Pular para o conteúdo principal

Drops Rabugento: Kino & Black Clover!

Drops: Kino & Black Clover

Cuidado, tem spoilers de episódios aqui. Spoilers!
Pela primeira vez, é um drops rabugento, ou seja, vou criticar estas séries. Spoilers!

Kino



Kino trata das aventuras de uma jovem garota (que o diretor faz questão de alterar a cor dos olhos. Ainda não sei se eles mudam de cor pela incidência de luz, ou se tem um plot twist escondido nisso, ou se o diretor fumou) que viaja por diversos países, conhece sua história e parte após três dias. Acontece que tem muita coisa me incomodando aqui, além da cor dos olhos dela.

Primeiro, o enredo descreve que ela visita diversos países. Acho que o correto seria dizer que ela visita as capitais dos países, pois, se forem países, com uma única cidade, são países minúsculos! A segunda coisa, eles forçam uma barra para o drama. No último capítulo que vi, um “país” iria ser destruído por um vulcão. Os moradores sabiam disso. E eles preferiram esperar a morte certa pelo vulcão. Pelo amor de Deus, por que não foram acampar? Ficavam acampando ali perto, depois que o vulcão destruísse a cidade, eles voltariam e a reconstruiriam. Que bando de malucos suicidas! Preferiram morrer junto com a cidade, que eles poderiam reconstruir se optassem por se afastar um pouco. Acho isso forçar uma barra para o lado do drama. Isto é, drama sem necessidade.

Um ponto comum na nossa história real é a determinação de sobrevivência dos povos. Os povos lutam por sua sobrevivência Veja o caso de Israel, no vídeo abaixo, e compare com a decisão dos cidadãos deste país imaginário, visitado na série pela Kino. Com certeza, vai perceber que o enredo foi patife!




Bom, o que eu quero de uma série que tem uma moto que fala, e ninguém se espanta com isso? Mesmo assim, vou continuar acompanhando!



Black Clover




Um rei mago derrotou um rei demônio que destruiria o mundo. Depois desse dia, todos querem o título de rei mago. Esse é o contexto geral do enredo. E o enredo incomoda. Em um capítulo, duas semanas atrás, uma personagem adquiriu um poder para resolver uma contenda. O problema é que isso não foi explicado antes, então, foi um “deus ex machina” que o roteirista usou para resolver o problema. No capítulo seguinte, resolveram explicar porque ela adquiriu aqueles poderes. Isso é jogo sujo com a audiência. Simplesmente deram a ela um poder, de uma forma que não fora explicada anteriormente. Sim, é preciso explicar, dar as regras, mesmo que seja para quebrá-las depois. As cartas devem estar na mesa sempre.

 Fora que o personagem principal passa pelas fases da jornada do herói de forma rápida demais como, por exemplo, a aceitação dele pelos integrantes dos Touros. Bastou um desafio e todo mundo foi bater nas costas dele. Ele não precisou conquistar a confiança dos integrantes de maneira gradual, um por um. A série  prometia ser a sucessora de Naruto, mas está muito atrás dela e de Fairy Tail, que é outra obra que influencia Black Clover.  Sem contar como o personagem inicial torna-se irritante com seus gritos constantes.

Quem sabe a série mude e se desenvolva. Quero ser otimista e acreditar que a série irá melhorar com o tempo.  

Caso decida, pode assistí-los no Crunchyroll!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…