Pular para o conteúdo principal

Outro Papos indica Little V Mills

 O belo também é harmonia musical, então, indicar o canal de um metaleiro que não somente faz covers de anime songs (anisongs) como também as adapta para o metal, é indicar o belo. Pode parecer estranho, mas o metal possui beleza, principalmente se o trabalho for rigoroso como o dele. Ele adapta para o heavy metal, ele canta e ainda canta em japonês. E a  beleza no heavy metal é multifacetada, indo desde o visual rebelde até a exuberância teatral, sempre refletindo a diversidade e a criatividade desse gênero musical.

O que estou assistindo na Crunchyroll!


O que tenho assistido (Crunchyroll)
Texto escrito em 27/04/2020. Qualquer eventual mudança na política não será atualizada nesse texto. Esqueçam.

Com a pandemia colocando o mundo em uma crise sistêmica, que virará econômica e, posteriormente, psicológica, o que precisamos fazer no momento é retirar ao máximo o estresse que está se acumulando. Como sou do grupo de risco (diabético, com bronquite asmática e tireoidite de Hashimoto), mesmo a quarentena acabando, eu ainda estarei restrito. Além da crise do vírus e sua utilização política (vejam aqui no blog), eu ainda estou enfrentando isso. E o Brasil ainda está indo muito mal das pernas na questão política, com a aproximação do presidente com o centrão, com o povo pedindo o justo e correto  impeachment de vários governadores e a questão do #ForaMaia que é a mais emergencial das medidas, pois o Nhonho precisa sair do cargo de primeiro-ministro (ops), isto é, de presidente da Câmara.

É necessário relaxar. Para relaxar, tenho feito exercícios físicos em meu apartamento, tenho lido e tenho assistido a muitas animações. O texto será um resumo do que tenho assistido via Crunchyroll. Talvez alguma série te interesse também. Vamos ver o que estou assistindo? Segue o trem, filho!

Segunda-feira:

WOODPECKER DETECTIVE'S OFFICE- (05). No começou, acreditei que seria uma obra como uma espécie de Sherlock Holmes, mas, até agora, assistindo a 3 capítulos, eu apenas vi um detetive forjando uma prova para justificar uma dedução. Não sei ao certo se a série será realmente boa como os livros do Sr. Doyle. Está levando um 05 (nota entre parênteses junto ao título), por enquanto.

PRINCESS CONNECT! RE: DIVE – (07). Linda animação e personagens muito engraçados. É baseada em um jogo da Cygames. Não tem o mesmo charme do Granblue Fantasy, mas estou rindo bastante com os personagens. É bem fofinho até.  Usa o mesmo clichê de Seek Hearts, então, aqui a Clara deles se chama Pecorine. Diverte bastante.




Terça-feira:

BLACK CLOVER- (06). Eu não gostava da série, apenas das aberturas e encerramentos. Isso mudou no arco em que eles lutaram com um demônio. A figura demoníaca foi tão bem construída que eu comecei a assistir. É a única animação da Crunchyroll que eu assisto nesse dia. Ainda assim, leva um 06, pois a animação é mediana e o roteiro é bem lento.




Quarta-feira:

 AHIRU NO SORA- (07). Quando você percebe que a história gira em torno de personagens fracassados tentando superar a suas dificuldades internas para jogar basquete, você até consegue assistir a essa série. Basicamente é isso: um monte de perdedores que estão crescendo juntos. Mesmo os piores conseguem brilhar, então, eu tenho bastante esperança no crescimento deles, tanto psicológico quanto esportivo, afinal, ninguém consegue perder todas.

 TOWER OF GOD- (07). Por enquanto, estou pensando: “É um Hunter X Hunter”. Por enquanto é isso mesmo, um monte de personagens sendo testados para conseguirem um objetivo em comum. O diferencial está na ótica cultural. Enquanto HxH teve um olhar nipônico, Tower tem um olhar coreano e isso está se fazendo presente na obra. Está interessante de assistir. Não é aquela série maravilhosa, mas é uma série boa. Como não conheço o manhwa, não sei dizer se está sendo fiel à obra original ou não.




Quinta-feira: 


 THE 8TH SON? ARE YOU KIDDING ME?- (08,5). O coitado do personagem parece ter morrido esperando o arroz ficar pronto (heheh) e renasceu como um garoto nobre, porém, pobre e em uma terra tão distante da capital, que Judas perdeu as botas uma colina antes (hehehe). Para a sorte dele, ele renasceu com um imenso poder mágico. O personagem me conquistou no mesmo instante e as desventuras dele me fizeram cativo da situação do coitado. Estou gostando muito desse enredo. Uma das melhores séries dessa temporada.  




Sexta-feira:

THE HOUSE SPIRIT TATAMI-CHAN- (04). Uma animação curta sobre uma divindade que decide morar em Tóquio. É interessante e nada mais. Ainda não consegui rir, mas é uma distração por ser curto.

 A Certain Scientific Railgun- (08). É uma série legal que a pandemia tirou de nós, mas quero deixar aqui também. Uma animação muito boa, com uma história bastante legal e personagens que todo mundo já conhece e gosta. Vou deixar um vídeo aqui.

FOOD WARS- (08). A série é a quinta temporada de um ecchi muito bem construído. Existe uma polêmica no ar sobre o seu final, mas, por enquanto, a série está ótima. Estou assistindo e gostando muito.  Foi outra série afetada pela pandemia, mas existem capítulos disponíveis para assistir. Recomendo pela pimenta! Heheheh




Sábado:

SING "YESTERDAY" FOR ME- (10). Que animação incrível. A parte técnica é tão bem elaborada e sensível, que acredito que o diretor deveria ter lançado cada capítulo nos cinemas. Ela não deixaria nada a desejar, no quesito técnico, para animações lançadas nos cinemas. Cores, ângulos, movimentação, luz, sombra, sons, música, ou seja, toda a parte técnica está incrivelmente bem elaborada. Houve um erro de continuidade de som em um capítulo, mas isso não mancha o todo. É uma animação incrível! A história gira em torno de pessoas que não conseguem avançar, que estão presas a alguma coisa (um passado) e isso tira delas a motivação de continuar em frente. Elas não têm objetivos e não possuem sonhos. Elas simplesmente estão a viver e a se relacionar. O enredo leva essa história de maneira muito adulta. É triste, mas é interessante.



Domingo:

Tsugomomo 2- (07). É um mistério como conseguiram fazer uma segunda temporada para essa série, pois a primeira não vendeu nada. Fiquei surpreso quando anunciaram essa continuação. Os personagens aqui evoluíram e amadureceram. A série continua ecchi, mas está mais equilibrada na questão de qual personagem vai sofrer com isso (hehehe). A animação também está bem bonita (estúdio Zero-G). Gostei!






Postagens mais visitadas deste blog

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Outros Papos indica: Japanese Noodles Udon Soba Kyoto Hyogo

 Saboreiem! Um canal dedicado à culinária japonesa! Se gostarem, se inscrevam lá!

Traduções ideológicas

Hoje, no blog, não farei recomendações, mas sim uma sugestão. Há uma controvérsia em torno de alterações indesejadas em traduções e legendas de obras japonesas. Se os próprios japoneses começassem a traduzir e legendar seus animes para o Ocidente, essas distorções poderiam ser evitadas. Pergunto-me por que, até agora, os japoneses ainda não optaram por legendarem eles mesmos e disponibilizarem à venda discos com suas obras legendadas em outros idiomas. Isso certamente eliminaria o ruído ideológico e, sem dúvida, eu seria um dos consumidores da mídia física lançada por eles, com legendas "feitas em casa". Na administração, aprendemos que devemos apresentar não apenas os problemas, mas também as soluções. Portanto, considero essa a solução para o problema das alterações ideológicas em obras orientais.