Pular para o conteúdo principal

O perigo do comunismo!


O comunismo é um problema sério. Se você se identifica como um admirador da esquerda, peço que pesquise mais. Leia e assista ao que eu aqui indicar. Estou colocando poucos textos, pois a intenção é apenas despertar o interesse. Vamos aos pontos:


1-    O problema do cálculo econômico

Em uma economia socialista, o Estado controla todas as decisões do país, incluindo movimentações, liberdades, preços, isto é, o Estado é o “pai” que deve controlar tudo para melhor distribuir. Acontece que o controle de preços é uma interferência mortal no ciclo econômico. Preços e lucros informam aos produtores e consumidores dados valiosos sobre quem está produzindo, quem está distribuindo e quem está consumindo. Quando o Estado interfere nessa regulação natural destrói por completo o ciclo racional da economia. Ninguém mais entende nada, pois ninguém mais possui dados reais sobre o ciclo econômico e isso resulta em escassez de produtos e serviços.



Hans-Hermann Hoppe[1]: “E sem esse cálculo de preços, é impossível haver qualquer racionalidade econômica — o que significa que uma economia planejada é, paradoxalmente, impossível de ser planejada.  Sem preços, não há cálculo de lucros e prejuízos, e consequentemente não há como direcionar o uso de bens da capital para atender às mais urgentes demandas dos consumidores da maneira menos dispendiosa possível”. 

Isso gera escassez, desemprego e fome, evidenciando que o socialismo distribui pobreza. Veja Cuba, Coreia do Norte e Venezuela como exemplos dá péssima distribuição de renda, e de exemplos de desigualdades que levaram o povo à miséria.





A má distribuição de renda

A interferência do Estado  ocasiona a má distribuição de renda, inclusive em países socialistas que possuem um poder econômico maior. É gritante a diferença entre um discurso ideológico pela igualdade de classes e sua verdadeira implementação. Quando o Estado se agiganta, diminuem as liberdades do povo e, portanto, o povo sofre.

IPEA[2]: “Já a Rússia apresenta profundas raízes históricas de desigualdade, com Coeficientes de Gini (que medem a desigualdade) historicamente flutuantes, grande proporção da economia paralela, nível moderado de renda, desemprego oculto, elevada diferenciação dos salários entre os setores da economia. (...) A China tem uma história de desenvolvimento bem-sucedido, mas aumentaram as desigualdades interpessoais, existe desigualdade regional no acesso à saúde e educação, há uma estrutura econômica dupla, que abarca o setor industrial moderno e o setor agrícola tradicional.”



2-    A Implementação do Comunismo (Morte, Fome e Miséria)

A estrutura social de um país não se desenvolve naturalmente para o controle dos cidadãos por uma classe política opressora. É necessário provocar essa situação. A implementação do socialismo é sempre forçosa, mediante uma revolução, cuja intenção é sempre roubar o poder e manter cativo um povo. Um combate travado em diversas esferas, incluindo a educacional e cultural. 
 
Uma sugestão de leitura interessante foi  feita por Alexandre Borges[3] e peço que procurem por este livro: “Qualquer bípede que leia “Arquipélago Gulag”, a obra monumental e definitiva de Alexander Soljenítsin, sabe do que estou falando. Soljenítsin ficou onze anos preso num campo de concentração da URSS mas sobreviveu para contar ao mundo não apenas sua experiência pessoal mas também para oferecer uma reflexão única sobre o que levou ao regime, suas implicações reais na vida da população e como as idéias de Marx e Lênin não foram “deturpadas”, muito pelo contrário, o comunismo soviético foi a consequência natural e direta daquela ideologia.”






3-    Ausência de liberdades

Em países comunistas, as liberdades individuais nada valem. Por exemplo, recentemente Cuba está proibindo o casamento entre pessoas do mesmo sexo. O mesmo vale para a Rússia. Eles usam minorias para conseguir penetrar politicamente, promovem as lutas de classes para alimentar o ódio que eles mesmos usam para dominar o povo e, então, descartam essas minorias ou as oprimem de forma pior.






Concluindo


O comunismo é um perigo para qualquer sociedade, pois carrega consigo, através de uma revolução muitas vezes sangrenta, morte, pobreza, miséria e opressão de liberdades.  




[1] Por que o socialismo irá fracassar, lido em 19/12/2018 em: <https://mises.org.br/Article.aspx?id=459>
[2] IPEA lido em 19/12/2018 em: <http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&id=21884>
[3] O Comunismo deve ser proibido por lei, lido em 19/12/2018, em: <https://www.gazetadopovo.com.br/blogs/alexandre-borges/2017/07/27/o-comunismo-deve-ser-proibido-por-lei/>

Postagens mais visitadas deste blog

Outros Papos Indica: O Cérebro que se Transforma

Norman Doidge é psiquiatra, psicanalista e pesquisador da Columbia University Center of Psychoanlytic Training and Research, em New York, e também psiquiatra da Universidade de Toronto (Canadá). Ele é o autor deste livro que indico a leitura. O livro, segundo o próprio editor, “reúne casos que detalham o progresso surpreendente de pacientes” que demonstram como o cérebro consegue ser plástico e mutável. Pacientes como Bárbara que, apesar da assimetria cerebral grave, na qual existia retardo em algumas funções e avanço em outras, conseguiu se graduar e pós-graduar. Um espanto para quem promove a teoria de que o cérebro humano é um órgão estático, com pouca ou nenhuma capacidade de se adaptar. “ Creio que a ideia de que o cérebro pode mudar sua própria estrutura e função por intermédio do pensamento e da atividade é a mais importante alteração em nossa visão desse órgão desde que sua anatomia fundamental e o funcionamento de seu componente básico, o neurônio, foram esboçados pela p

TOP 3 de séries que merecem remake!

 Existem muitas séries da década de 90, na minha opinião, que mereciam um remake (manter a obra original, apenas contando novamente a história, com a tecnologia atual disponível). Vou citar aqui 3 delas. Estas séries foram escolhidas, pois são séries que ainda mexem comigo, que ainda gosto e que ainda lembro delas como se tivesse as assistido ontem. Esse foi o critério de seleção para esse simples TOP 3, de séries da década de 90, que mereciam um remake.  Oh My Goddess A série mesmo começou em 1988, encerrando-se em 2014, contendo um total de 48 volumes. Ela entra na lista por conta do seu primeiro OVA, lançado em 1993, cabendo perfeitamente nessa lista. A animação realizada pelo studio AIC foi uma das mais belas que já vi e promoveu a criação de outras séries, sendo que a última, se não me engano, terminou em 2013, com outro OVA. Já se passaram quase 10 anos desde a sua conclusão. Um remake dessa série, contando-a do começo a o fim, seria uma ótima celebração. O mangá vendeu mais de 4

Antologia Scortecci 40 Anos!

Antologia para edição especial de aniversário de 40 anos da Scortecci editora, para a 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo (2022) e, enfim, para ser a edição comemorativa dos 100 anos da Semana de Arte Moderna. Como as poesias já fazem parte desse blog, não faria sentido reescrevê-las, então, deixo aqui cópias das páginas da minha colaboração. Foi uma honra poder ter participado de tão nobre edição comemorativa. Obrigado pela oportunidade.     Primeira parte: Segunda parte: