Pular para o conteúdo principal

Antologia do Pequeno Rato

 Não é um exemplo de literatura gótica, apesar de ter animais fantásticos que falam, mas possui o sofrimento da alma da literatura gótica. É um clamor sofrido de um pequeno ser que está preso em um ambiente de experimentos e só tem no seu cientista o seu observador e, quem sabe, seu salvador. É uma metáfora para os sentimentos de traição, perda e dor de ser agredido e não ter a força necessária para reagir. Tudo isso é gótico. 

Wonderful Precure- Wonderful

Wonderful Precure- 01 a 04

COM SPOILERS

Revisão: ChatGPT


Wonderful Precure! - Pictures - MyAnimeList.net


A série apresenta o surgimento de novas heroínas Precure, que lutam para defender uma cidade, seus habitantes e animais de um processo de corrupção que os está ferindo. A trama se desenrola em Animal Town, uma cidade onde animais e pessoas convivem harmoniosamente. A protagonista, Inukai Iroha, é apaixonada por animais e tem uma conexão especial com sua cachorrinha, também chamada Inukai (Komugi). Quando misteriosos monstros denominados “Garugaru” começam a ameaçar a cidade, Komugi se transforma em Pretty Cure para proteger sua amiga Iroha, com o objetivo principal de salvar os animais e restaurar o Niko Garden, um reino encantado onde criaturas mágicas habitam. Sim, você não leu errado. É Komugi quem se transforma inicialmente.


Não sendo o público-alvo da série, adoto a regra dos três primeiros episódios, que sugere formar uma opinião após assistir a pelo menos três episódios de uma série. Essa abordagem é utilizada para avaliar o conteúdo antes de decidir se continuarei assistindo ou não, embora, nesta ocasião, a série tenha me cativado de maneira singular.


A franquia Precure, pertencente à Toei Animation, conhecida por obras como Sailor Moon, Dragon Ball e One Piece, enfrenta o desafio contínuo de se reinventar a cada nova série, mantendo a essência que define o universo Precure. Este equilíbrio entre inovação e tradição é crucial para a longevidade da série.


As características definidoras de Precure incluem:


1. Origem e Início:

   - A estreia da franquia, Futari Wa Pretty Cure, ocorreu em 2004.

   - A criação da série foi uma colaboração entre a Toei Animation e a Bandai, fabricante de brinquedos.


2. Diversidade de Temporadas:

   - Cada temporada introduz um novo conjunto de heroínas mágicas.

   - As narrativas abordam diversos temas, como princesas, bruxas, estrelas e contos de fadas.

   - Embora cada temporada seja autônoma, algumas possuem sequências diretas.


3. Personagens Únicos:

   - Protagonistas variam a cada temporada.

   - As heroínas exibem trajes estilosos e enfrentam desafios para proteger o mundo.


4. Música e Transmissão:

   - A trilha sonora é composta por artistas renomados, como Fukasawa Erika.

   - A série é exibida pela TV Asahi no Japão e disponibilizada em plataformas de streaming, como a Crunchyroll.


Wonderful!





"Wonderful Precure" é a vigésima primeira entrada na franquia Pretty Cure, com estreia em 4 de fevereiro de 2024, substituindo Hirogaru Sky! Pretty Cure. O enredo destaca-se pelo inesperado twist de transformar a cachorrinha da protagonista na primeira Precure, introduzindo uma dinâmica singular e encantadora que desafia as convenções da série, misturando elementos de ternura e companheirismo animal reminiscentes de Digimon, outra propriedade da Toei Animation.


A série equilibra o tradicional tema "mahou shoujo" com inovações, como a transformação de animais em heroínas mágicas, mantendo um enredo que flerta com a possibilidade de um crossover temático com Digimon, embora retorne ao seu cerne no episódio seguinte. A inclusão de personagens masculinos sugere uma expansão do escopo tradicional da série, potencializando a narrativa com novas dimensões de relacionamento e desenvolvimento de personagens.


A narrativa dos primeiros episódios, rica em emoção e ternura, foca em curar e ajudar, diferenciando-se dos típicos confrontos físicos do gênero, propondo uma experiência mais empática e curativa. A abordagem inovadora, combinada com a profundidade emocional e a qualidade de produção, motiva a continuidade do acompanhamento da série, antecipando um percurso repleto de magia, amizade e aventuras inspiradoras.


Review dos quatro primeiros episódios (SPOILERS)


O primeiro capítulo apresenta um excepcional plot twist, revelando que a primeira Precure da série é, surpreendentemente, uma adorável cachorrinha. Ela não é uma figura humana, mas sim o querido animal de estimação da protagonista! O roteiro nos surpreende ao tratá-la como um pequeno animal que acaba de adquirir uma forma humana para proteger sua amada cuidadora. Mesmo em sua forma humana, ela mantém a doçura e simpatia características de um cachorrinho. A cena em que ela toca a campainha, sorrindo para Iroha e expressando alegremente seu entusiasmo por finalmente conseguir tocar a campainha, é retratada com tamanha ternura que me fez acreditar que os cães realmente aspiram a esse simples ato. Isso me levou a pensar que a série poderia seguir uma direção semelhante à de Digimon, outra produção da Toei Animation, que explora a relação entre criaturas digitais e seus companheiros humanos. Contudo, ao final do primeiro capítulo, fiquei convencido de que, pela primeira vez, assistiríamos a uma série Precure na qual não são as garotas que se transformam, mas sim seus animais de estimação. Essa minha suposição foi desfeita no segundo episódio, que reintroduziu o conceito de uma Precure humana, a dona da Komugi, afastando-se um pouco da premissa de Digimon e realinhando-se ao gênero "mahou shoujo".


O segundo episódio me surpreendeu ao divergir do primeiro, apresentando uma Precure humana, confirmando que a série balanceia entre a inovação do roteiro de Digimon e a fórmula tradicional de Precure, com um ser não humano se transformando em uma garota mágica ao lado de sua parceira humana.


O terceiro episódio trouxe outra reviravolta. Enquanto algumas séries mahou shoujo apresentam uma figura masculina de destaque, como o Tuxedo Mask em Sailor Moon, a franquia Precure tradicionalmente minimiza essa presença masculina, com pouca participação de personagens masculinos. No entanto, em Wonderful Precure, observamos duas figuras masculinas significativas: o pai e o melhor amigo da Iroha. O roteiro insinua que o animal de estimação do amigo poderia se tornar uma Precure, sugerindo um papel relevante para ele na série. O pai de Komugi é retratado de maneira interessante, combinando traços de masculinidade robusta com a suavidade de um avental de dona de casa, sugerindo uma suavização deliberada da presença masculina na trama. Atualização: sei da existência de um teatro "stage play" com Precures homens, mas cito apenas as séries animadas para a televisão na minha análise.


O quarto capítulo é pura ternura, destacando-se pela transformação dos sentimentos da cachorrinha em um acessório de Precure encantador, reafirmando seu papel central na história. Sua carismática presença ilumina a tela, eclipsando sua dona e capturando corações com sua genuína inocência. A abordagem suave da série, que foca em curar e cuidar em vez de combater, oferece uma mensagem reconfortante, ressaltando a missão das heroínas de curar os animais aflitos e devolvê-los ao seu lar, um gesto que toca profundamente o coração dos espectadores.


Esses quatro episódios bem elaborados me motivaram a escrever sobre a série e, possivelmente pela primeira vez, a acompanhar uma série Precure do início ao fim, encantado pela sua sensibilidade e carinho.


****

Finalmente, a descrição detalhada da produção e da ficha técnica fornece uma visão abrangente sobre o cuidado e o esmero investidos na série, prometendo aos espectadores uma jornada envolvente e mágica, disponível para o público brasileiro através da Crunchyroll.

Vamos explorar os detalhes da produção e a ficha técnica:

  1. Produção:
  2. Personagens Principais:
    • Inukai Komugi: O amado Papillon de Iroha, que se transforma na Cure Wonderful.
    • Inukai Iroha: Uma estudante do segundo ano do ensino médio que adora animais e se transforma na Cure Friendy.
  3. Equipe Técnica:
    • Diretor: Masanori Satō
    • Composição e Roteiro da Série: Yoshimi Narita
    • Designer de Personagens: Yoko Uchida
  4. Música:
    • A trilha sonora é composta por Fukasawa Erika.
  5. Transmissão:
    • Rede de TV: TV Asahi (Japão)
    • Plataforma de Streaming: Crunchyroll

Wonderful Precure combina temas de amizade, transformação e a conexão entre humanos e animais. Prepare-se para uma jornada mágica e cheia de aventuras! 🌟🌸

Para assistir à série em português brasileiro, você pode conferir na Crunchyroll 3. 📺

De ‘Sailor Moon’ a ‘Precure’: As Garotas Mágicas da Toei | Coluna Café & Matchá #4 | JBox


S.H. Figuarts Cure Peace Marca: BANDAI

Postagens mais visitadas deste blog

Ghost in the Shell

Máquinas vivas; Um fantasma surge; O homem virtual. Ghost in the Shell está mais próximo do que pensamos! 

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Ciclos de revolução: A Quarta Revolução!

Ciclos de Revolução: A Quarta Revolução Revisão: ChatGPT Estamos vivenciando a quarta revolução industrial/tecnológica, e muito tem sido discutido sobre os potenciais danos que esta revolução pode causar ao tecido social, incluindo desemprego e outras adversidades. Procuro refletir sobre o futuro com base no passado, observando no presente os mesmos receios que nossos antepassados enfrentaram nas três revoluções industriais anteriores. Começo com uma conversa que tive com uma taxista, para então discorrer sobre algumas das revoluções passadas. Durante uma parada em uma lanchonete que estava instalando terminais de autoatendimento no último ano, tive uma conversa: “Taxista: --- Estão instalando essas máquinas para substituir trabalho humano. Muitos caixas estão perdendo seus empregos. Isso é o capitalismo! Eu: --- Por outro lado, a tecnologia, ao eliminar um posto de trabalho (caixa de atendimento), cria outras necessidades. A lanchonete precisará de profissionais para manutenção de sof