Pular para o conteúdo principal

OP indica TBS no Youtube

Revisão: ChatGPT A Salad Bowl of Eccentrics! Indico mais um canal japonês com uma abertura realmente boa, embora não tenha conseguido uma posição de destaque na minha lista. Ela é divertida e um tanto alucinada. Achei criativo como os personagens animados interagem com o ambiente real, chegando a interferir nas funções de algumas máquinas. Também gostei muito do segmento ao estilo detetive/investigação policial que apresenta alguns personagens. É bastante excêntrico ver uma personagem feminina cantando um trecho da abertura, mas a voz que se ouve é do cantor oficial. Sem dúvida, é uma abertura muito criativa! Está sendo uma temporada bastante criativa! Ah, OP é Outros Papos! 【Elenco】 Sousuke Kaburaya: Makoto Furukawa Sara da Odin: Hina Yano Livia de Uudis: M・A・O Puriketsu: Haichi Daichi Mikami Moe: Akane Fujita Brenda Aizaki: Manami Numakura Yuna Naganawa: Yuuki Takada Haruka Kinoe: Mizuki Mano Isao Kusanagi: Yoji Ueda Takeo: Shinnosuke Tachibana Suzuki: Kousuke Toriumi 【Músicas Temáti

Moro pede demissão!


Moro pede demissão

Em uma entrevista coletiva, na manhã dessa sexta-feira, o até então ministro da Justiça, Sérgio Moro, fez um pronunciamento exaltando o seu trabalho e explicando os motivos de seu pedido de demissão. Podem assistir ao vídeo aqui:



Não jogo pedras no Moro e as acusações feitas por ele me parecem honestas, ou seja, não vieram apenas para manchar a reputação do presidente. Como juiz, ele sabe o tamanho que tem um depoimento de um ministro de Estado, principalmente um que ficou reconhecido pelo combate à corrupção. O princípio da Boa Fé levado ao seu extremo mais poderoso, pois ele é um herói nacional e uma pessoa honesta. Lucas Jung[1]: “Nesse contexto, o fundamento da boa-fé administrativa é muito mais que um princípio norteador da máquina pública, mas um estado de ser do próprio agente no exercício das funções inerentes ao cargo, resultado num estado de confiança e segurança jurídica de seus administrados.”.

O que ele fala possui um peso forte, até porque ele não está ganhando nada com isso. Ele perdeu cargo de confiança, provavelmente perdeu segurança para sua família e a si mesmo, e seu cargo como juiz (quando assumiu o ministério). Ele é o que mais perdeu com isso, por isso, sua saída e sua declaração me pareceram sinceras palavras de alguém que cansou.

E tudo me pareceu lógico, infelizmente. Sigam o raciocínio de alguém que está vendo tudo isso de fora:

1) O presidente recusa o pedido de ajuda feito pelo povo.  Diz que com ele é democracia, apesar de sempre defender o regime militar como democrático. Que bug foi esse?;

2) O Aras pede ao STF abertura de inquérito para verificar as manifestações de domingo e o presidente não fala nada?;

3) Aproxima-se do “centrão” (conhecido por suas jogadas políticas);

4) E, depois, começa a mexer na Polícia Federal?

Segundo o Moro, Bolsonaro quer ter acesso às investigações em curso? Ficou tudo muito suspeito e o fio da lógica conseguiu costurar esses pontinhos com bastante força. É preciso que tudo se esclareça!

O momento não poderia ser pior para o presidente. Ele estava conseguindo se aproximar do maldito centrão (e eu não gosto disso, pois terá que dar cargos para um grupo de políticos que não é confiável), e estava isolando o Maia, que quer ser primeiro-ministro. A demissão do Moro e as acusações dele poderão ter virado o jogo à favor do Nhonho. Os políticos que estavam se aproximando do Bolsonaro, agora, devem estar migrando para o Maia novamente. E esse jogo político é ruim para a nossa Constituição Federal, para o Brasil e para o brasileiro.

Lembram que, em texto passado, quando disse que me colocaria na retaguarda, pois a criação de um pelotão de combate ideológico, que defendesse o presidente, seria importante nesse momento, porém, tiraria das pessoas o livre pensamento? É nesse momento que isso se mostra evidente. Nesse momento, o pelotão do presidente se mostra afoito no ímpeto de evitar danos à imagem dele, mas será que, dessa forma, não estaríamos apenas reeditando o “político de estimação” que tanto criticamos na esquerda? O Moro virou esquerda agora? Não sejamos assim, como eles, que atacam a todos que estão contra seus políticos de estimação.

E antes que venham com bobagens: Lula foi condenado e permanecerá assim. O PT continua sendo um partido que operou grandes operações de corrupção (Mensalão e Petrolão), Dilma continua impedida e nada vai mudar essa realidade. Esquerda Não! Esquerda NUNCA MAIS!


Que tudo se esclareça, é só o que peço! Se o presidente traiu a sua pauta de combate à corrupção, então, não resta mais o que fazer. E apertem os cintos, pois se essa semana foi assim, imaginem a semana que vem!


[1] Leia em: <https://jus.com.br/artigos/64086/a-boa-fe-administrativa-um-tema-a-ser-analisado>

Postagens mais visitadas deste blog

Ghost in the Shell

Máquinas vivas; Um fantasma surge; O homem virtual. Ghost in the Shell está mais próximo do que pensamos! 

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Ciclos de revolução: A Quarta Revolução!

Ciclos de Revolução: A Quarta Revolução Revisão: ChatGPT Estamos vivenciando a quarta revolução industrial/tecnológica, e muito tem sido discutido sobre os potenciais danos que esta revolução pode causar ao tecido social, incluindo desemprego e outras adversidades. Procuro refletir sobre o futuro com base no passado, observando no presente os mesmos receios que nossos antepassados enfrentaram nas três revoluções industriais anteriores. Começo com uma conversa que tive com uma taxista, para então discorrer sobre algumas das revoluções passadas. Durante uma parada em uma lanchonete que estava instalando terminais de autoatendimento no último ano, tive uma conversa: “Taxista: --- Estão instalando essas máquinas para substituir trabalho humano. Muitos caixas estão perdendo seus empregos. Isso é o capitalismo! Eu: --- Por outro lado, a tecnologia, ao eliminar um posto de trabalho (caixa de atendimento), cria outras necessidades. A lanchonete precisará de profissionais para manutenção de sof