Pular para o conteúdo principal

Sengoku Youko

Revisão: ChatGPT Sengoku Youko: Yonaoshi Kyoudai-hen (Sengoku Youko) - Pictures - MyAnimeList.net Sengoku Youko: Yonaoshi Kyoudai-hen é um animê que cativa com sua mistura de ação, fantasia e drama. Vamos explorar os aspectos positivos da série: 1. História e Premissa:    - O mundo de Sengoku Youko é dividido em duas facções: humanos e monstros chamados katawara. A protagonista, Tama, é uma katawara que ama os humanos e está disposta a protegê-los do mal, mesmo que isso signifique lutar contra os de sua própria espécie.    - Seu irmão, Jinka, tem uma visão oposta e nutre ódio pelos humanos, apesar de ser um deles. Essa dinâmica entre irmãos cria tensão e profundidade na narrativa.    - Quando o grupo descobre um plano para experimentar em humanos e transformá-los em monstros, eles se unem para enfrentar essa ameaça, mesmo que isso signifique enfrentar um exército inteiro de guerreiros. Sengoku Youko é um daqueles animes que engana, pois apresenta personagens de traços fofos e uma comé

The Walking Dead- Análise final!


The Walking Dead- análise final da segunda temporada! SPOILER!!!

“Quando pensei na ressurreição dos mortos, eu tinha algo muito diferente em mente.” Hershel





    Antes de iniciar, saiba que a análise nos leva a conhecer muitos elementos da trama, então, aqui tem muito SPOILER! Deixe de ler se assim desejar! 


     Posso dizer que a frase do Hershel, acima, é um resumo que mais determina meu julgamento quanto a este incrível roteiro. Quando fiz a análise dos 4 primeiros capítulos (algo que faço para ter certeza de que o roteiro está indo para uma certa direção) eu fiquei atento para o detalhe da sobrevivência do grupo e tentei definir alguns passos que achei que o roteiro seguiria e, assim como Hershel, fui surpreendido com algo totalmente honesto, franco e longe dos clichês que estou acostumado a ver em séries de televisão norte-americanas.


    Nesta temporada fomos tragados inteiramente para uma realidade na qual as leis, e as regras sociais, não determinam mais a convivência. O que determina a convivência é sua presença em um grupo, para determinar sua utilidade no mesmo. Deste modo, Shane mata Otis para salvar uma criança, e um julgamento tem início para definir o destino de um estranho invasor, sendo que este mesmo invasor é torturado e morto. Como que querendo quebrar de vez com a visão de que a série não seria ousada a este ponto, Dale morre simbolizando o extermínio deste paradigma de uma civilidade em meio ao caos. O único membro do grupo que ainda pensava em regras, e recusava-se a ser selvagem, foi exterminado brutalmente, dando fim a qualquer indício de que aquelas regras seriam seguidas. Foi uma decisão formidável e que me impressionou pela coragem do roteiro em seguir por este caminho. Adorava o Dale e sempre o achei um personagem interessante.


    O roteiro ainda nos levou a outra quebra de paradigma, pois a primeira vítima desta temporada foi justamente uma garotinha inocente (Sophia). Isso nos leva ao pensamento que, se os roteiristas não pouparam uma garotinha e um simpático senhor de idade, com certeza, os outros não terão melhor sorte. Fato confirmado com a morte do Shane pelo Rick. Aliás, eu sempre tive, para mim, que esta regra lógica era adequada ao roteiro: Shane está para Vegeta, assim como Rick está para Goku. Não deu outra.






    Outra quebra foi a conduta do Rick, no último capítulo, ao determinar o fim da democracia e o início de uma sociedade em que apenas um manda e os outros obedecem. Se não gostar, o membro é convidado a tentar a sorte, sozinho, em uma terra sem leis. Outro fator que eu gostei no roteiro foi a honestidade dos personagens com seus sentimentos e condutas. Nada ficou escondido para a terceira temporada. Tudo foi posto em panos limpos e revelado a todos. Um roteiro exponencialmente bem construído e magnificamente orquestrado. 


    E a atuação? Vejam: na morte do Dale, percebemos a motivação de cada personagem apenas em seus olhares. Rick estava receoso em matar um grande amigo, Shane olhando-o com impaciência, sabendo que o Rick não conseguiria dar fim à dor do simpático senhor e o Daryl retirando este fardo das mãos do Rick. Tudo, sem quase nenhum diálogo, na cena mais forte e comovente de toda esta temporada. Foi uma lição de aula e imersão dentro da psique de cada personagem. Que maravilha de atuação! Como podem ter construído um roteiro tão sério e competente? Ele não ofende o conhecimento do espectador, nos faz acreditar na realidade ali apresentada e é honesto com o desenvolvimento dos personagens. Tudo muito bem construído.





    A direção foi bem realizada e cresceu nos últimos dois capítulos. Cenas sombrias, ângulos majestosos de câmera, ação empolgante e longe de clichês costumeiros. Se a série foi conduzida pelo diretor de maneira mediana até o 11º capítulo, ele explodiu com tudo nos dois últimos.


Pois é, caro Hershel, eu e você fomos surpreendidos!  Esta segunda temporada foi, sem dúvida, 5 estrelas!!!


Leia minha crítica inicial aqui!

Postagens mais visitadas deste blog

Ghost in the Shell

Máquinas vivas; Um fantasma surge; O homem virtual. Ghost in the Shell está mais próximo do que pensamos! 

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Ciclos de revolução: A Quarta Revolução!

Ciclos de Revolução: A Quarta Revolução Revisão: ChatGPT Estamos vivenciando a quarta revolução industrial/tecnológica, e muito tem sido discutido sobre os potenciais danos que esta revolução pode causar ao tecido social, incluindo desemprego e outras adversidades. Procuro refletir sobre o futuro com base no passado, observando no presente os mesmos receios que nossos antepassados enfrentaram nas três revoluções industriais anteriores. Começo com uma conversa que tive com uma taxista, para então discorrer sobre algumas das revoluções passadas. Durante uma parada em uma lanchonete que estava instalando terminais de autoatendimento no último ano, tive uma conversa: “Taxista: --- Estão instalando essas máquinas para substituir trabalho humano. Muitos caixas estão perdendo seus empregos. Isso é o capitalismo! Eu: --- Por outro lado, a tecnologia, ao eliminar um posto de trabalho (caixa de atendimento), cria outras necessidades. A lanchonete precisará de profissionais para manutenção de sof