segunda-feira, 24 de outubro de 2011

A Bela Sintra- Brasília

CRÍTICA

 

Retirado da versão antiga do Outros Papos (UOL). 


Restaurante A Bela Sintra abriu, mês passado, um estabelecimento em Brasília. Até criei coragem para visitar. Quem acompanha o meu blog sabe que fiquei com reservas a restaurantes caros por causa da minha experiência com o Gero (Iguatemi Brasília)! Pois criei coragem, economizei e fui verificar. Estava tenso, até escondi meu carrinho em uma quadra residencial para evitar olhares dos maitres que recebiam os clientes. Pois o ambiente ficou leve, por uma providência de um deus cômico, por causa de uma moto. Explico. Cheguei muito sério à porta do suntuoso restaurante, quando uma moto estacionada em frente a uma pizzaria caiu sozinha e quase bateu em um carro, que estava estacionado ao lado. Todos riram, o gelo e a tensão foram embora. Um alívio para mim. A equipe foi muito cordial e atenta a todo o serviço. Não deixaram os copos esvaziarem, trocaram porções do couvert, quando necessário, foram prestativos e pacientes inclusive na indecisão de minha mãe ao escolher uma sobremesa. O ambiente é tão bonito que só posso caracterizar como de bom gosto, clássico e sublime. Os pratos foram servidos sem demora. Para mim, um “Camarão ao Champanhe acompanhado de arroz com maçãs”. Um prato delicado, com uma apresentação interessante e um gosto equilibrado. Quase não se percebia o champanhe e o arroz balanceava o camarão. Minha mãe pediu o “Bife à ‘a Bela Sintra”. Minha mãe definiu-o como sofisticado e bem servido. As sobremesas estavam com uma apresentação ótima e daí surgiu a dúvida de minha mãe para a escolha da sobremesa adequada. Pedi uma sobremesa clássica da casa- “Sericaia do Alentejo”. Minha mãe pediu “Toucinho do Céu”. Ótimas. Sericaia assemelha-se a um leve e saboroso pudim de leite, e eu adoro pudim. O café veio com muitos acompanhamentos, como o famoso “Pastel de Belém”. Não resisti e, mesmo satisfeito, provei o famoso pastel. Sensacional, porque a massa estava crocante e o interior cremoso. O preço? Cerca de 300 reais, para toda essa apresentação e sabor, então achei bem mais barato que o Gero e muito superior na culinária, no serviço e na arquitetura. Esse, com certeza, vai levar alguma estrela do Guia 4 Rodas!


 




SHCS Quadra 105, conjunto 35 Brasília


Telefone: 61 3244 3386