Pular para o conteúdo principal

O belo vive!

 O Belo vive;  Sonhos na neve;  Alma limpa!

Boletim Informativo de 2020!

 Boletim informativo



Como medida de protesto, por conta da sujeira que tentaram fazer com a Xbox Mil Grau, eu deletei minha conta na Microsoft e cancelei meus serviços. Desse modo, a gamertag Paray BR deixou de existir. Em textos anteriores, nos quais fiz análise de jogos pelo Xbox, a GT não terá efeito nenhum, pois não mais existe. E eu tentei achar outra forma de jogar e não encontrei. Quem se acostuma com o melhor, não se contenta com outra coisa. E, ao acompanhar as lives do pessoal da Mil Grau, na Dlive, eu ainda vi neles paixão pelo console. E isso me comoveu e me motivou a continuar com a marca, com o console. Hoje, fiz uma conta nova na Microsoft, minha GT é Paraymo e, até o presente momento, só tem 1000 G de conquistas em Minecraft (que é meu Game of The Year). Perdi meus jogos anteriores, mas, com Game Pass, já tenho muito o que jogar e a um custo fixo mensal baixo. O serviço é excelente. Dessa forma, regressei ao console com os melhores serviços, melhores jogos e com as melhores máquinas. Em breve, devo retornar aos textos com análises de jogos!



Sobre o protesto que me custou mais de 100 jogos, e uma GT com mais de 35 mil pontos, eu não me arrependo e ainda o mantenho. Não assino e nem uso outro serviço da Microsoft que não o Xbox. Continuo sem o Word, pois uso LibreOffice. Não uso o Windows e continuo com Linux. Não uso serviço de biblioteca em nuvem da Microsoft (One Drive), pois tenho o serviço do Google. Não uso o Movie Maker mais. Com isso, mantenho meu protesto contra essa onda de cancelamentos que visa calar unicamente adversários políticos. E, sim, tenho certeza que as acusações contra o pessoal da Mil Grau são sem fundamento jurídico e espero que eles venham a pegar a todos que fizeram a eles grandes danos moral, material e existencial. O Direito dá a eles as condições de lutarem pela dignidade que tentaram tirar deles e espero que venham a vencer toda essa covardia.



Esse é o boletim informativo de 2020 do blog Outros Papos!

Postagens mais visitadas deste blog

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Outros Papos indica: Japanese Noodles Udon Soba Kyoto Hyogo

 Saboreiem! Um canal dedicado à culinária japonesa! Se gostarem, se inscrevam lá!

Traduções ideológicas

Hoje, no blog, não farei recomendações, mas sim uma sugestão. Há uma controvérsia em torno de alterações indesejadas em traduções e legendas de obras japonesas. Se os próprios japoneses começassem a traduzir e legendar seus animes para o Ocidente, essas distorções poderiam ser evitadas. Pergunto-me por que, até agora, os japoneses ainda não optaram por legendarem eles mesmos e disponibilizarem à venda discos com suas obras legendadas em outros idiomas. Isso certamente eliminaria o ruído ideológico e, sem dúvida, eu seria um dos consumidores da mídia física lançada por eles, com legendas "feitas em casa". Na administração, aprendemos que devemos apresentar não apenas os problemas, mas também as soluções. Portanto, considero essa a solução para o problema das alterações ideológicas em obras orientais.