Pular para o conteúdo principal

OP indica um canal sobre Azur Lane

**Yostar** Copidesque: ChatGPT 4o A Yostar é uma empresa japonesa conhecida por seu papel de destaque no desenvolvimento e publicação de jogos mobile, com grande foco na criação de experiências imersivas e envolventes. Fundada em 2014, a Yostar rapidamente se estabeleceu como uma das principais desenvolvedoras do gênero gacha, conquistando fãs ao redor do mundo. **Jogos de Sucesso** Entre seus lançamentos de maior sucesso estão *Azur Lane*, *Arknights* e *Blue Archive*. Cada um desses jogos apresenta uma combinação única de mecânicas de jogo, narrativas cativantes e visuais atraentes que têm capturado a imaginação dos jogadores. *Azur Lane*, por exemplo, transforma navios de guerra históricos em personagens anime chamadas shipgirls, que lutam contra inimigos em uma narrativa rica e complexa. *Arknights* é um jogo de defesa de torre com uma narrativa distópica e design de personagens únicos, enquanto *Blue Archive* oferece uma experiência de RPG escolar com uma trama envolvente e person

Apocalipse: Brasília é um livro tipo "Filme B"

    Primeiramente, esta atualização não é aconselhável para menores. Se você for menor de idade, termine de ler aqui. Tem um comercial do Sy-Fy Original Movies que é mais ou menos assim: “Grandes atuações, grandes orçamentos, grandes cenários... você não verá nada disso aqui”! Esse é o espírito dos Filmes B, filmes de baixo orçamento, como os do grande diretor e produtor Roger Corman. Estes filmes possuem uma gama incrível de fãs e são denominados das mais diversas formas.




    Filme B é uma expressão que foi criada em Hollywood para filmes produzidos da seguinte maneira: “Originalmente, os filmes B eram produzidos pela unidade secundária dos grandes estúdios, que, nas décadas de 30 e 40, dividiam suas operações. Na unidade A, eram feitos apenas os filmes de destaque, onde brilhavam os maiores astros. As fitas que saíam da unidade B dos grandes estúdios não tinham estrelas, embora nem sempre o orçamento fosse baixo. (...) A partir dos anos 50, surgiram estúdios empenhados em fazer cinema com baixo orçamento, criando fitas que tinham temas fantásticos e apelativos e que eram exibidos em cinemas modestos. Produções com essas características — como o clássico de horror A Noite dos Mortos Vivos (1968) — acabaram sendo rotuladas como filmes B, embora essa expressão tenha nascido para definir outro período específico da história do cinema americano”. (MundoEstranho)


    A expressão “Filme B”, então, tornou-se símbolo de produções trash. Foi pensando nestes elementos, que caracterizam os “Filmes B” que tanto amo, que criei, anos atrás, a minha própria história chamada Apocalipse: Brasília. A sinopse é esta: Apocalipse: Brasília é um livro que conta, com toques da narrativa visual de animê (desenho japonês), a história do Apocalipse, livro bíblico de inspiração. Neste livro, Deus retornou, em nossa época contemporânea, para buscar a sua Igreja, e deixou nessa terra alguns escolhidos, que receberão poderes de acordo com as cartas das igrejas do Apocalipse, para defenderem o povo, que aqui fica, em sua jornada para uma nova terra destinada para a sua proteção: Brasília. A estrutura do enredo toca em pontos importantes da descritiva apocalíptica, mesclando-a com a profecia da criação de Brasília, dita por Dom Bosco, e estes leves toques de animê. Tudo para que o livro possa ser jovem, atual e interessante. Ainda, como sou admirador de filmes de terror, o livro nos traz referências aos filmes B, como os de Roger Corman. Espero que tenha conseguido um pouco disso: um livro inspirado em filmes B e animês.

Capa do Livro



    Sobre os animês, eu escolhi seguir uma narrativa rápida, clara e simples, ou seja, uma narrativa semelhante aos de animês shonen. Aqui não teremos descrições longas e cansativas, mas ações rápidas e visualmente fortes, com um pouco de sangue também.  Também, escolhi seguir o modelo japonês de heróis com passados sombrios, que necessitem enfrentar o lado sombrio de suas almas para evoluir.


Não recomendo o livro para menores de idade, mas se você  se interessou? O livro, agora, está disponível para venda no site da Perse. Clique aqui para ver e comprar.




Postagens mais visitadas deste blog

Ghost in the Shell

Máquinas vivas; Um fantasma surge; O homem virtual. Ghost in the Shell está mais próximo do que pensamos! 

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Ciclos de revolução: A Quarta Revolução!

Ciclos de Revolução: A Quarta Revolução Revisão: ChatGPT Estamos vivenciando a quarta revolução industrial/tecnológica, e muito tem sido discutido sobre os potenciais danos que esta revolução pode causar ao tecido social, incluindo desemprego e outras adversidades. Procuro refletir sobre o futuro com base no passado, observando no presente os mesmos receios que nossos antepassados enfrentaram nas três revoluções industriais anteriores. Começo com uma conversa que tive com uma taxista, para então discorrer sobre algumas das revoluções passadas. Durante uma parada em uma lanchonete que estava instalando terminais de autoatendimento no último ano, tive uma conversa: “Taxista: --- Estão instalando essas máquinas para substituir trabalho humano. Muitos caixas estão perdendo seus empregos. Isso é o capitalismo! Eu: --- Por outro lado, a tecnologia, ao eliminar um posto de trabalho (caixa de atendimento), cria outras necessidades. A lanchonete precisará de profissionais para manutenção de sof