quarta-feira, 15 de julho de 2020

Liberdade!

Estradas para quê, se não tenho aonde ir?
Cinemas para quê, se não tenho porque sorrir?
Voz para quê, se não posso falar?
Coração para quê, se não desejo amar?


Poema livre, pela liberdade! 


Eu Escritor!

Participei da seleção de textos do projeto Apparere, da editora Perse, e estarei nas páginas da antologia com o texto abaixo. O texto foi pe...