com isso, espero não ter escondido meu dom debaixo da terra, apesar de não saber se conquistei outro dom através de meu trabalho. De qualquer modo, obrigado por me acompanhar até aqui.

quinta-feira, 16 de julho de 2020

Covid War: Henry Ford Health System

Covid War- Estudo da Henry Ford Health System


Treatment with hydroxychloroquine, azithromycin, and combination in patients hospitalized with COVID-19 Samia Arshad, Paul Kilgore, Zohra S. Chaudhry, Gordon Jacobsen, Dee Dee Wang, Kylie Huitsing, Indira Brar, George J. Alangaden, Mayur S. Ramesh, John E. McKinnon, William O’Neill, Marcus Zervos, * Henry Ford COVID-19 Task Force



Quem está acompanhando a sequência de textos sobre a pandemia, que eu estou batizando como “Covid War”, já sabe que o vírus está tendo um uso político maciço, e que muitos já se curaram com o uso do coquetel com Hidroxicloroquina e Azitromicina como, por exemplo, um membro da família imperial brasileira, cujo vídeo eu inseri em matéria anterior, como testemunho do uso. Recentemente, Bolsonaro também testou positivo para a doença e começou a usar o coquetel que, até o presente momento, está funcionando. O presidente não apresenta complicações e nem mesmo febre. Nesse ponto, em um desespero, a mídia que tenta torcer pelo vírus, começou a lançar matérias implicando que o uso do coquetel seria meramente um “efeito placebo”. Efeito placebo é um mecanismo no qual o seu corpo produz anticorpos por achar que está tomando um remédio, sendo uma resposta unicamente mental/emocional.


Para o desespero da turma que torce pelo vírus saiu, esse mês, uma pesquisa do Henry Ford Health System (com sede em Detroit) com um estudo completo sobre o uso do coquetel. E sabem o que eles concluíram, com o estudo em 2.541 pacientes hospitalizados? O coquetel funciona! International Journal of Infectious Diseases (clique para ler aqui): “In this multi-hospital assessment, when controlling for COVID-19 risk factors, treatment with hydroxychloroquine alone and in combination with azithromycin was associated with reduction in COVID-19 associated mortality. Prospective trials are needed to examine this impact”. Pacientes internados já estão em um nível avançado da doença, pois, outro ponto negativo do isolamento é a resposta tardia do paciente em sair de casa para receber tratamento e, mesmo assim, segundo esse estudo, a taxa de mortalidade foi reduzida.


Os pacientes tratados, segundo a publicação do hospital, são todos maiores de 18 anos, e com idade média em 64 anos, sendo 51% homens e 56% afroamericanos. Os resultados são impressionantes e você pode acompanhar o estudo aqui1: “The Cox regression result for the two propensity matched groups (Table 4) indicates that treatment with hydroxychloroquine resulted in a mortality hazard ratio decrease of 51% (p = 0.009). The resulting Kaplan–Meier survival curves within the propensity matched setting displayed significantly better survival in the hydroxychloroquine treated group, with the enhanced survival persisting all the way out to 28 days from admission”. A redução da taxa de mortalidade do grupo que usou o coquetel foi de 51%. O coquetel funciona!




O Henry Ford Health System é um complexo hospitalar fundado em 1915 e conta com 6 hospitais e mais de 30 mil funcionários.

quarta-feira, 15 de julho de 2020

Liberdade!

Estradas para quê, se não tenho aonde ir?
Cinemas para quê, se não tenho porque sorrir?
Voz para quê, se não posso falar?
Coração para quê, se não desejo amar?


Poema livre, pela liberdade! 


segunda-feira, 13 de julho de 2020

O Ratinho Soberbo!

O Ratinho Soberbo
Conto do Ratinho



Eu tive muito tempo para ler, na minha nova baia, pois um vírus se espalhou pelo laboratório e todos os bichinhos tiveram que ficar presos em suas casinhas. E, nas minhas leituras, eu conheci uma palavra chamada “soberba”. 

O significado dela, segundo um livro de significados, que os humanos chamam de dicionário, é: “Sentimento de superioridade em relação a outra pessoa; orgulho, altivez, arrogância, presunção.”. E eu não pude deixar de pensar que eu fui arrogante, fui soberbo, pois tentei entender os desígnios do Cientista e, ainda, o critiquei pelas decisões que eu achei que foram erradas. Eu refleti, então, que eu estava sendo soberbo. Que eu me sentia superior ao Cientista, ou, no mínimo, seu familiar. 

É assim, eu acho, que todos se sentem quando se aproximam de um ser tão poderoso e misterioso como o Cientista é. Principalmente, porque ele nos protege e nos alimenta. Muitas vezes, esquecemos que nós somos ratinhos, e que ele é o Cientista que manda em todo o laboratório. 

Para ser mais exato no tamanho do poder do Cientista, eu li um versículo bíblico e que esclarece como o Cientista pode ser poderoso: 


“Eu formo a luz e crio as trevas,
promovo a paz e causo a desgraça;
eu, o Senhor, faço todas essas coisas.
Isaías 45:7”

Eu refleti, então, como um mero ratinho, como eu, teve a audácia de questionar os caminhos do Cientista, sendo ele tão poderoso? Eu tive a resposta pelo dicionário. Eu fui soberbo. Fui arrogante. Tudo o que vivenciei demonstra o tamanho do poder do Cientista em minha vida. E não demonstra apenas o tamanho do seu poder, mas, também, o tamanho de sua compaixão, pois eu tive próximo de ser devorado por cobras malignas, entretanto, ele me salvou e me trouxe a um lugar alto. Ele foi misericordioso com um ratinho arrogante que tentou questionar os caminhos dele. 


“Mas a sabedoria que vem do alto é antes de tudo pura; depois, pacífica, amável, compreensiva, cheia de misericórdia e de bons frutos, imparcial e sincera.
Tiago 3:17”


O Cientista é bom e eu sou soberbo. O Cientista é poderoso, e eu sou apenas um ratinho. O Cientista, apesar das minhas falhas, ainda me amou e me livrou. O Cientista, apesar das falhas das cobras malignas, as castigou, mas as supriu também. Apesar de todas as agressões feitas a ele, por minhas palavras, ele me manteve seguro no dia da minha aflição. Cientista, perdoa esse ratinho! 


E, agora, eu tenho certeza, que depois que esse ratinho for levado para fora do laboratório, ele será acolhido no jaleco quentinho dos braços do Cientista. 



“Não te lembres dos pecados e transgressões
da minha juventude;
conforme a tua misericórdia, lembra-te de mim,
pois tu, Senhor, és bom.
Salmos 25:7”


quarta-feira, 8 de julho de 2020

O silêncio

Até o meu silêncio clama e busca pelo Senhor!
A Ele conto toda a minha dor.
Sei que ele ouve meu clamor.
E, no tempo certo, responderá com vigor!




Diante de tudo o que foi exposto na mídia, e dos recentes acontecimentos, volto atrás em minha decisão e reafirmo meu apoio ao presidente Bolsonaro. É ele que nos defende dos insanos do Foro de São Paulo (hoje com nome diferente) e do comando maluco positivista (militares que desejam entregar apenas obras, sem entrar na guerra cultural que travamos, ou seja, são inúteis). Sou Bolsonaro! 

terça-feira, 7 de julho de 2020

Jornalista Oswaldo Eustáquio!



Jornalista Oswaldo Eustáquio


No domingo, 05 de julho de 2020, foi solto o jornalista Oswaldo Eustáquio. A prisão do jornalista ocorreu mediante investigações do inquérito aberto pelo STF, investigado pelo STF, julgado pelo STF e, sendo que o STF (supostamente) seria a vítima. A “vítima” é o investigador, o juíz e o carrasco nessa ação maluca que pune a ação jornalística e a expressão livre da palavra. Vou escrever mais sobre isso após o vídeo. E, no final desse vídeo, Oswaldo diz, em um lamento, que nem blog ele possui. Eu, então, faço desse blog, no dia de hoje, o blog do Oswaldo Eustáquio. Assistam ao vídeo.




As ações da suprema corte não passaram sem uma reação pela sociedade. Advogados se uniram para peticionar e acionar cortes internacionais e uma petição, com mais de 94 mil assinaturas, visa declarar apoio às Instituições e à liberdade de expressão. Deixo na íntegra a carta de apoio elaborada pelo advogado Emerson Grigollette, deixando o link, ao final, para que vocês possam lê-la e, se quiserem, assiná-la:


“Nós, do povo brasileiro, signatários da presente CARTA DE APOIO, reconhecemos a importância indiscutível, não só da existência, mas também da manutenção e proteção de uma Suprema Corte e dos Poderes Legislativo e Executivo, enquanto Poderes regularmente constituídos e competentes a manutenção da ordem através da sua coexistência de forma harmônica e independente e do respeito ao império da Constituição e das leis brasileiras vigentes.


Portanto, jamais discutiremos ou incentivaremos qualquer medida tendente ao fechamento destes órgãos que são necessários a própria existência do Estado.


Todavia, não se pode perder de vistas a obrigatoriedade, frise-se, dos Três Poderes da República Federativa do Brasil ao cumprimento incólume da lei e da Constituição, sobretudo no que diz respeito a proteção dos direitos fundamentais humanos.


Ocorre que em março de 2019, socorrendo-se aos termos do artigo 43 de seu Regimento Interno, o Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Dias Tóffolli, por meio da Portaria GP 69/2019 determinou a instauração do Inquérito nº.: 4.781.


O inquérito tem como objetivo a apuração de “existência de notícias fraudulentas (fake news), denunciações caluniosas, ameaças e infrações revestidas de animus calumniandi, diffamandi e injuriandi, que atingem a honorabilidade e a segurança da Suprema corte, de seus membros e familiares”.


A Portaria designou de ofício o Ministro Alexandre de Moraes como Relator do caso.


Diante da gravidade da situação, no dia 21/03/2019 o Partido Político Rede Sustentabilidade ajuizou uma Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental – ADPF 572, objetivando o reconhecimento da inconstitucionalidade da Portaria em questão, e por consequência do Inquérito.


Contudo, no ultimo dia 18/06/2020, com 10 votos pela improcedência e 1 pela procedência, referida ação foi julgada improcedente, por maioria, pelo Plenário da Suprema Corte, mantendo-se assim o curso e processamento do Inquérito.


Não obstante, fato é que, desde sua instauração, vários princípios e regras básicas e universais de direitos humanos vem sendo cotidianamente violadas.


Há clara violação ao princípio do juiz natural ao suprimir o sorteio do Relator pela nomeação de ofício por meio da Portaria. Nota-se ainda o evidente impedimento dos Ministros e da própria Suprema Corte, ao processarem, eles próprios, um inquérito onde figuram como vítimas.


Há ainda flagrante abuso de direito, na medida em que concentrou-se, sobre um mesmo órgão, as funções de investigar, acusar e julgar o feito em flagrante ilegalidade.


Além disso, há ainda violação aos princípios da legalidade e do devido processo legal, ao substituir o uso de ações de cunho privado para a defesa dos interesses dos Ministro e da Corte (tais como indenizações e queixa-crime e notitia crime a PGR) pelo inquérito.


Também os direitos a liberdade de expressão e a livre manifestação de pensamento vem sendo violados. O Relator Ministro Alexandre de Moraes já chegou a determinar a remoção do ar de uma revista ainda 2019 (Revista Cruzoé - decisão posteriormente reformada) e mais recentemente ordenou a remoção de perfis, páginas e canais de rede sociais e ainda a busca a apreensão de equipamentos (computadores, celulares, tablets e dispositivos de armazenamento – pendrives, HDs externos) de jornalistas e outros “investigados”. Já existem inclusive denúncias na Corte Intermericana de Direitos Humanos sobre várias violações a direitos fundamentais.


Paralelamente a isso, o Congresso Nacional vem se empenhando em aprovar uma Lei Federal através do Projeto de Lei 2630 – PL 2630 - Lei das Fake News, objetivando criminalizar as intituladas fake news, entre outras, em afronta a Pareceres e Declarações da Corte Interamericana de Direitos Humanos que inclusive recomendam a descriminalização de condutas penais relativas a proteção da honra de autoridades, justamente no afã de salvaguardar a liberdade de expressão e evitar perseguições políticas.


Os direitos constitucionais de sigilo bancário e fiscal também vem sendo violados através de sucessivas ordens de “quebra de sigilo” não fundamentadas nos termos e limites da lei.


E como se não bastasse os diretos fundamentais a ampla defesa e ao contraditório também vem sendo violados ao se impedir, parcial ou totalmente, que advogados tenham acesso à íntegra dos autos para promoção da defesa dos interessados, ora vetando vistas integral e pessoal, ora criando empecilhos ou liberando apenas parte do procedimento, limitando os direitos e prerrogativas de acesso integral dos(as) advogados(as) aos autos.


Chegamos ao auge da ruptura, quando agora, em outro inquérito (4.828), prisões de jornalistas e apoiadores do atual Governo Federal passaram a ser presos cautelarmente, de forma completamente arbitrária e ilegal, porque fora das hipóteses legais previstas na legislação brasileira.


Até mesmo o advogado, Felipe Santa Cruz, Presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, responsável pela condução e gestão do órgão máximo de defesa dos direitos dos advogados brasileiros, vem se revelando tímido senão inerte na defesa das prerrogativas profissionais (tendo sido inclusive impetrado um Mandado de Segurança contra o mesmo para que promovesse a defesa dos direitos dos advogados), sem perder de vistas o nítido uso político da instituição, na medida em que outros temas, especialmente os dedicados à crítica contra do atual governo, são priorizadas em prejuízo da defesa dos direitos dos advogados, que patrocinam os interesses de apoiadores do atual Governo Federal, que são alvo do inquérito.


Enfim, diante da flagrante ruptura de vários dispositivos legais e Constitucionais, culminando em grave crise institucional a própria existência do Estado Democrático de Direito, partindo de quem deveria fazer justamente o contrário: Defender a Constituição e o ordenamento jurídico vigente, diante do “Inquérito do Fim do Mundo”, assim intitulado pelo Ministro Marco Aurélio de Melo, manifestamos nosso apoio, através da presente CARTA DE APOIO, autorizando, desde já, ampla divulgação, publicação e uso dessa, inclusive com a sua juntada em eventuais denúncias, relatos e notas entre outros e quaisquer outras medidas a serem encaminhadas, a todo a todos e quaisquer mecanismos de defesa de direitos fundamentais humanos e de defesa de direitos de advogados(as) tais como, a título meramente exemplificativo e não exaustivo: a Organização dos Estados Americanos – OEA, a Corte Interamericana de Direitos Humanos – CIDH, o Tribunal de Haia, a Organização das Nações Unidas – ONU, vários Conselhos, Ordens de Advogados internacionais, bem como instituições e órgãos públicos e privados, que tenham, como objetivo ou função, a proteção de tais direitos, aí incluídos quaisquer meios de comunicação em massa e imprensa internacional ou nacional, enfim, para toda ação relativa a campanha "A MAIOR AÇÃO DO MUNDO."


Declaramos ainda, por meio desta CARTA DE APOIO, nosso REPÚDIO a qualquer violação de direitos fundamentais humanos bem como a direitos de advogados(as), ratificando outrossim, nosso apoio a qualquer medida tendente a proteger tais direitos no país e no exterior.


Manifestamos ainda nosso mais severo repúdio a qualquer forma de perseguição político ideológica, direta ou indiretamente, bem como nosso apoio incondicional e soberano a defesa dos direitos fundamentais humanos, bem como os direitos dos advogados, consubstanciados no respeito aos princípios da legalidade, da presunção da inocência, do devido processo legal, da ampla defesa, do contraditório, da liberdade de expressão, da livre manifestação de pensamento, da imparcialidade, do juiz natural, e ainda dos direitos de petição e análise de petições, bem como de acesso perante órgãos do Poder Judiciário Brasileiro, manifestando através do presente NOSSO APOIO, como cidadãos brasileiros, assinando conjuntamente, a seguir, salientando que TODO PODER EMANA DO POVO E A ELE DEVE SERVIR.”



Link para assinatura: Citizen GO

Nota DEZ- Echidna!

  Nota DEZ! Apenas um nota DEZ hoje. Echidna foi a personagem feminina mais incrível dessa temporada. Ela não apenas lidou com as outras bru...