Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de outubro 2, 2016

Quatro aberturas, quatros histórias e um bônus!

Revisão: ChatGPT! Estou divulgando quatro aberturas de animes que me impressionaram nesta temporada. Com a metade da temporada já concluída, selecionei minhas séries favoritas considerando não apenas a qualidade da música, da edição e da animação, mas também o impacto emocional que cada série tem sobre mim. Assim, o prazer de assistir à série também é um critério importante. Mesmo que uma abertura seja tecnicamente inferior à outra, se a série tiver uma pontuação emocional mais alta, ela será destacada. Foi uma escolha difícil, pois todas as aberturas estão disponíveis na Crunchyroll. Primeira Posição: Mushoku Tensei O forte apelo emocional da série é indiscutível. A abertura faz uma retrospectiva da vida de Rudeus até o momento atual, mostrando cenas familiares, momentos marcantes e personagens importantes, além de antecipar eventos futuros que são particularmente emocionantes para quem sabe o que virá. O diretor acertou em cheio em todos os elementos, criando uma abertura que é verda

A Caminhada em família

O vídeo abaixo é um poema e uma reflexão sobre o caminhar em família. Espero que gostem e reflitam bem sobre isso. Lembrando que semana que vem eu estarei de folga. Até breve, pessoal!

STF e a Imunidade do Livro Digital

A Imunidade do Livro Eletrônico O STF começou, em 29 de setembro de 2016, o julgamento da imunidade tributária para o livro eletrônico. Segundo o site do STF : “ Recurso Extraordinário (RE) 330817, com repercussão geral reconhecida, que trata da extensão da imunidade tributária, garantida pela Constituição Federal a livros, jornais, periódicos e ao papel de impressão, aos livros eletrônicos.” O site também resume a contenda de maneira clara: “No RE 330817, o Estado do Rio de Janeiro questiona decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ) que, em mandado de segurança impetrado pela editora, reconheceu a existência da imunidade prevista no artigo 150 (inciso VI, alínea “d”) da Constituição Federal ao software denominado Enciclopédia Jurídica Eletrônica e ao disco magnético (CD ROM) em que as informações culturais são gravadas. O estado sustenta que o livro eletrônico, como meio novo de difusão, é distinto do livro impresso e que, por isso, não deve ter

Último Boletim de 2016

BOLETIM INFORMATIVO FINAL Olá a todos! Estamos em outubro e venho fazer o último boletim do Outros Papos do ano. Estou com dois trabalhos prontinhos, esperando uma publicação. Como avisei em boletim anterior, eu enviei estes dois trabalhos para editoras com as quais eu queria trabalhar, pois mostraram ter serviços diferenciados. Eu obtive resposta do primeiro trabalho, e foi uma resposta positiva. Eu estava a um passo de publicar meu primeiro trabalho impresso em uma editora com sede em Portugal e filiais na Espanha e Reino Unido . Infelizmente, não conseguimos solucionar divergências contratuais e o acordo nem chegou a ser assinado. Desta forma, enviei este mesmo trabalho a uma concorrente e estou esperando resposta. Já o segundo trabalho, ele foi apresentado a uma editora brasileira que ainda não se pronunciou sobre o interesse em uma publicação do mesmo. O prazo terminará no final de outubro. E, por isso, meus amigos, meu trabalho ficará atrasado. Caso não haja resposta