Pular para o conteúdo principal

OP indica TBS no Youtube

Revisão: ChatGPT A Salad Bowl of Eccentrics! Indico mais um canal japonês com uma abertura realmente boa, embora não tenha conseguido uma posição de destaque na minha lista. Ela é divertida e um tanto alucinada. Achei criativo como os personagens animados interagem com o ambiente real, chegando a interferir nas funções de algumas máquinas. Também gostei muito do segmento ao estilo detetive/investigação policial que apresenta alguns personagens. É bastante excêntrico ver uma personagem feminina cantando um trecho da abertura, mas a voz que se ouve é do cantor oficial. Sem dúvida, é uma abertura muito criativa! Está sendo uma temporada bastante criativa! Ah, OP é Outros Papos! 【Elenco】 Sousuke Kaburaya: Makoto Furukawa Sara da Odin: Hina Yano Livia de Uudis: M・A・O Puriketsu: Haichi Daichi Mikami Moe: Akane Fujita Brenda Aizaki: Manami Numakura Yuna Naganawa: Yuuki Takada Haruka Kinoe: Mizuki Mano Isao Kusanagi: Yoji Ueda Takeo: Shinnosuke Tachibana Suzuki: Kousuke Toriumi 【Músicas Temáti

Conto do ratinho




Em um laboratório distante de toda a humanidade existia uma baia com um ratinho. Ao lado da baia deste ratinho branco de laboratório existia a baia de uma família de cobras. Era uma situação delicada, pois só existia uma parede de vidro que separava o ratinho de seus predadores. Entretanto, o ratinho confiava no cientista que cuidava dele. O ratinho imaginava que o cientista o defenderia de tudo, principalmente das cobras ao lado.

Certa manhã, após efetuar sua primeira refeição, ainda se limpando, o ratinho notou uma rachadura no vidro que o separava das cobras. Era uma rachadura pequena, mas isso o preocupou. As cobras notaram também. O ratinho chamou o cientista e disse:

--- Cientista, note esta rachadura no vidro. Ela me coloca em perigo, por favor, troque este vidro.

O cientista verificou o vidro, mas não falou nada. Ele também não trocou o vidro, todavia, o ratinho ainda confiava nele. Toda manhã o ratinho ia verificar o vidro e notava a rachadura sempre. Com o passar do tempo, o ratinho notou que a rachadura estava aumentando. Com o aumento da rachadura, aumentava também a preocupação do ratinho.

--- Cientista, por favor, a rachadura está aumentando! Poderia trocar o vidro? Eu te peço, por favor!

O ratinho estava aflito. O cientista olhava a rachadura, conhecendo o problema, mas nada fazia. O cientista continuava em silêncio. A certeza do ratinho de que o cientista o iria ajudar já estava ficando abalada. E as cobras estavam ficando alegres, pois percebiam ali uma oportunidade.

Certo dia, o ratinho foi acordado com um grande barulho. O vidro, por causa do aumento da rachadura, havia desmoronado. Cacos de vidro se espalhavam pela baia do ratinho. O maior temor do bichinho veio quando ele começou a ouvir a respiração das cobras, que notaram a queda da única proteção que o rato possuía.

As cobras tinham certeza de que o momento de devorar o ratinho havia chegado! Elas avançaram ferozmente contra o ratinho. Temeroso pela própria vida, o ratinho correu, pulou, tentou se esconder e fazia de tudo para evitar ficar ao alcance da mordida das cobras. Entretanto, eram muitas cobras e o ratinho acabou cercado. Demonstrando bravura, o ratinho ameaçava as cobras, mas já sabendo que seria devorado. Ele não tinha mais esperanças de ser salvo.

--- É agora que vamos experimentar a sua carne! --- disse uma das cobras ao ratinho.

Antes do bote de uma das cobras, uma sombra cobriu a baia. As cobras recuaram e uma grande mão tomou o ratinho para si. Era a mão do cientista que resgatara o ratinho e o colocara em uma baia mais ao alto, longe das presas das cobras. O cientista, então, olha para o ratinho e diz:

--- Agradeça a mim por ter te livrado das cobras!

--- Eu te agradeço por isso, cientista! Obrigado! --- agradece humildemente o ratinho.

Apesar disso, uma mistura de sentimentos toma conta do ratinho. Ele está profundamente agradecido ao cientista por tê-lo livrado, mas, também, está bastante triste com o cientista. O ratinho, ao final deste macabro dia, chora com um misto de alegria e tristeza.



Caso queiram usar este pequeno conto em sala de aula, por favor, deem o devido crédito ao autor. Sugestão de debate em sala é discutir porque o ratinho ficou triste e alegre. 

Postagens mais visitadas deste blog

Ghost in the Shell

Máquinas vivas; Um fantasma surge; O homem virtual. Ghost in the Shell está mais próximo do que pensamos! 

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Ciclos de revolução: A Quarta Revolução!

Ciclos de Revolução: A Quarta Revolução Revisão: ChatGPT Estamos vivenciando a quarta revolução industrial/tecnológica, e muito tem sido discutido sobre os potenciais danos que esta revolução pode causar ao tecido social, incluindo desemprego e outras adversidades. Procuro refletir sobre o futuro com base no passado, observando no presente os mesmos receios que nossos antepassados enfrentaram nas três revoluções industriais anteriores. Começo com uma conversa que tive com uma taxista, para então discorrer sobre algumas das revoluções passadas. Durante uma parada em uma lanchonete que estava instalando terminais de autoatendimento no último ano, tive uma conversa: “Taxista: --- Estão instalando essas máquinas para substituir trabalho humano. Muitos caixas estão perdendo seus empregos. Isso é o capitalismo! Eu: --- Por outro lado, a tecnologia, ao eliminar um posto de trabalho (caixa de atendimento), cria outras necessidades. A lanchonete precisará de profissionais para manutenção de sof