Pular para o conteúdo principal

Outro Papos indica Little V Mills

 O belo também é harmonia musical, então, indicar o canal de um metaleiro que não somente faz covers de anime songs (anisongs) como também as adapta para o metal, é indicar o belo. Pode parecer estranho, mas o metal possui beleza, principalmente se o trabalho for rigoroso como o dele. Ele adapta para o heavy metal, ele canta e ainda canta em japonês. E a  beleza no heavy metal é multifacetada, indo desde o visual rebelde até a exuberância teatral, sempre refletindo a diversidade e a criatividade desse gênero musical.

Violência!


Três por um!

Eu poderia escrever sobre cada um de maneira individual, mas eu perderia a vitalidade do assunto. Uma das coisas que aprendemos na profissão é que notícia também caduca. Se eu fosse escrever sobre cada uma delas, individualmente, elas caducariam. Decidi juntar todas e realizar um “Drops” especial sobre o assunto: violência! E decidi escrever para segunda-feira, então, teremos dois “drops” esta semana.


Fonte: Correio da Bahia
TV Globo/ Reprodução



Uma violência contra Brasília

Rollemberg está bem famoso. Como socialista, ele está ficando conhecido pelo desrespeito com a propriedade privada[1] e pela má gestão da coisa pública, que culminou no desabamento de parte de um viaduto no Eixão[2]. Enquanto morador de Brasília, eu ia muito ao Iguatemi, que fica no Lago Norte, e precisava passar pela ponte do Bragueto. Uma coisa assustadora! Toda Brasília me parecia, já naquela época, abandonada. A cidade enfrenta uma violência grave sob a alcunha do abandono. É por isso que eu peço, aos que ainda moram e votam na cidade, que escolham, este ano, um candidato que respeite a liberdade e a propriedade. Candidatos que respeitam a propriedade, sabem dar valor ao bem público. “Democracia amplia a esfera da liberdade individual, o socialismo a restringe. Democracia atribui todo o valor possível de cada homem; socialismo faz de cada homem um mero agente, um mero número. Democracia e socialismo não têm nada em comum além de uma palavra: igualdade. Com uma grande diferença: enquanto a democracia procura a igualdade na liberdade, o socialismo procura a igualdade na controle e na servidão.” (Alexis de Tocqueville)


Uma violência na Flórida


Um louco invadiu um colégio, na Flórida, e matou dezenas de pessoas. Imediatamente, Trump visitou os feridos e já iniciou negociações[3] para melhorar o sistema de controle de armas. Alguns alunos, com toda a razão emocional, estão pedindo o banimento de armas. É natural que eles queiram se afastar daquilo que as machucou, entretanto, o banimento das armas não resultará naquilo que eles almejam, que é o fim da violência. O presidente Trump está negociando um ponto válido, que é maior rigor no processo de venda das armas, com consulta até em bancos de dados da polícia, entretanto, sem banir nenhum tipo de armas. Ele estuda apenas o banimento de armas adaptadas, ou seja, aquelas armas que foram alteradas para aumentar seu poder de fogo pré-concebido. Outros pregam, assim como eu, que haja vigilância armada, por veteranos, nas zonas livres. Eu também considero um ponto importante. Chefes de polícia estão dispostos a ensinar professores a manusearem armas e Trump sinalizou que, se o professor possuir experiência, ele pode ser autorizado a portar arma em classe. São medidas válidas, que não alteram a essência da segunda emenda, que possibilita a auto-defesa do cidadão mediante posse de armas.

E por que não acredito que o banimento das armas efetivará o fim dos massacres nos EUA? Veja abaixo.


A violência no Brasil

O Brasil é um país em que o cidadão comum não pode portar armas. Aqui não há a liberdade que existe nos EUA, da compra e posse de armas. E, mesmo assim, nós tivemos 61.283 mortes violentas no Brasil[4], o que soma 7 assassinatos por hora, em 2016. Tivemos mais de 112 mil armas apreendidas no ano passado. E 453 policiais foram mortos. A violência mostra que a proibição às armas só fortaleceu o crime, tirando do cidadão comum uma chance de defesa contra uma violência. Supondo que os EUA façam o banimento de todo o armamento em posse do cidadão, o louco daria um jeito de conseguir armas para realizar suas intenções. Eis o Brasil como exemplo!  



Conclusão

A conclusão que eu chego é que não nos vemos mais como irmãos. Reafirmo meu pensamento com um poema de abril de 2017, Paz na Síria:

A luta pela fraternidade não pode se esgotar;
A humanidade precisa reconhecer o amar;
Pois o ódio leva a morte, ao destruir;
Lágrimas, dor e morte não precisam existir.

É necessário reconstruir as bases morais e familiares, para que a violência, de fato, venha a se extinguir.
.




[1] Outros Papos: 
http://www.outrospapos.com/2017/08/importancia-da-propriedade-privada.html

[2] MPDFT:
http://www.mpdft.mp.br/portal/index.php/comunicacao-menu/noticias/noticias-2018/9797-defesa-civil-tem-cinco-dias-para-vistoriar-pontes-e-viadutos-em-risco-no-plano-piloto

[3] Fox News:
http://www.foxnews.com/politics/2018/02/18/trump-backs-efforts-to-improve-federal-gun-background-checks-white-house-says.html

[4] Fórum Segurança:
 http://www.forumseguranca.org.br/wp-content/uploads/2017/12/INFOGRAFICO_ANUARIO_11_2017_Retificado_15-12.pdf

Postagens mais visitadas deste blog

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Outros Papos indica: Japanese Noodles Udon Soba Kyoto Hyogo

 Saboreiem! Um canal dedicado à culinária japonesa! Se gostarem, se inscrevam lá!

Traduções ideológicas

Hoje, no blog, não farei recomendações, mas sim uma sugestão. Há uma controvérsia em torno de alterações indesejadas em traduções e legendas de obras japonesas. Se os próprios japoneses começassem a traduzir e legendar seus animes para o Ocidente, essas distorções poderiam ser evitadas. Pergunto-me por que, até agora, os japoneses ainda não optaram por legendarem eles mesmos e disponibilizarem à venda discos com suas obras legendadas em outros idiomas. Isso certamente eliminaria o ruído ideológico e, sem dúvida, eu seria um dos consumidores da mídia física lançada por eles, com legendas "feitas em casa". Na administração, aprendemos que devemos apresentar não apenas os problemas, mas também as soluções. Portanto, considero essa a solução para o problema das alterações ideológicas em obras orientais.