Pular para o conteúdo principal

Faces de Deus: Carta A Um Irmão II




Explicação sobre o Livro de Mateus

Graça e Paz, querido irmão! O evangelho de Mateus é assim ordenado: “Mateus discute a linhagem, nascimento e início da vida de Cristo nos dois primeiros capítulos. Daí, o livro discute o ministério de Jesus. As descrições dos ensinamentos de Cristo estão organizadas na forma de "discursos", como o Sermão da Montanha nos capítulos 5 a 7. Capítulo 10 envolve a missão e propósito dos discípulos; capítulo 13 é uma coleção de parábolas, capítulo 18 discute a igreja, capítulo 23, começa um discurso sobre hipocrisia e o futuro. Os capítulos 21 a 27 discutem a prisão, tortura e execução de Jesus. O capítulo final descreve a ressurreição e a Grande Comissão”. Leia mais clicando aqui.


O livro de Mateus é, por isso, mais que a descrição do Reino, é a descrição da postura do cristão, de ser igual a Cristo, da mensagem do amor e, portanto, da salvação. Reforço estas palavras com o site dos capuchinhos: “Assim, os textos da Escritura neste Evangelho confirmam a fidelidade aos desígnios divinos e, simultaneamente, a novidade da Aliança em Cristo”.




A Graça se manifesta e pede o agir em amor

Obrigado por citar Efésios. IBAB: “A graça de Deus é a oportunidade, chance, concessão, permissão, autorização que Deus concede à humanidade para que experimente sua bondade e participe de seus atos bondosos. [Isaías 55.6; 2Coríntios 8.1]”, ou seja, está em conformidade com meu texto e pensamento, pois mostra a graça como sendo um dom que deve ser exercitado. Deus quer participação! A graça não é de graça. Ela foi paga por Cristo na cruz, mas é desejo de Deus que façamos parte dessa mudança, por isso, Ele nos dá mais informações sobre esse processo. Informações que podem ser achadas aqui: “Os crentes são exortados a crescer “na graça” (2 Pe 3.18); na busca desse crescimento, tornam-se recipientes do favor imerecido que procede do Senhor. O crescimento na graça não é obtido por meios naturais, mas se dá através do estudo da Palavra de Deus (2 Pe 1.2-3,5-6,8). À medida que um crente em Jesus cresce na graça, o fruto do Espírito se torna manifesto através da vida dele ou dela (Gl 5.22-23), levando a pessoa a uma conformidade com a imagem e semelhança de Cristo (Rm 8.29)



O parágrafo acima mostra o processo quase concluso da salvação pela graça. 1º- Aceitar a Cristo, 2º- Crescer na Graça pelo Estudo, 3º- O fruto do Espírito se tornar manifesto na vida da pessoa, ou seja, que ela comece a agir em amor e, por fim, 4º- Estar em conformidade com a imagem e semelhança de Cristo. Desta forma voltamos ao meu texto original, no qual cito que Deus é amor. Se a conversão da pessoa for verdadeira, ela se tornará uma pessoa capaz de amar ao próximo, de doar ao próximo, de dar valor ao próximo, ou seja, como afirmei: “O Cristo torna-se a necessidade do agir, a palavra em movimento que promove mudanças e cria. E qual seria essa palavra que Cristo promove? Nada mais lógico que o amor, como afirma o padre Robson de Oliveira, C.Ss.R.- Reitor da Basílica de Trindade- “Vale ressaltar que o movimento do Encarnado na história não foi uma aparição miraculosa ou fantástica, mas, sobretudo, a concretude do amor em carne. O amor do Pai torna-se carne (sarx). Por isso, Jesus é Sacramento do Pai Eterno. Não estamos defrontes a um Deus mágico, mas perante um Deus que teve que aprender a ser humano. Um Deus que “não responde, pergunta. Não soluciona, põe em conflito. Não facilita, dificulta. Um Deus que não gera meninos, mas faz adultos” (Inácio Larrañaga)”.




Salvação e Obras- Um relacionamento

E aqui entramos na fase da salvação de Deus. Se a pessoa entendeu a misericórdia de Deus, então, ela produzirá bons frutos, desde que sua fé seja verdadeira. Já desse modo, podemos dizer que existe causa e efeito na relação “salvação e obras”. Como em Tiago 2: 14 “Meus irmãos, que proveito há, se alguém disser que tem fé mas não tem obras? Pode semelhante fé salvá-lo?” Como afirmei em uma mensagem bem acima, não basta sentar em um banco de igreja e achar que está salvo. Você precisa agir em amor (vide meu texto anterior) para provar que é nova criatura em Deus. Em Mateus, novamente, vemos os frutos da salvação pelas boas obras: “E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver”. (Mateus 25:33-36) Ou seja, para mostrar verdadeira salvação, o salvo mostrará obras e herdará o reino. Se ele mostra boas obras, a consequência é a salvação, pois já se faz nele a imagem e semelhança de Cristo.


Existe, então, um resumo interessante.

1º- Salvo pela Graça, apenas com obras que comprovem essa mudança e embasem sua fé;
2º-  Salvo pelas obras, significa que manifestou o amor de Deus tornando-se imagem e semelhança de Cristo, ou seja, manifestando-se a Graça. Uma pessoa que ama ao próximo.


Encerro essa parte com o texto de Marcos Vinícius: “Não está, por acaso, no âmago da confissão da fé de um convertido o confessar Jesus como Senhor (Romanos 10:9)? E se dissemos que Jesus é Senhor, não quer dizer que somos escravos, para praticar obras de obediência? Devemos escolher entre a confissão sem as obras (Lucas 6:46), somente pela fé (Tiago 2:19) ou a obediência de coração ao ensino do Senhor (Romanos 6:17), certos de que cada um de nós comparecerá perante o tribunal de Cristo para sermos julgados de acordo com nossas obras (2 Coríntios 5:10)”.


E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras”. (Apocalipse 20:12)




Concluindo e pedindo perdão

Eu fiquei cansado de tanto escrever, por isso vou resumir a resposta para a segunda mensagem. A salvação de Deus vai da escolha e do entendimento de cada um, sendo que há escolhas e justificativas para cada ato, de cada religião. Fiquei um pouco desmotivado agora, pois o que você escreve já foi respondido por outras pessoas, em comentários anteriores. Peço que me perdoe. Dá para ler acima, outros usuários, se preferir. Como afirmei, se a religião religar Deus e o Homem, através do crescimento em amor, ele demonstrará boas obras e, portanto, manifestará nele a graça da salvação. E cada igreja possui suas formas de louvar e adorar a Deus, fazendo com que a pessoa cresça. Eu tive a presença firme do milagre do amor de Deus em muitas igrejas, provando que a misericórdia do senhor abraça a todas.



Fique na Paz e um forte abraço!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…