Pular para o conteúdo principal

Outro Papos indica Little V Mills

 O belo também é harmonia musical, então, indicar o canal de um metaleiro que não somente faz covers de anime songs (anisongs) como também as adapta para o metal, é indicar o belo. Pode parecer estranho, mas o metal possui beleza, principalmente se o trabalho for rigoroso como o dele. Ele adapta para o heavy metal, ele canta e ainda canta em japonês. E a  beleza no heavy metal é multifacetada, indo desde o visual rebelde até a exuberância teatral, sempre refletindo a diversidade e a criatividade desse gênero musical.

Le Bistrot Gourmet!


Le Bistrot Gourmet
Uma nova visita




Ir a um restaurante não é apenas uma atividade para alimentar o corpo. Em determinados momentos, é uma forma de parar tudo e alimentar a alma com um bom descanso e sabores especiais. Nós corremos tanto para realizar diversas atividades que, em determinados momentos, a bateria esgota. Nestes momentos, precisamos parar e descansar. Para mim, um excelente descanso é apreciar uma boa refeição.

Levo em consideração o ambiente, a cordialidade, a paz e, é claro, os pratos que devem ter boa apresentação e estimular o paladar. No final de agosto, precisei recuperar as energias e visitei um restaurante que há muito não frequentava: Le Bistrot Gourmet.

“Estamos localizados em um casarão no bairro Boa Vista, em Porto Alegre (RS), onde o charme e a elegância da construção são ressaltados pela natureza exuberante que divide o espaço com as mesas no jardim, na área externa coberta e no jardim de inverno com lareira. Aqui, ambientes, sabores diferenciados e uma equipe qualificada se unem para proporcionar uma experiência sensorial única. Venha nos conhecer, seja bem-vindo!”

O cardápio[1] é enxuto. Para a ocasião, pedi uma salada com queijo de cabra e, como prato principal, um medalhão de filé com fettuccine. Foi entregue uma cesta de pães. Estava com minha mãe e a ela foi oferecido um creme de ervilhas como acompanhamento.




Nos sentamos em uma mesa localizada do lado de fora do restaurante, pois o bairro residencial oferece esta proposta de descanso e tranquilidade. Os pratos foram servidos em tempo muito hábil, quase não havendo espera entre eles. Provei primeiro a cesta de pães e só posso dizer que é um trabalho cuidadoso do chefe. São delicados, crocantes e com sabores sutis. Esperar a entrada foi muito satisfatório com esta cestinha agradável.





Em seguida, chegou a salada. Que combinação incrível! O confiture de tomates, aliado ao queijo gratinado e às folhas verdes, trouxe um balanço harmônico ao sabor agridoce. Um agridoce extremamente delicado. Experimentei as azeitonas e o pão árabe em separado e gostei do sabor que eles proporcionam. Algo muito leve e com toques ácido e açucarado. Só posso perceber que houve um estudo muito rigoroso para conseguir apresentar estes sabores equilibrados.





Então, foi entregue o prato principal: o medalhão de filé com fettuccine na manteiga de ervas. Pedi ao ponto. Geralmente, em alguns restaurantes, o chefe tem dificuldade em acertar o ponto da carne. Já presenciei restaurantes nos quais o pedido de carne ao ponto é entregue de forma grotesca. Por exemplo, uma carne sangrando de tão vermelha, quase mugindo. Aqui não. Neste momento não. Ponto certo no preparo da carne. Carne macia, suculenta e rosada. O fettuccine veio no ponto certinho também. E um sabor intenso do molho de mostarda que combinou direitinho com a suculenta carne ao ponto. A manteiga de ervas também estava precisa. Fiquei trocando os molhos, ora com a carne, ora com o macarrão. Delicioso.

Atendimento

Os garçons foram extremamente aplicados e gentis. Em um determinado momento, a mesa balançou (sem querer eu me apoiei nela) e o garçom imediatamente colocou um calço para evitar que ela se movesse novamente. Todos bem cordiais e respeitosos.


Conclusão

No fim, com um banquete bem servido, paz e sossego, consegui recuperar um pouco das energias e me senti renovado.  A casa merece um respeitoso 10 e me fez querer retornar. E, pelos motivos apresentados, assino embaixo a declaração do próprio restaurante:

“Com uma equipe de qualificação internacional, oferecemos um cardápio que traz diversas especialidades da gastronomia contemporânea. À frente da cozinha, o chefe português Luis Serra está sempre em busca da melhor expressão dos ingredientes, cuidadosamente selecionados, refletindo qualidade e sabor em cada prato.

Já no comando da confeitaria e da padaria, o chefe Gabriel Durante se dedica ao artesanal, criando produtos únicos, elaborados mesclando técnica e rusticidade. O esforço dos nossos profissionais se traduz no surpreender e gerar encantamento em todas as etapas da sua refeição.”








[1] Cardápio: <http://www.lebistrot.com.br/assets/file/LB-almoco.pdf>

Postagens mais visitadas deste blog

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Outros Papos indica: Japanese Noodles Udon Soba Kyoto Hyogo

 Saboreiem! Um canal dedicado à culinária japonesa! Se gostarem, se inscrevam lá!

Traduções ideológicas

Hoje, no blog, não farei recomendações, mas sim uma sugestão. Há uma controvérsia em torno de alterações indesejadas em traduções e legendas de obras japonesas. Se os próprios japoneses começassem a traduzir e legendar seus animes para o Ocidente, essas distorções poderiam ser evitadas. Pergunto-me por que, até agora, os japoneses ainda não optaram por legendarem eles mesmos e disponibilizarem à venda discos com suas obras legendadas em outros idiomas. Isso certamente eliminaria o ruído ideológico e, sem dúvida, eu seria um dos consumidores da mídia física lançada por eles, com legendas "feitas em casa". Na administração, aprendemos que devemos apresentar não apenas os problemas, mas também as soluções. Portanto, considero essa a solução para o problema das alterações ideológicas em obras orientais.