Pular para o conteúdo principal

Outros Papos indica: Howl's Moving Castle

Revisão: Copilot Sengoku Youko trouxe à tona muitas das minhas lembranças. Uma delas, que me enche de saudade, foi quando levei minha avó para assistir a Howl’s Moving Castle e testemunhei sua maravilha diante dos detalhes desse magnífico filme do grande mestre Hayao Miyazaki. Durante a semana de Sengoku Youko , aprendi uma lição importante sobre a brevidade da vida. Minha avó partiu há algum tempo, mas sua lembrança permanece forte em meu coração. Clique na imagem para comprar via Amazon. Data do print: 03/04/2024 Howl’s Moving Castle (ou O Castelo Animado em algumas traduções) é um filme de animação japonês lançado em 2004 , escrito e dirigido por Hayao Miyazaki . O filme é baseado de forma livre no romance homônimo de 1986 , escrito pela autora britânica Diana Wynne Jones . A história se passa em um reino fictício onde a magia e a tecnologia do início do século XX coexistem, em meio a uma guerra com outro reino. A protagonista, Sophie , é uma jovem chapelaria que é transformad

Símbolos, os Animês e Mangás

Como Compreender Símbolos




Este é um guia rápido da Editora Senac, de São Paulo, sobre a simbologia nas artes, escrito por Clare Gibson, que é especialista na área. Comprei este livro, pois ele contêm explicações para diversos simbolismos que vemos em animações japonesas e nos quadrinhos também, além de outros símbolos de diferentes culturas. Segundo a sinopse:

O essencial para desvendar imagens e sinais na arte, em um livro pequeno no formato e amplo no conteúdo:
- A linguagem do simbolismo: as pistas e mensagens que artistas e anônimos, desde os tempos remotos, codificaram em seu trabalho.
- Os tipos de símbolos: os sagrados, os pertencentes a um sistema específico, os indicadores de uma identidade e os alegóricos.
- As diferenças e as semelhanças: comparações reveladoras entre símbolos de culturas e povos de todas as partes do mundo. (Site da Saraiva)

O livro explica os simbolismos e eu os inseri dentro do contexto com exemplos advindos de um animê e de um mangá, mas antes de entrar no conteúdo do livro, uma pequena explicação sobre símbolos. Segundo António Fidalgo- Semiótica Geral (1999: 18), “Símbolos são signos em que, não havendo uma relação de semelhança ou de contiguidade, há uma relação convencional entre representante e representado. Os emblemas, as insígnias, os estigmas são símbolos. A relação simbólica é intencional, isto é, o simbolizado é uma classe de objetos definida por propriedades idênticas”.  Em outras palavras, é um jogo de significados. Um autor projeta um símbolo cultural, em um personagem, e incorpora ao mesmo a definição que tal símbolo traz consigo. Um exemplo prático: ao desenhar uma policial, usando-se do símbolo da polícia, o autor dá a personagem todo o significado que aquela entidade possui. Ela coloca na personagem o significado do que venha a ser uma policial, através dos símbolos que representem a entidade na sociedade.

You're Under Arrest


Isso pode ficar muito complexo, quando o autor usar símbolos milenares em suas obras. Em se tratando de animês, isso é frequente, então, a leitura deste guia prático é importante para desvendar o que o autor deixou subentendido através de algum símbolo que o personagem venha a ter. Vou explicar com dois quadros. Cliquem para ampliar e desculpem a qualidade, fiz no paint, no sábado à noite. E domingo apliquei alguns efeitos na imagem, com um programa gratuito. Desculpem!


A arma usada por Shurato, na verdade, segundo o livro, é um Varja que simboliza as qualidades de suprema autoridade, irredutibilidade e iluminação da lei budista. Como devem lembrar, Shurato representava tudo isso. É o símbolo religioso determinando significados para o personagem. Ao compreender o significado do símbolo, fica evidente todos os demais aspectos relacionados ao "Poder de Shuuraaaaa!"


Shurato e "Como Compreender Símbolos"- pg 111




Até mesmo um simples ideograma é fonte de um significado poderoso. Como sabem, ao atacar, ou defender-se, o Cavaleiro de Ouro de Virgem (Lost Canvas) evoca o poder de um simples ideograma que verbalizado determina o som de "OHM". Um som que, segundo Clare Gibson, possui ressonância divina nas tradições sagradas da Índia e representa os poderes combinados de Brahma (criação), Vishnu (preservação) e Shiva (destruição).  



Capa de Lost Canvas 8 e "Como Compreender Símbolos"- pg 123




O conhecimento do significados destes símbolos é importante para ampliar nossos horizontes e nos fazer entender melhor o que está acontecendo, ou seja, o que o autor, em seu enredo, tenta transmitir com o uso destes signos, destes símbolos. Ao saber o que eles significam, tenho certeza, a história melhora, o interesse aumenta e o poder da cultura é entendido em sua totalidade. Vai dizer que, agora que conhece o significado de "OHM" (Lost Canvas), o impacto deste golpe não aumenta? Claro que sim! 




Se quiser ter este maravilhoso guia, encontre-o aqui (clique para ir até a Saraiva)

Postagens mais visitadas deste blog

Ghost in the Shell

Máquinas vivas; Um fantasma surge; O homem virtual. Ghost in the Shell está mais próximo do que pensamos! 

Boushoku no Berserk

Berserk of Gluttony: Uma Série Que É Meu "Pecado"! Boushoku no Berserk (Berserk of Gluttony) - Pictures - MyAnimeList.net Fate é um jovem que acreditava ter uma habilidade inútil chamada "Gula", que o mantinha constantemente faminto. Ele era um vassalo em uma casa de cavaleiros sagrados, onde era tratado com desdém, nutrindo uma paixão secreta pela cavaleira Roxy Hart. Ela destaca-se como a única guerreira nobre em um mundo dominado por cavaleiros que abusam de seu poder para oprimir o povo. Quando Fate acidentalmente mata um ladrão enquanto ajuda Roxy, ele descobre que sua habilidade de "Gula" vai além do que parecia. Esse evento o faz perceber os aspectos positivos e negativos de seu "pecado". Comprometido a proteger Roxy, ele decide usar seu poder em prol da casa daquela que sempre o tratou com humanidade e respeito. Baseada em uma novel escrita por Ichika Isshiki , com arte de fame , "Berserk of Gluttony" é serializada desde 2017,

Ciclos de revolução: A Quarta Revolução!

Ciclos de Revolução: A Quarta Revolução Revisão: ChatGPT Estamos vivenciando a quarta revolução industrial/tecnológica, e muito tem sido discutido sobre os potenciais danos que esta revolução pode causar ao tecido social, incluindo desemprego e outras adversidades. Procuro refletir sobre o futuro com base no passado, observando no presente os mesmos receios que nossos antepassados enfrentaram nas três revoluções industriais anteriores. Começo com uma conversa que tive com uma taxista, para então discorrer sobre algumas das revoluções passadas. Durante uma parada em uma lanchonete que estava instalando terminais de autoatendimento no último ano, tive uma conversa: “Taxista: --- Estão instalando essas máquinas para substituir trabalho humano. Muitos caixas estão perdendo seus empregos. Isso é o capitalismo! Eu: --- Por outro lado, a tecnologia, ao eliminar um posto de trabalho (caixa de atendimento), cria outras necessidades. A lanchonete precisará de profissionais para manutenção de sof