sábado, 4 de fevereiro de 2012

Poema: Espada e Integridade





Homem íntegro que com sua espada avança,

Inquieto coração que pulsa por justiça.

Momentos, segundos, tornam-se eternos,

Uma eterna luta consigo mesmo,

Rasgando a brutalidade com lampejos do metal de sua espada,

A espada que outrora matava, agora resgata!



Katana com fio invertido, lâmina incapaz de matar,

Estado de espírito com belo lema,

Na justiça desta espada há de se confiar,

Sempre protegendo os que sua vista alcança,

Homem íntegro que com sua espada avança,

Inquieto coração que pulsa por justiça,

Nesta justiça podemos confiar!





COTIDIANO



Já fazia algum tempo que não construía um acróstico e já faz algum tempo que não faço isso inspirado em um personagem de animê e mangá. Este personagem tem uma lição muito forte, uma crítica social ácida, um lema que promove realmente mudanças e um passado muito bem construído. O lema dele só perde para o lema de outro assassino: Aku Soku Zan (O Mal Imediatamente Eliminado).



Semana que vem vai ter menos animês no blog. Vou me concentrar em outros tipos de textos. Dos 15 textos mais lidos do blog, de todos os tempos, apenas 2 eram, ou citavam, animês e mangás. Então, semana que vem vai ter crítica a livro, reflexões, quadrinho (comipo) e poema. Então, esse poema é uma despedida. Quem sabe, após duas semanas,  se houver algo interessante, eu volte a falar do tema!