Pular para o conteúdo principal

OP indica um canal sobre Azur Lane

**Yostar** Copidesque: ChatGPT 4o A Yostar é uma empresa japonesa conhecida por seu papel de destaque no desenvolvimento e publicação de jogos mobile, com grande foco na criação de experiências imersivas e envolventes. Fundada em 2014, a Yostar rapidamente se estabeleceu como uma das principais desenvolvedoras do gênero gacha, conquistando fãs ao redor do mundo. **Jogos de Sucesso** Entre seus lançamentos de maior sucesso estão *Azur Lane*, *Arknights* e *Blue Archive*. Cada um desses jogos apresenta uma combinação única de mecânicas de jogo, narrativas cativantes e visuais atraentes que têm capturado a imaginação dos jogadores. *Azur Lane*, por exemplo, transforma navios de guerra históricos em personagens anime chamadas shipgirls, que lutam contra inimigos em uma narrativa rica e complexa. *Arknights* é um jogo de defesa de torre com uma narrativa distópica e design de personagens únicos, enquanto *Blue Archive* oferece uma experiência de RPG escolar com uma trama envolvente e person

Concursos literários e inteligência artificial!

 

Concursos literários e inteligência artificial!

 


Continuando com o tema da semana passada, eu acredito que teremos que ter algumas alterações nos editais de concursos literários e, mesmo assim, não acredito que os editais possam ter ferramentas que protejam a lisura de um concurso. Na semana passada, pedi para o ChatGPT fazer uma poesia ao estilo haicai sobre animê e mangá, para ver se a inteligência sabia diferenciar esses tipos de arte. A poesia me surpreendeu de tão bem-feita e tão bem dentro do tema. O que impedirá o uso de I.A. em concursos literários? Quem poderá discernir se um poema foi feito por uma pessoa, ou por uma I.A.?

 

Eu já achava errado usar ferramentas de contagem de sílabas poéticas, mas, pelo menos, a criação do poema era humano. Agora que as máquinas (posso chamar de máquina?) possuem uma função que copia a “alma humana”, os concursos literários deveriam ter alguma restrição ao uso dessas ferramentas. Entretanto, mesmo que o edital proíba, como fiscalizar? Como diferenciar uma construção humana, de uma construção artificial?

 

Acredito que algumas pessoas sem nenhum pudor usarão a inteligência artificial para criar poemas, contos e histórias, ou para corrigir e aperfeiçoar os escritos feitos por eles. Deixará de ser um concurso para aferir a qualidade de um texto de um autor, ou para descobrir novos talentos. Acredito que teremos que nos acostumar com isso. É o primeiro passo para o futuro ao estilo de “The Gene of AI” (leia uma matéria no blog Sushi Pop) e que vença o melhor, seja máquina ou humano! 



Postagens mais visitadas deste blog

Ghost in the Shell

Máquinas vivas; Um fantasma surge; O homem virtual. Ghost in the Shell está mais próximo do que pensamos! 

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Ciclos de revolução: A Quarta Revolução!

Ciclos de Revolução: A Quarta Revolução Revisão: ChatGPT Estamos vivenciando a quarta revolução industrial/tecnológica, e muito tem sido discutido sobre os potenciais danos que esta revolução pode causar ao tecido social, incluindo desemprego e outras adversidades. Procuro refletir sobre o futuro com base no passado, observando no presente os mesmos receios que nossos antepassados enfrentaram nas três revoluções industriais anteriores. Começo com uma conversa que tive com uma taxista, para então discorrer sobre algumas das revoluções passadas. Durante uma parada em uma lanchonete que estava instalando terminais de autoatendimento no último ano, tive uma conversa: “Taxista: --- Estão instalando essas máquinas para substituir trabalho humano. Muitos caixas estão perdendo seus empregos. Isso é o capitalismo! Eu: --- Por outro lado, a tecnologia, ao eliminar um posto de trabalho (caixa de atendimento), cria outras necessidades. A lanchonete precisará de profissionais para manutenção de sof