Pular para o conteúdo principal

Melhor Fantasia: Record Of Grancrest War!


Outros Papos: Troféu Melhor Fantasia

Record of Grancrest War



Sinopse via Crunchyroll:

“Simulcast on Sextas-feiras 1:30pm -03
Uma terra assolada pelo caos - Atlatan. Temendo o desastre causado pelo caos, o povo vive sob a proteção dos Senhores - indivíduos munidos do poder dos Brasões, usados para suprimir o caos. Contudo, os Senhores desistiram de proteger seu povo e se viraram uns contra os outros em uma guerra fria, tentando furtar os Brasões uns dos outros para obter supremacia. Dentre eles está Siluca, um mago solitário que detesta os Senhores, e Theo, um cavaleiro errante que segue em jornada de treinamento para algum dia libertar sua terra natal de seu governo tirânico.”



Vamos arrumar algumas imperfeições desta sinopse. Em primeiro lugar, os nobres não desistiram de lutar pelo povo. Um grande mal assolará o mundo e somente a união dos dois brasões reais poderá dar uma possibilidade de defesa ao mundo. Então, eles lutam entre si pela união deste poder, para que eles possam proteger seu povo. Em segundo lugar, Siluca é uma maga e não é solitária. Ela também não detesta os nobres.

*****
Eu considero uma obra no gênero Fantasia boa quando ela te promove alguns elementos:
1-    Uma realidade cativante;
2-    Uma ameaça poderosa;
3-    Personagens fortes;
4-    Dinâmica bem elaborada;
5-    Sensação de suspense;





1-    A realidade da série é bem construída. Começamos com um casamento e uma tragédia, tornando os dois noivos inimigos. Um Romeu e Julieta bem elaborado. Depois, a guerra entre as duas facções que pode ser usada como pano de fundo para explicar a guerra fria (EUA x URSS) e a chegada de um personagem pobre que consegue se tornar um nobre, talvez uma inspiração à lenda do Rei Arthur. Uma maga que não deseja seguir seu destino e se liga a um cavaleiro para começar a trilhar seu caminho com os próprios pés. A realidade construída com tragédias, futuros e esperanças foi a primeira coisa que saltou aos meus olhos.

2-    A ameaça que vitimou familiares, fez com que noivos se tornassem inimigos. Agora, o pano de fundo apresenta duas camadas de ameaças. Uma ameaça que paira no ar, um grande demônio que pode acabar com tudo, e a guerra iniciada após o casamento ter sido frustrado. A segunda ameaça é fruto da primeira. Eu posso até afirmar que a primeira ameaça é tão grandiosa que bastou sua existência, mesmo que não se faça presente, para insurgir a segunda ameaça.

3-    Uma grande ameaça, sem personagens fortes, não seria de interesse, pois não teria o devido peso na balança. Como o anime trata de uma guerra, temos, até o presente momento, pois a série não terminou nesta temporada, duas guildas. De um lado, temos um jovem esperançoso que foi agraciado com um contrato com uma linda e grande maga. Ele demonstra a força da jovialidade e a determinação que faz com que os jovens sejam conhecidos pela persistência. Ele envolve a todos com seu carisma. A maga é a inteligência estratégica que, ora funciona, ora falha. Isto mostra que o personagem é humano. Do outro lado, temos uma rainha entristecida, voltada para uma vingança pessoal, que a fará fazer qualquer coisa. E um escorpião traidor. Outros personagens são muito bem construídos para dar a estes 4 suporte para suas histórias.

4-    A dinâmica entre os personagens é linda. Diálogos bem construídos, personagens com forte passado e forte presença. A história corre bem nas telas. A melhor dinâmica para um roteiro é o amor e este roteiro sabe como desenvolver casais apaixonados. Os noivos têm um episódio especial só sobre o desenvolvimento do amor entre eles. E o casal principal desenvolve seu amor em tela, aos pouquinhos, até culminar em um beijo, em uma tarde chuvosa, dentro de uma árvore. Coisa linda! Infelizmente, pelo orçamento limitado, algumas batalhas que deveriam ser grandiosas, pois deveriam mostrar a força de nações em conflito, ficam restritas a poucos soldados. Quase fica parecendo briga de gangues de rua. E quando o diretor resolve mostrar um batalhão inteiro, o CG não ajuda.

5-    A sensação de suspense parte do sentimento que se desenvolve quando você se interessa pelos personagens e se preocupa com o destino deles. Como os personagens são bem construídos, fiquei grudado na tela em muitos momentos. Torci por vários e me angustiei com tragédias, com casais se sacrificando e reinos caindo. Algumas cenas de morte são nobres e apaixonadas. Elas me fizeram segurar o choro. Outras cenas me fizeram saltar do sofá e querer quebrar os dentes de um personagem.


Mediante tudo o que foi exposto, eu considerei Record Of Grancrest War a melhor Fantasia da temporada.

SPOILER... SPOILER... SPOILER

Troféu Melhor Vilão

Para ganhar este troféu, o cabra tem que ter feito coisas horríveis. Eu vou computar aqui os feitos deste cafajeste:

- Golpe de Estado: Ele tomou o reino do pai à força!
- Assassinatos: Ele matou o próprio pai para reinar, além de muitas outras pessoas.
- Genocídio: Ele matou todos os integrantes da tribo de uma maga rival.
- Traição: Traiu sua facção e mudou de lado, após chantagear uma rainha e deitar-se com ela.

Sem contar o que ele forçou uma rainha a fazer contra sua vontade! Aquilo lá, sim, já bastava para ele ser o pior vilão desta temporada. 

Por todos os crimes cometidos, dou o troféu Melhor Vilão da Temporada a este babaca:







Postagens mais visitadas deste blog

Outros Papos Indica: O Cérebro que se Transforma

Norman Doidge é psiquiatra, psicanalista e pesquisador da Columbia University Center of Psychoanlytic Training and Research, em New York, e também psiquiatra da Universidade de Toronto (Canadá). Ele é o autor deste livro que indico a leitura. O livro, segundo o próprio editor, “reúne casos que detalham o progresso surpreendente de pacientes” que demonstram como o cérebro consegue ser plástico e mutável. Pacientes como Bárbara que, apesar da assimetria cerebral grave, na qual existia retardo em algumas funções e avanço em outras, conseguiu se graduar e pós-graduar. Um espanto para quem promove a teoria de que o cérebro humano é um órgão estático, com pouca ou nenhuma capacidade de se adaptar. “ Creio que a ideia de que o cérebro pode mudar sua própria estrutura e função por intermédio do pensamento e da atividade é a mais importante alteração em nossa visão desse órgão desde que sua anatomia fundamental e o funcionamento de seu componente básico, o neurônio, foram esboçados pela p

TOP 3 de séries que merecem remake!

 Existem muitas séries da década de 90, na minha opinião, que mereciam um remake (manter a obra original, apenas contando novamente a história, com a tecnologia atual disponível). Vou citar aqui 3 delas. Estas séries foram escolhidas, pois são séries que ainda mexem comigo, que ainda gosto e que ainda lembro delas como se tivesse as assistido ontem. Esse foi o critério de seleção para esse simples TOP 3, de séries da década de 90, que mereciam um remake.  Oh My Goddess A série mesmo começou em 1988, encerrando-se em 2014, contendo um total de 48 volumes. Ela entra na lista por conta do seu primeiro OVA, lançado em 1993, cabendo perfeitamente nessa lista. A animação realizada pelo studio AIC foi uma das mais belas que já vi e promoveu a criação de outras séries, sendo que a última, se não me engano, terminou em 2013, com outro OVA. Já se passaram quase 10 anos desde a sua conclusão. Um remake dessa série, contando-a do começo a o fim, seria uma ótima celebração. O mangá vendeu mais de 4

Antologia Scortecci 40 Anos!

Antologia para edição especial de aniversário de 40 anos da Scortecci editora, para a 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo (2022) e, enfim, para ser a edição comemorativa dos 100 anos da Semana de Arte Moderna. Como as poesias já fazem parte desse blog, não faria sentido reescrevê-las, então, deixo aqui cópias das páginas da minha colaboração. Foi uma honra poder ter participado de tão nobre edição comemorativa. Obrigado pela oportunidade.     Primeira parte: Segunda parte: