Pular para o conteúdo principal

O belo vive!

 O Belo vive;  Sonhos na neve;  Alma limpa!

Azur Lane- 05 anos!


 

Azur Lane (Azur Lane the Animation) - Pictures - MyAnimeList.net

Azur Lane (Google Play) é um jogo para celular, ao estilo gacha, isto é, sorteio para receber as melhores armas e guerreiras que, dentro do jogo, se chamam shipgirls. Existe opção de compras, que podem elevar o seu desempenho dentro do jogo. O conceito do jogo foi uma aposta alta e poderia ter dado ou muito errado, ou muito certo. Deu muito certo! Azur Lane é um dos jogos mais queridos e jogados via celular e o conceito elaborado para o jogo agradou. Qual é esse conceito? Transformaram navios de guerra reais em garotas! Daí o nome delas- ship (navio) girls (garotas).  Ficou engraçado, fofo, sensual e os jogadores amaram! Esse ano, o servidor internacional de Azur Lane completou cinco anos de existência. Sendo um feito formidável, haja visto o desempenho de outros jogos, como meu querido Otogi que não conseguiu completar três anos de vida e já foi encerrado.


 

Dentro do jogo, a humanidade está ameaçada por seres de outra dimensão chamadas sirens, que foram criadas por um doutor para um objetivo diferente, porém, elas acabaram saindo do controle. Para combater essas criaturas, outra cientista criou cubos que transformam navios de guerra em seres vivos e inteligentes. Transforma navios em garotas, como escrevi acima. E apenas uma pessoa no mundo consegue interagir com elas e as faz crescer, sendo, também, o estrategista que as ajuda em momentos de crise. Essa pessoa é chamada apenas de “Comandante” que, no caso, somos nós. Nosso auxílio a elas é vasto. Não é apenas tático, demonstrando que o Comandante é uma pessoa experiente em batalha, mas é também um apoio emocional. Ele é o único que faz com que os cubos ressoem e consegue interagir com eles, ou seja, com o coração das shipirls. Apoio tático, apoio emocional e, também, apoio burocrático. O Comandante tem muitas afazeres e é muito querido pelas shipgirls. As interações variam de acordo com a personalidade das garotas, ora submissas, ora dominadoras, mas sempre querendo a atenção do Comandante.

 

Marco Polo

E, nesse evento mais recente, “The Fool’s Scales” (já encerrado) tivemos uma surpresa triste. Marco Polo, uma das shipgirls blueprint (uma variação das shipgirls que possui mais poder de combate que as normais) parece ter enlouquecido ou teve a mente dominada e foi usada para disseminar o caos. Não entrando muito em detalhes do enredo da história, Marco Polo é uma shipgirl que foi ignorada por suas companheiras e teve várias falhas e derrotas em seu caminho para tentar unificar duas facções e eliminar a ameaça das sirens de vez. Falhas e derrotas seguidas a fizeram emocionalmente frágil. Ninguém a levava à sério e ela não tinha o respeito de nenhuma de suas aliadas. Isso projetou nela uma baixa autoestima que a levou a ter um comportamento egocêntrico. “Eu salvarei o mundo”, “Eu mostrarei a elas”... Marco Polo deu sinais de que essas sucessivas derrotas a deixaram abalada. Foi, então, que as sirens aproveitaram para dominar sua mente fragilizada e a usaram para investir contra o mundo uma vez mais. Com a mente dominada, Marco Polo acreditou que era um emissário de Deus, que seria ela a salvadora do mundo.  Para deixar a história mais triste, Marco Polo acaba sendo traída por uma colega de conspiração, Clemenceu, e afunda. Ao menos, ao final da história, dá a entender que ela não afundou de fato, mas foi dada como morta e seu afundamento foi noticiado ao tribunal. Não ficou muito claro, mas dá a entender que isso aconteceu dessa forma.

 

Como comandante, eu espero que ela não tenha afundado de fato, que é morte certa para as shipgirls e que ela retorne e tenha uma história de redenção. Eu senti pena dela e percebi nela uma história triste como a minha. Muitas falhas, muitos erros, muitas derrotas e muita solidão. Eu me vi na Marco Polo. Com isso, tive pena. Espero que a Yostar possa fazer uma história de redenção para ela. Como comandante, farei o que eu puder, ou seja, vou trazê-la para a minha doca. Mesmo após três anos de jogo, eu ainda não a tenho em minha doca.

 

Para o primeiro evento de comemoração dos cinco anos do servidor internacional, achei essa história incrivelmente madura e triste. E o gancho para o próximo arco de história me dá arrepios. Uma siren que persegue a Rainha Elizabeth conseguiu sair de seu labirinto e seu alvo continua sendo a shipgirl mais mandona do jogo, a rainha. Promete ser incrível!

 

Azur Lane é um jogo em parceria da Yostar, Manjuu e Yongshi. Yostar é uma empresa que estava situada em Taiwan, mas que recentemente se declarou como empresa chinesa, com sede em Shangai e com escritório em Tóquio. Fundada em 2014, Yostar trouxe Azur Lane ao mundo em 2017!   



Postagens mais visitadas deste blog

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Outros Papos indica: Japanese Noodles Udon Soba Kyoto Hyogo

 Saboreiem! Um canal dedicado à culinária japonesa! Se gostarem, se inscrevam lá!

Traduções ideológicas

Hoje, no blog, não farei recomendações, mas sim uma sugestão. Há uma controvérsia em torno de alterações indesejadas em traduções e legendas de obras japonesas. Se os próprios japoneses começassem a traduzir e legendar seus animes para o Ocidente, essas distorções poderiam ser evitadas. Pergunto-me por que, até agora, os japoneses ainda não optaram por legendarem eles mesmos e disponibilizarem à venda discos com suas obras legendadas em outros idiomas. Isso certamente eliminaria o ruído ideológico e, sem dúvida, eu seria um dos consumidores da mídia física lançada por eles, com legendas "feitas em casa". Na administração, aprendemos que devemos apresentar não apenas os problemas, mas também as soluções. Portanto, considero essa a solução para o problema das alterações ideológicas em obras orientais.