segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

O primeiro ano do presidente Bolsonaro!






Completamos um ano de gestão do governo do presidente Jair Bolsonaro e acredito que o saldo desse primeiro ano foi muito positivo. Começamos a enxergar como o presidente pensa e como ele está lidando com os inúmeros problemas deixados pelas desastrosas gestões da esquerda. É óbvio que ele não agradou a todos. Eu mesmo não gostei da forma como ele lidou com certos assuntos, mas a falibilidade é normal em qualquer gestão e o erro é importante para o aprendizado, então, acredito que está tudo indo bem acima da média. Eu vou começar pelo erro e depois ir para os acertos! 

O Maior Erro

Vou começar com o ponto negativo que consegui enxergar na gestão dele. Ponto que ele poderia ter feito diferente. Vamos lá! Existe uma certa confusão quando se interpreta a letra fria da lei como ela está escrita (ipsis litteris). Fazendo isso, de fato, nenhum poder pode sofrer interferência de outro poder. Existe a independência dos poderes, quando em harmonia e isso é fato. Entretanto, um poder está sob a vigilância do outro poder, tornando essa independência passível de ser revista em um sistema de “freios e contrapesos”. Por exemplo, um ministro do STF pode sofrer impeachment seguindo regras estabelecidas pelo Senado. Se houver risco à harmonia dos poderes, um poder pode interferir em outro. Em caso extremo, o presidente pode, inclusive, fechar os demais poderes de forma legal e democrática.

Com o avanço do combate à corrupção, um centro político se endureceu e protegeu o STF, formando uma situação atípica do comportamento das casas. Não há harmonia quando um STF abre inquérito de ofício, ou quando o Senado finge que nada vê. Não há harmonia quando as casas ultrapassam os limites legais de seus poderes e funções. O presidente tinha, e  ainda tem, poder para interferir, mas não o faz. Resultado disso: o STF derrubou a prisão em segunda instância e soltou inúmeros criminosos, pois não existia um freio que parasse suas ações. Tornou-se um perigo nacional.

E é um erro que dá para entender, pois o presidente olhou para o caso do Chile e viu como conturbada está a sociedade daquele país. Ele preferiu não pisar nesse caminho. Ele optou por não forçar um atrito ainda maior com os outros poderes. Poderia ter feito diferente? Sim.

Como podemos lidar com essa situação: temos que forçar o Congresso a agir. Não temos outra solução. O Exército não vai fazer nada. Minha opinião, porém, continua a mesma, isto é, continuo acreditando que nenhuma manifestação pacífica surtirá efeito em um Congresso como esse que está aí.

Os Acertos

Que time campeão de ministros que ele montou! O presidente fez um trabalho maravilhoso e digno de aplausos. Ao invés de escrever sobre cada um deles, vou deixar aqui um resumo do que fez o ministro de cada pasta, muito em vídeo. É apenas um resumo, porque é muita coisa! E segue o baile!

Meio Ambiente



Justiça[1]

“Nos primeiros oito meses do ano, houve redução em todos os nove crimes registrados na plataforma Sinesp com base nos boletins de ocorrência dos Estados e do Distrito Federal.

Destaque para a queda no número de  homicídios: menos 22% em todo o país, em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram mais de 6.900 vidas preservadas.

Queda também nas ocorrências de estupro (- 10,5%), furto de veículos (- 11,1%), lesão corporal seguida de morte (- 4,7%), latrocínio (- 21,7%), tentativa de homicídio (- 6,6%), roubos às instituições financeiras (- 36,4%), de cargas (- 22,9%) e de veículos (-24,9%) também registraram queda.”

Educação

Sigam o ministro e vejam a evolução. Aqui apenas um trechinho do avanço do governo!





Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.





Ministério da Fazenda






Relações Exteriores



Seria impossível colocar tudo aqui, por isso, volto a afirmar que coloquei apenas um pequeno trecho de cada um. E ainda faltou informação. Muita! O governo realmente trabalhou! A Conclusão que eu chego é de que o Brasil está no caminho certo e de que o presidente e sua equipe estão acertando mais do que errando. Foi um ano de muitas conquistas para o Brasil e de muita evolução para a nossa sociedade. 



  



[1] https://www.novo.justica.gov.br/news/politicas-publicas-eficazes-e-integracao-resultaram-na-reducao-da-criminalidade-violenta

Poemas no Twitter III

 Enfim, o último poema lançado no Twitter e fechando essa semana.