Pular para o conteúdo principal

O belo vive!

 O Belo vive;  Sonhos na neve;  Alma limpa!

Hidive: Seitokai Yakuindomo!


Uma pérola no HIDIVE: Seitokai Yakuindomo

https://www.hidive.com/movies/seitokai-yakuindomo-the-movie





Na semana passada, eu mencionei o que estava assistindo via Crunchyroll. Hoje, quero deixar uma pérola que eu descobri na HIDIVE. A plataforma de streaming não tem a força e o alcance de suas concorrentes principais, e quase 99% de seus títulos estão em inglês, o que dificulta a sua divulgação e distribuição, mas ela possui muitas pérolas incríveis, como Blue Seed[1], que eu já divulguei aqui no blog. Hoje, quero comentar sobre outra pérola da plataforma: Seitokai Yakuindomo. Duas temporadas (13 capítulos cada) e um filme já estão disponíveis lá para nós!



A série Seitokai Yakuindomo foi produzida pelo estúdio GoHands, também conhecido pela série “K: Seven Stories” e possui um humor diferenciado e que me agradou bastante, pois é um humor erótico, politicamente incorreto e sem lacração. Eu considerei essa mistura excelente, pois é uma quebra de paradigma e uma coragem incrível dos seus realizadores. A sinopse está escrita aqui embaixo.  

A série tem como sinopse (My Anime List): “On his first day of high school at the formerly all-girl's Ousai Private Academy, Takatoshi Tsuda is called out for his untidy uniform by the student council president Shino Amakusa. In apology for delaying Takatoshi for his first class—and stating that the group needs a male point of view to accommodate the arrival of boys at the school—Shino offers him the position of vice president of the student council. Though unwilling, Takatoshi finds himself appointed as the newest member of the student council having yet to even step foot inside the school building.

Takatoshi soon realizes that the other student council members who are more than a little strange: President Shino, who is studious and serious in appearance, but actually a huge pervert, fascinated with the erotic and constantly making lewd jokes; the secretary Aria Shichijou, who may seem like a typical sheltered rich girl, but is just as risque as the president, if not more so; and finally, the treasurer Suzu Hagimura, who may act fairly normal, but has the body of an elementary school student and is extremely self-conscious of it. Surrounded by these colorful characters, the new vice president must now work through a nonstop assault of sexual humor and insanity.

[Written by MAL Rewrite]”




Sim, a série é polêmica para os que cresceram com o politicamente correto, que pregam que “piadas matam”, mas é uma série normal para quem viveu a vida assistindo a Trapalhões e outros comediantes politicamente incorretos. Em uma época em que não se pode contar uma única piada, sem ter uma centena de lacradores ofendidos querendo pedir a cabeça do coitado do comediante, ter uma série como essa é uma salvação. Por exemplo, no filme, enquanto a direção mostrava a cena de um pouso de um avião, e a câmera passeava pelo interior da aeronave (uma cena linda, por sinal), nós somos apresentados aos diálogos dos passageiros, das aeromoças e dos pilotos. Tudo piada erótica, até com o piloto dizendo que comeu a mulher do copiloto e todos caindo na gargalhada. Com isso, o autor da série mostrou que as piadas contadas pelos personagens principais são moralmente aceitáveis dentro da sociedade em que eles vivem, ou seja, os personagens são normais (heheheh).

E os personagens são incríveis. Todos são carismáticos em seu próprio estilo, como a Suzu que tem complexo de sua estatura (ele é muito baixa) e se irrita quando é confundida com uma criança do ensino fundamental (uma das poucas piadas que não possuem conteúdo sensual na série inteira), ou sonha em ter um corpão bem desenvolvido. Ela quase sempre é representada por uma setinha que informa que ela está presente na cena, pois nem sempre ela aparece na tela por ser baixinha (hehehe). Ou a Tsuda Kotomi, irmã do personagem principal, que é tão jogada na vida, e coloca o irmão em tanta situação constrangedora, que acho que ela é mais experiente que o próprio.

E tudo fica muito engraçado com o esquema de piadas do Japão, no qual um personagem fala uma bobagem e um outro o corta com uma fala normal, ou um pensamento racional, e essa é a função do Tsuda que, muitas vezes, precisa aturar as piadas sujas e responder a elas com expressões que maximizam a força da piada dita. É um sistema muito bem construído. E tudo se potencializa quando elas contam a piadinha erótica e o diretor resolve desenhá-las de maneira fofinha. Meu Deus, como fica engraçado! É um gênio quando mistura a fofura, um símbolo de inocência, com a piada que elas estão contando. A mistura contraditória torna a piada ainda mais engraçada, pois usa o visual adequado.



Se você tem interesse em piadas politicamente incorretas e gosta de uma comédia que trata do cotidiano, essa série é para você, meu caro leitor. Caso queira assistir a ela, pois o segundo filme já foi anunciado e está chegando, assista de forma oficial via HIDIVE.  



[1] Leia mais aqui: <https://www.outrospapos.com/2019/08/blue-seed-retornou.html>

Postagens mais visitadas deste blog

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Outros Papos indica: Japanese Noodles Udon Soba Kyoto Hyogo

 Saboreiem! Um canal dedicado à culinária japonesa! Se gostarem, se inscrevam lá!

Traduções ideológicas

Hoje, no blog, não farei recomendações, mas sim uma sugestão. Há uma controvérsia em torno de alterações indesejadas em traduções e legendas de obras japonesas. Se os próprios japoneses começassem a traduzir e legendar seus animes para o Ocidente, essas distorções poderiam ser evitadas. Pergunto-me por que, até agora, os japoneses ainda não optaram por legendarem eles mesmos e disponibilizarem à venda discos com suas obras legendadas em outros idiomas. Isso certamente eliminaria o ruído ideológico e, sem dúvida, eu seria um dos consumidores da mídia física lançada por eles, com legendas "feitas em casa". Na administração, aprendemos que devemos apresentar não apenas os problemas, mas também as soluções. Portanto, considero essa a solução para o problema das alterações ideológicas em obras orientais.