Pular para o conteúdo principal

Outro Papos indica Little V Mills

 O belo também é harmonia musical, então, indicar o canal de um metaleiro que não somente faz covers de anime songs (anisongs) como também as adapta para o metal, é indicar o belo. Pode parecer estranho, mas o metal possui beleza, principalmente se o trabalho for rigoroso como o dele. Ele adapta para o heavy metal, ele canta e ainda canta em japonês. E a  beleza no heavy metal é multifacetada, indo desde o visual rebelde até a exuberância teatral, sempre refletindo a diversidade e a criatividade desse gênero musical.

Mais uma previsão para o futuro!

 

Assistindo a um trailer do mangá de Mononogatari, eu acabei por lembrar de uma previsão minha que fiz já há algum tempo. Estou sendo até bonzinho comigo. Acredito que fiz essa previsão há mais de uma década (2010) e ela ainda não se cumpriu. Vejam o trailer abaixo.


 

Nele podemos ver as páginas do mangá em movimento, como se fossem pedaços de uma animação. Quando comecei a ver a popularidade dos sistemas digitais para a leitura, eu acreditei que o próximo passo para a indústria de quadrinhos seria se aproximar cada vez mais da indústria de animações. Isso ainda não ocorreu. Não existe, até o presente momento, que eu saiba, um mangá dinâmico que mostre alguma cena, com algum efeito que mostre impacto, ou movimento. E eu achei que seria esse o futuro dos quadrinhos. Um futuro no qual os quadrinhos poderiam se movimentar quase como um animê.

 

Acho que isso ainda não ocorreu, não por conta de restrições de tecnologia, pois qualquer celular modesto conseguiria reproduzir muito bem um quadrinho em movimento, mas acredito que seja por conta da agenda apertada de produção dos mangakás (autores de mangás). Como precisam apresentar diversas páginas desenhadas em um espaço muito limitado de tempo, acredito que eles ainda não conseguiram um método para desenvolver direito essa função, que seria belíssima. Aqui, faço até uma sugestão. Nada melhor para otimizar a produção e tornar uma produção mais eficiente do que uma “linha de produção” tal qual a idealizada por Ford. Poderiam realizar algo assim para a criação desses quadrinhos. Exemplo: um mangaká desenha, um auxiliar coloca retícula, outro colore e um terceiro coloca dinamismo/movimento na cena de acordo com as orientações do mangaká. E não existe nada que impeça isso, uma vez que todos os autores atualmente trabalham com mesas de edição. Basta que uma dessas mesas possua um software extra que possibilite a criação da ilusão de movimento, tal qual foi feito para o trailer acima. Veja no Youtube o vídeo abaixo que mostra o mestre Hiro Mashima desenhando em uma mesa que se tornou comum para os grandes artistas do desenho. 


 

Dessa forma, teríamos, no futuro, quadrinhos dinâmicos, com algumas cenas com movimento, que tornariam a história ainda mais impactante, e animês em realidade ampliada, ou realidade virtual, conforme já disse algumas semanas atrás. Reforço aqui essa ideia usando como exemplo essa abertura abaixo. Imagine-se dentro dessas cenas, vendo essas plantas de perto, quase tendo a sensação que elas vão te tocar. O samurai correndo em sua direção.  Seria incrível esse sentimento de imersão, não?


 

 Esses seriam os passos mais importantes para levar as duas indústrias (quadrinhos e animês) a um patamar de competitividade tão alto que seria muito difícil perder terreno e posições para outros países.  Como ainda não  ocorreu, reforço minha previsão. Prevejo no futuro, então, mangás com dinamismo e animês em realidade ampliada/virtual. 

Postagens mais visitadas deste blog

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Outros Papos indica: Japanese Noodles Udon Soba Kyoto Hyogo

 Saboreiem! Um canal dedicado à culinária japonesa! Se gostarem, se inscrevam lá!

Traduções ideológicas

Hoje, no blog, não farei recomendações, mas sim uma sugestão. Há uma controvérsia em torno de alterações indesejadas em traduções e legendas de obras japonesas. Se os próprios japoneses começassem a traduzir e legendar seus animes para o Ocidente, essas distorções poderiam ser evitadas. Pergunto-me por que, até agora, os japoneses ainda não optaram por legendarem eles mesmos e disponibilizarem à venda discos com suas obras legendadas em outros idiomas. Isso certamente eliminaria o ruído ideológico e, sem dúvida, eu seria um dos consumidores da mídia física lançada por eles, com legendas "feitas em casa". Na administração, aprendemos que devemos apresentar não apenas os problemas, mas também as soluções. Portanto, considero essa a solução para o problema das alterações ideológicas em obras orientais.