Pular para o conteúdo principal

STF manobra para salvar condenados da Lava Jato!


STF rachado!

Já é de conhecimento público que temos dois tribunais diferentes dentro do STF. Um deles ainda preserva o equilíbrio do ordenamento jurídico, o outro destrói o que estiver à frente de sua intenção, até mesmo a segurança jurídica do país. Vou chamar este lado do STF de turminha vermelha.

Júlio M Oliveira na sua conta no Twitter: “A divisão do STF em turmas se tornou disfuncional. Quando uma turma discrepa intensamente da outra, as questões precisam ser uniformizadas no plenário ou a justiça vira uma loteria. Pior quando a turma diverge de si mesma, mudando de opinião a toda hora. Descrédito inevitável.” (@JMarcelo1000, 05:37 - 25 de abril de 2018)

Esta turminha[1], no dia de 24/04/2018, decidiu: “2ª Turma remete à Justiça Federal de SP termos de colaboração premiada de executivos da Odebrecht sobre despesas do ex-presidente Lula (...) O ministro (Toffoli) acrescentou que a investigação se encontra em fase embrionária, por isso sua decisão não firma, em definitivo, a competência do Juízo indicado. Assim, Toffoli votou pelo acolhimento dos embargos de declaração com efeitos modificativos, sendo seguido pelos ministros Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes, formando a maioria. O ministro Celso de Mello acompanhou o relator, ministro Fachin”.

A redação da Veja[2] resume bem a malandragem da turminha da Venezuela: “Segundo especialistas, os advogados do ex-presidente devem argumentar mais uma vez que Moro e a 13ª Vara Criminal de Curitiba não têm competência para julgar o caso do apartamento, sob a alegação de que não envolvem fatos diretamente relacionados ao esquema de corrupção instalado na Petrobras. Foi esse o argumento usado pela Segunda Turma nesta terça para tirar de Moro as colaborações da Odebrecht ligadas a Lula.”

Vamos desenhar para o golpe ficar mais claro? Veja este quadro do MBL para entender a malícia desta decisão.





E o espanto não para por aqui. Janaína Paschoal foi ler o voto do Toffoli e tomou um susto, pois ele usa embargos rejeitados para fundamentar a sua decisão de aceitar o embargo. A insanidade desta corte supera a hipocrisia.  Veja o que ela escreveu em sua conta no Twitter:




Então, resumindo, tiraram das mãos do Moro diversas delações, mesmo elas estando relacionadas com a Lava Jato, o triplex, o sítio e o terreno do Instituo Lula, com voto de um dos ministros no qual ele cita embargos rejeitados para aceitar o embargo interposto. Esta é a turminha vermelha, retirando a nossa segurança jurídica em defesa de um réu condenado e em prol de uma agenda comunista e corrupta.


Intervenção Militar

Neste vídeo da Joice, além de explicar com mais detalhes a loucura da turminha vermelha, ela já admite que pode pedir ajuda aos militares para conter a corrupção que está sendo defendida pelo STF.


 

E ela não é a única que está revoltada com esta manobra insana da turminha vermelha. Note a adesão ao desabafo de pessoas reconhecidas no Twitter, a quantidade de curtidas. Aqui o desabafo do General Paulo Chagas:



Aqui a reflexão do jornalista Guzzo:



Sim, eu também vejo que o caminho para salvar o Brasil da corrupção deverá passar, inevitavelmente, pela intervenção militar, caso os ministros do STF não consigam controlar seus pares.




[1] STF: http://portal.stf.jus.br/noticias/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=376360
[2] Veja: https://veja.abril.com.br/politica/stf-abre-caminho-para-anular-condenacao-de-lula-dizem-especialistas/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…