Pular para o conteúdo principal

Demi-chan Wa Kataritai e a Terapia do Abraço!


Demi-chan Wa Kataritai e a Terapia do Abraço

Fonte: Anime News Network


Como sabem, eu acredito que Demi-Chan Wa Kataritai pode ser usado como ferramenta para ajudar especialistas a trabalharem o interior de seus pacientes, como forma inicial de interação para com eles. Fiz até um texto sobre isso aqui- Interviews With Monster Girls como ferramenta de apoio ao trabalho psicológico.  Nos capítulos seguintes, acredito que os capítulos 4 e 5, houve o desenvolvimento de um personagem: Yuki, a demi da neve, e o uso da terapia do abraço.
Ela estava enfrentando problemas com sua natureza e com bullying de alguns colegas, por isso, estava entrando em depressão e não demonstrava confiança. Nesse momento, a personagem refletia atitudes de pessoas que rejeitavam a própria imagem. Esse tipo de atitude é perigosa, principalmente em pessoas ainda em formação, pois pode fazer com que o indivíduo entre em depressão, ou cometa atos contra a própria imagem, o próprio corpo. O professor Takahashi percebeu isso imediatamente e começou a lidar com o problema.
Graças à intervenção do professor e de uma colega, Yuki conseguiu sair da crise de identidade e aceitar que ela não era risco para outras pessoas. Uma das atividades desenvolvidas pelo professor Takahashi foi criar um grupo de apoio para as demis. Caso tivessem medo, inseguranças ou dúvidas, o grupo se reuniria para atividades. A primeira atividade sugerida no grupo, pela vampirinha Hikari, foi uma sequência de abraços. A sequência de abraços foi um momento fofo e engraçado dessa parte. O abraço na Yuki foi seguido por palavras de conforto (não está no vídeo abaixo) e caracteriza a famosa Terapia do Abraço!



O portal Vida Plena e Bem Estar (clique) descreve que “o simples ato de abraçar diminui a pressão sanguínea, o batimento cardíaco e o nível de hormônios ligados ao estresse. Por isso, abraço significa saúde. Segundo estudos da Universidade da Carolina do Norte (EUA), o contato físico pode aumentar a longevidade. Sugere ainda que uma relação forte e duradoura pode proteger contra futuras doenças cardiovasculares e fazer bem para a saúde geral. Os níveis de cortisol e de norepinefrina, hormônios do estresse, são reduzidos após um abraço. Além do nível de oxitocina, um importante hormônio ligado à fidelidade, aumentar, afirma a psiquiatra Karen Grewen”.

Conclusão
Demi-chan Wa Kataritai (Interviews With Monster Girls) novamente se mostra uma forte fonte de inspiração para o trabalho psicológico e ode ajudar médico-paciente em sua relação. É uma animação com rico conteúdo, personagens extremamente bem desenvolvidas e narrativa alegre e dinâmica. Vale conhecer. Caso queira conhecer a Terapia do Abraço, leia o livro abaixo.


Livraria Saraiva (clique)


Postagens mais visitadas deste blog

Outros Papos Indica: O Cérebro que se Transforma

Norman Doidge é psiquiatra, psicanalista e pesquisador da Columbia University Center of Psychoanlytic Training and Research, em New York, e também psiquiatra da Universidade de Toronto (Canadá). Ele é o autor deste livro que indico a leitura. O livro, segundo o próprio editor, “reúne casos que detalham o progresso surpreendente de pacientes” que demonstram como o cérebro consegue ser plástico e mutável. Pacientes como Bárbara que, apesar da assimetria cerebral grave, na qual existia retardo em algumas funções e avanço em outras, conseguiu se graduar e pós-graduar. Um espanto para quem promove a teoria de que o cérebro humano é um órgão estático, com pouca ou nenhuma capacidade de se adaptar. “ Creio que a ideia de que o cérebro pode mudar sua própria estrutura e função por intermédio do pensamento e da atividade é a mais importante alteração em nossa visão desse órgão desde que sua anatomia fundamental e o funcionamento de seu componente básico, o neurônio, foram esboçados pela p

TOP 3 de séries que merecem remake!

 Existem muitas séries da década de 90, na minha opinião, que mereciam um remake (manter a obra original, apenas contando novamente a história, com a tecnologia atual disponível). Vou citar aqui 3 delas. Estas séries foram escolhidas, pois são séries que ainda mexem comigo, que ainda gosto e que ainda lembro delas como se tivesse as assistido ontem. Esse foi o critério de seleção para esse simples TOP 3, de séries da década de 90, que mereciam um remake.  Oh My Goddess A série mesmo começou em 1988, encerrando-se em 2014, contendo um total de 48 volumes. Ela entra na lista por conta do seu primeiro OVA, lançado em 1993, cabendo perfeitamente nessa lista. A animação realizada pelo studio AIC foi uma das mais belas que já vi e promoveu a criação de outras séries, sendo que a última, se não me engano, terminou em 2013, com outro OVA. Já se passaram quase 10 anos desde a sua conclusão. Um remake dessa série, contando-a do começo a o fim, seria uma ótima celebração. O mangá vendeu mais de 4

Antologia Scortecci 40 Anos!

Antologia para edição especial de aniversário de 40 anos da Scortecci editora, para a 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo (2022) e, enfim, para ser a edição comemorativa dos 100 anos da Semana de Arte Moderna. Como as poesias já fazem parte desse blog, não faria sentido reescrevê-las, então, deixo aqui cópias das páginas da minha colaboração. Foi uma honra poder ter participado de tão nobre edição comemorativa. Obrigado pela oportunidade.     Primeira parte: Segunda parte: