Pular para o conteúdo principal

OP indica TBS no Youtube

Revisão: ChatGPT A Salad Bowl of Eccentrics! Indico mais um canal japonês com uma abertura realmente boa, embora não tenha conseguido uma posição de destaque na minha lista. Ela é divertida e um tanto alucinada. Achei criativo como os personagens animados interagem com o ambiente real, chegando a interferir nas funções de algumas máquinas. Também gostei muito do segmento ao estilo detetive/investigação policial que apresenta alguns personagens. É bastante excêntrico ver uma personagem feminina cantando um trecho da abertura, mas a voz que se ouve é do cantor oficial. Sem dúvida, é uma abertura muito criativa! Está sendo uma temporada bastante criativa! Ah, OP é Outros Papos! 【Elenco】 Sousuke Kaburaya: Makoto Furukawa Sara da Odin: Hina Yano Livia de Uudis: M・A・O Puriketsu: Haichi Daichi Mikami Moe: Akane Fujita Brenda Aizaki: Manami Numakura Yuna Naganawa: Yuuki Takada Haruka Kinoe: Mizuki Mano Isao Kusanagi: Yoji Ueda Takeo: Shinnosuke Tachibana Suzuki: Kousuke Toriumi 【Músicas Temáti

Twitter War: Covid-19- Segunda Parte!


COVID-19 WAR


E a crise continua, mas ela não é sobre o vírus. É sobre o seu uso político. Usaram o vírus para impedir o direito à liberdade do cidadão. Usaram o vírus para vigiar o cidadão através de seu celular. Usaram o vírus para fechar comércios. Para muitas pessoas, que não possuem reserva de capital, o que é boa parte da população, isso começou a afetar a sua condição física, moral e psíquica, pois começou a faltar alimento. Com pouco giro de capital e mercadorias, os preços aumentaram. Tudo começou a ficar mais caro.

Muitas pessoas que estavam nas ruas foram presas, simplesmente por estarem lá. Isso não é controle do vírus. Isso não é APENAS isolamento horizontal.  Isso é controle da população através do medo. Você gostou disso? Desse controle opressor dos governadores contra a sua população? Se não gostou, ótimo! Isso é uma pequena prova do socialismo implantado. É assim o dia-a-dia de pessoas atrás da cortina de ferro. Se não gostou, é seu dever impedir a implantação do socialismo em nossa nação, para que nossos filhos não fiquem reféns de um estado autoritário.


Nelson Teich[1]: “Vamos começar falando sobre a polarização que está acontecendo entre a saúde e a economia. Esse tipo de problema é desastroso porque trata estratégias complementares e sinérgicas como se fossem antagônicas. A situação foi conduzida de uma forma inadequada, como se tivéssemos que fazer escolhas entre pessoas e dinheiro, entre pacientes e empresas, entre o bem e o mal.”



Como disse em um texto anterior, eu me arrependi de ter dado apoio ao Madetta. Eu o fiz, pois suas palavras foram confortadoras em um momento de caos, porém, suas ações deixaram a desejar. Fui conhecendo (Osmar Terra, Wong, Zimerman e Yamaguchi) estudos discutindo e questionando o isolamento horizontal. Eu os coloquei aqui no blog, para que todos tivessem ciência do contraditório. Ciência é isso: dúvidas, contraditório, pesquisas e relativismo. Quando começaram a usar o isolamento horizontal como meio de oprimir o cidadão, ficou claro que os governadores, à revelia do presidente da República, queriam o caos. Aqui um vídeo sobre os motivos da demissão do ministro. Assistam.



E nós temos apenas um pequeno grupo de pessoas lutando contra isso, nos representando no poder político: o presidente da República, seu vice, alguns generais, alguns advogados e ministros. Todo o resto, STF, governadores, Congresso, mídia e políticos estão torcendo pelo vírus, pelo totalitarismo, e pelo medo.  São agentes do caos. Querem derrubar o presidente, nem que destruam o país no caminho.



Maia, por exemplo, está aprovando orçamentos de forma a impedir o controle fiscal. Caso o presidente supere a crise da pandemia, e ele vai superar, como todos nós, ele cairá na malha do Congresso que o está forçando a assumir responsabilidades fiscais além da conta do orçamento. Estão estourando o orçamento para, depois, o acusarem de irresponsabilidade fiscal e pedirem seu impeachment. O golpe está claro e está à nossa frente. O “centrão” continua agindo.

Como se não bastasse, inventam números para a crise. Uma fonte que tenho em um hospital disse que a margem de ocupação dos leitos de UTI está em 40% e que o pico da pandemia se foi. Como podem dizer que as UTIs estão lotadas? Eles jogam com o medo. Isso também foi mostrado aqui.




Esse doutor divulga a mesma informação. Governadores estão escondendo a verdade da população? Leia e decida!

E, mesmo assim, é necessário continuar enfrentando o medo, o totalitarismo e a doença. É uma situação que nunca foi vista e que não se tem parâmetros para se criar uma baliza, mas o Brasil vencerá!







[1] Leia em: <https://www.linkedin.com/pulse/covid-19-como-conduzir-o-sistema-de-sa%C3%BAde-e-brasil-nelson-teich>

Postagens mais visitadas deste blog

Ghost in the Shell

Máquinas vivas; Um fantasma surge; O homem virtual. Ghost in the Shell está mais próximo do que pensamos! 

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Ciclos de revolução: A Quarta Revolução!

Ciclos de Revolução: A Quarta Revolução Revisão: ChatGPT Estamos vivenciando a quarta revolução industrial/tecnológica, e muito tem sido discutido sobre os potenciais danos que esta revolução pode causar ao tecido social, incluindo desemprego e outras adversidades. Procuro refletir sobre o futuro com base no passado, observando no presente os mesmos receios que nossos antepassados enfrentaram nas três revoluções industriais anteriores. Começo com uma conversa que tive com uma taxista, para então discorrer sobre algumas das revoluções passadas. Durante uma parada em uma lanchonete que estava instalando terminais de autoatendimento no último ano, tive uma conversa: “Taxista: --- Estão instalando essas máquinas para substituir trabalho humano. Muitos caixas estão perdendo seus empregos. Isso é o capitalismo! Eu: --- Por outro lado, a tecnologia, ao eliminar um posto de trabalho (caixa de atendimento), cria outras necessidades. A lanchonete precisará de profissionais para manutenção de sof