Pular para o conteúdo principal

Troféu Surpresa da Temporada: Poyopoyo


Poyopoyo





    Após resenhar Brave 10, vou fazer algo que não costumo. Pensei comigo, o que me surpreendeu nesta temporada? Qual série foi uma grata surpresa? Na temporada passada, fiquei imensamente surpreso com a qualidade de um roteiro da série The Idolm@ster e que rendeu três avaliações no site. Para hoje, a série “Surpresa da Temporada” fica a cargo do curtíssimo e engraçado Poyopoyo.


    Poyopoyo é um mangá de Ru Tatuki e que atualmente possui 10 volumes editados pela Takeshobo. O animê já possui mais de 12 episódios, porque já foi renovado para uma segunda temporada. Conta a história de um gatinho, em forma esférica, chamado Poyo, que foi adotado por uma família. Vou confessar que, como não conhecia o mangá, o traço do animê, assim como o tempo de duração de cada episódio (cerca de 2 minutos e meio), me fizeram assisti-lo por último. Ainda bem! Pois foi uma grata surpresa!





    Poyopoyo é um animê tranquilo, com piadas curtas e rápidas. O traço e a produção do desenho, em estilo quase cartunesco, nos fazem ter a sensação de calma e provocam ainda mais riso através de um roteiro simples, mas muito bem bolado (sem trocadilhos com o Poyo heheh). As piadas me acertaram em cheio, porque são verdadeiras para quem possui gatos. Eu tenho três gatos comigo. Uma das piadas, por exemplo, foi a dona do Poyo (Moe) provar a comida dos gatos, em segredo. Já fiz isso! Eu caí na gargalhada! O comportamento dos felinos também está idêntico ao que nós vemos aqui em casa, como o Poyo arranhando a janela do quarto da Moe para entrar e, não conseguindo acordá-la, indo para a janela do irmão dela (Hide). Eu sei o que é isso! :D Ontem mesmo, o Hércules estava deitado na minha cama, enquanto eu lia um livro, quando ele ouviu minha mãe abrir o saquinho de ração. Ele pulou da cama com imensa velocidade, tal qual Poyo no primeiro capítulo. Enfim, quem cuida e conhece gatos vai gargalhar com as piadas ali apresentadas. O animê é curtinho e apresenta também a vida dos amigos do Hide que também possuem animais.






    Uma série nota 10 e que não perdeu o pique das piadas, criou uma sequência ótima de eventos e acertou na produção. Podem assistir no Crunchyroll (cliquem) se quiserem!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…