Pular para o conteúdo principal

Um ano sem Dilma!



E, cá estamos nós, depois de um ano do impeachment (não é gópi) da Dilma. Os que defendem o socialismo, e a corrupção da esquerda, perguntam se adiantou. Sim, adiantou! Em primeiro lugar, punimos crime de responsabilidade fiscal que levou às contas da União para um buraco do qual ainda não conseguimos sair. Segundo, a saída dela propiciou o início das reformas que o Brasil precisa. Com ela no poder, além de continuar a gastar, maquiando as contas, ela ainda não faria as reformas necessárias por não ter maioria no Congresso. Sem as reformas, o Brasil continuaria parado. Em terceiro lugar, afastamos, em tempo, o Brasil da Venezuela. Se a Dilma continuasse no poder, ela daria apoio ao regime ditatorial de Maduro, como a esquerda brasileira anda defendendo ultimamente. Em quarto lugar, sem o impeachment, com certeza, o resultado das urnas, nas eleições passadas, não demonstraria tanto repudio à agenda da esquerda. A esquerda diminuiu de tamanho, a um patamar de 13 anos atrás, e isso é bom para o Brasil. Precisamos de maior liberdade econômica e a agenda do socialismo é destrutiva, pois prega um Estado cada vez maior e, para combater a pobreza, gerar crescimento e emprego, precisamos de um mercado mais livre e competitivo. Em quinto lugar, com o afastamento dela, comprovou-se que não se tratava de uma perseguição política, pois a Lava-Jato continuou e, hoje, está combatendo outros partidos e enfrentando forte resistência de outros chefões.

Por óbvio que nem tudo são flores. Ainda reforço que o processo de impeachment é incompleto. Para mim, tanto o presidente, quanto seu vice, deveriam ser afastados do cargo. A crise que presenciamos ainda é fruto da instabilidade política que vivemos, pois o Temer tem muitos esqueletos no armário e  deveria ter sido afastado junto com a Dilma. Defendo isso até hoje! Eu sempre preguei, e vou continuar pregando, a alteração na lei que imponha as mesmas sanções ao presidente e seu vice. Claro que ambos deveriam ser afastados, ou a lei deveria ser alterada para que o presidente e o vice venham a ser os dois candidatos mais votados respectivamente. Se eles forem da mesma coligação, que sejam punidos juntos. Caso sejam adversários políticos, como no caso do segundo mais votado assumir como vice, aí, sim, a lei do impeachment valeria apenas para quem está no cargo de presidente.


 De qualquer maneira, o Brasil saiu fortalecido, pois combate um bom combate contra a corrupção. Estamos no meio da batalha e ela não terminará tão cedo. E 2018 será mais um capítulo nessa história e eu repito meu clamor: Não reeleja ninguém! Renove o Congresso! Renove os presidenciáveis! Não eleja socialista! Por um Brasil livre, vamos renovar a política!

Postagens mais visitadas deste blog

Outros Papos Indica: O Cérebro que se Transforma

Norman Doidge é psiquiatra, psicanalista e pesquisador da Columbia University Center of Psychoanlytic Training and Research, em New York, e também psiquiatra da Universidade de Toronto (Canadá). Ele é o autor deste livro que indico a leitura. O livro, segundo o próprio editor, “reúne casos que detalham o progresso surpreendente de pacientes” que demonstram como o cérebro consegue ser plástico e mutável. Pacientes como Bárbara que, apesar da assimetria cerebral grave, na qual existia retardo em algumas funções e avanço em outras, conseguiu se graduar e pós-graduar. Um espanto para quem promove a teoria de que o cérebro humano é um órgão estático, com pouca ou nenhuma capacidade de se adaptar. “ Creio que a ideia de que o cérebro pode mudar sua própria estrutura e função por intermédio do pensamento e da atividade é a mais importante alteração em nossa visão desse órgão desde que sua anatomia fundamental e o funcionamento de seu componente básico, o neurônio, foram esboçados pela p

TOP 3 de séries que merecem remake!

 Existem muitas séries da década de 90, na minha opinião, que mereciam um remake (manter a obra original, apenas contando novamente a história, com a tecnologia atual disponível). Vou citar aqui 3 delas. Estas séries foram escolhidas, pois são séries que ainda mexem comigo, que ainda gosto e que ainda lembro delas como se tivesse as assistido ontem. Esse foi o critério de seleção para esse simples TOP 3, de séries da década de 90, que mereciam um remake.  Oh My Goddess A série mesmo começou em 1988, encerrando-se em 2014, contendo um total de 48 volumes. Ela entra na lista por conta do seu primeiro OVA, lançado em 1993, cabendo perfeitamente nessa lista. A animação realizada pelo studio AIC foi uma das mais belas que já vi e promoveu a criação de outras séries, sendo que a última, se não me engano, terminou em 2013, com outro OVA. Já se passaram quase 10 anos desde a sua conclusão. Um remake dessa série, contando-a do começo a o fim, seria uma ótima celebração. O mangá vendeu mais de 4

Antologia Scortecci 40 Anos!

Antologia para edição especial de aniversário de 40 anos da Scortecci editora, para a 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo (2022) e, enfim, para ser a edição comemorativa dos 100 anos da Semana de Arte Moderna. Como as poesias já fazem parte desse blog, não faria sentido reescrevê-las, então, deixo aqui cópias das páginas da minha colaboração. Foi uma honra poder ter participado de tão nobre edição comemorativa. Obrigado pela oportunidade.     Primeira parte: Segunda parte: