segunda-feira, 9 de março de 2015

Faces de Deus: Carta A Um Irmão I



Saudações! Na verdade, somente Deus sabe quem sobe. Ninguém mais e eu afirmo isso na humildade, pois muitos acreditam que estão salvos e não estão. Aqui temos o exemplo disso: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade”. (Mateus 7:20-23)


Nesse trecho temos crentes que faziam a obra, mas que não subiram por causa de atitudes erradas, como a de ofender a crença de outro, considerando que apenas uma religião (latim: religio.onis) possui a verdade. Entre outros erros mais graves. Eu tenho segurança e fé em quem tenho crido e sei que Ele é justo, por isso mesmo deixo a Ele o encargo do julgamento. É um erro comum julgar-se salvo e essa é uma segurança que pode levar o homem ao erro, e como não quero cair nesse erro, afirmo que somente Deus sabe quem sobe. Dessa forma, faço o meu melhor e com mais tranquilidade, sempre me esforçando. Principalmente, porque sei que o ego atrapalha no julgamento de si mesmo.


Sobre a sua verdade de que Deus está unicamente em uma religião, eu a considero errada, por isso, não compartilho dessa ideia. Eu compreendo esse erro, mas a figura de Jesus é mais que messiânica e Ele dá pistas do que Ele quer dizer com o “único caminho”. Eu explano sobre isso, nesse texto (Faces de Deus).



Leia atentamente e verá que Jesus é o caminho do agir em amor e misericórdia. A figura d’Ele não é de apenas um messias, mas de um exemplo (símbolo) a ser seguido, pois Ele é o Verbo e todo verbo traz uma ação consigo, portanto, toda a religião que ligue o humano ao divino é uma forma de relacionamento, por isso, o Cristianismo, o Budismo, o Xintoísmo são religiões e relacionamentos. Se houver o agir em amor em alguma religião, ela ligará você a Deus. No link que deixei, assim escrevi: “O Caminho, então, é o Verbo que age (amar), criando o fenômeno (salvação), através da ocorrência (nascer novamente), para o desejo (ajudar, amar, salvar). E aqui está o segredo: "Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus, e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor"- (I João 4:7,8).


Desse modo, a pessoa é julgada por suas obras, como afirma esse trecho: “E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante de Deus, e abriram-se os livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras”. (Apocalipse 20:12)


E a obra que Deus deseja é resumida pelos atos de misericórdia. Alimentar o pobre, vestir o que está nu, não deixar seu irmão chorando sozinho no quarto, compartilhar e ouvir a dor do próximo, enfim, que nos portemos como Jesus se portou ao repartir o pão e o peixe. Agir em amor.


Sobre minha experiência de vida, eu deixo o meu novo livro como leitura, pois eu presenciei o amor de Deus em várias religiões e isso me fez acreditar que todas as religiões que preguem o amor são provenientes de Deus e, portanto, religam o homem a Deus (salvação).


Fique na Paz!