quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Vida contínua

POEMAS E TEXTOS



 




A vida em si não tem um desfecho, mas uma constante evolução. Vivemos em nossa família, somos herança de nossa família e nossos filhos serão nossa herança. Um ciclo de ondas que não possui uma porção finita. Uma lição de que somos gotas infinitas nesse ciclo maior e que a vida nunca para. Continuaremos sempre pela herança cultural, genética e afetiva ligados a quem nos ama. Não são laços que se quebrem, pois é impossível dobrar o sangue, assim como é impossível quebrar a herança. Somos família, somos pais, filhos e irmãos. Carregamos em nós parte eterna de nossos amados. Carregamos em nós, em nossos braços, a continuidade desta vida e a passaremos adiante, confirmando que o ciclo não é finito.


 


COTIDIANO


 


O texto acima foi uma reflexão sobre um ensinamento oriental. Foi inspirado pelo seriado Usagi Drop. Um animê que realmente tocou fundo por ter ensinamentos tão óbvios e, ao mesmo tempo, tão esquecidos pelos ocidentais. Por nós. Logo abaixo, tem a página 2 do fanfic de Death Note. Como já expliquei, no facebook e no twitter, Kenshin Meru é um “deus ex machina”, e o nome dele já diz muito sobre quem ele é. Kenshin é homenagem ao anime Samurai X e, segundo um site, é significado para “modesto”. Pela interpretação do autor de Samurai X, o nome pode ser definido também como “coração da espada”. Meru é um Deus Sul-Americano, além de ser a conta central de um rosário de meditação e oração. Há mais sobre ele, mas só vou contar depois.