quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Outros Papos Indica: O Cérebro que se Transforma



Norman Doidge é psiquiatra, psicanalista e pesquisador da Columbia University Center of Psychoanlytic Training and Research, em New York, e também psiquiatra da Universidade de Toronto (Canadá). Ele é o autor deste livro que indico a leitura. O livro, segundo o próprio editor, “reúne casos que detalham o progresso surpreendente de pacientes” que demonstram como o cérebro consegue ser plástico e mutável. Pacientes como Bárbara que, apesar da assimetria cerebral grave, na qual existia retardo em algumas funções e avanço em outras, conseguiu se graduar e pós-graduar. Um espanto para quem promove a teoria de que o cérebro humano é um órgão estático, com pouca ou nenhuma capacidade de se adaptar. “Creio que a ideia de que o cérebro pode mudar sua própria estrutura e função por intermédio do pensamento e da atividade é a mais importante alteração em nossa visão desse órgão desde que sua anatomia fundamental e o funcionamento de seu componente básico, o neurônio, foram esboçados pela primeira vez.” (Norman Doidge)


O livro não se prende unicamente aos relatos de pacientes, mas faz um breve, e muito competente, resumo da história da pesquisa científica do cérebro e suas funções, bem como explicações sobre procedimentos terapêuticos e suas alterações na função cerebral. “Quando Schwartz e sua equipe fizeram exames de neuroimagem em pacientes que haviam melhorado, descobriram que as três partes ‘travadas’ em conjunto e ativadas simultaneamente de forma hiperativa haviam começado a se ativar separadamente, de forma normal. O travamento cerebral estava sendo aliviado” (Doidge:189p:2011)


É uma leitura interessante, pois podemos colocar em nossas mentes que nada nos é impossível, pois nosso cérebro se transforma de acordo com nossas atividades e exercícios. É como eu afirmei no capítulo 11 de meu livro: “Supere barreiras e vença seus medos! Tenha em mente que nada é impossível ao que crê! Tenha fé de que pode ser um bom nadador? Esforce-se, treine, estabeleça metas e as vença! Não desanime se os resultados não forem imediatos, pois muito do que tenho pedido e me esforçado a realizar, tem-me custado anos de luta. Vamos ser pacientes, esforçados e lógicos. Tenha equilíbrio em tudo que for estabelecer para fazer"!


Acho que a principal alegria que tive ao ler este livro é saber que o cérebro pode ser alterado, que nada está estagnado, que não existem barreiras intransponíveis, desde que se treine bastante, e que podemos superar diversos desafios. Que se alguém consegue reaprender a falar, ou a andar, indica que nossa mente se adapta e a adaptação é a principal esperança para se superar obstáculos. Por isso indico esta leitura.


“O cérebro se modifica. Ele é um órgão plástico, vivo e pode de fato transformar as suas próprias estruturas e funções, mesmo em idades avançadas. A neuroplasticidade — uma das descobertas mais revolucionárias desde que os cientistas desvendaram os primeiros esboços da anatomia básica do cérebro — promete derrubar a noção ultrapassada de que o cérebro adulto é rígido e imutável. A neuroplasticidade não apenas dá esperança àqueles com limitações mentais, ou com lesões neurológicas consideradas incuráveis, mas também expande nosso entendimento da saúde do cérebro. (...)  Aprendemos como nossos pensamentos podem ativar ou desativar nossos genes, alterando a anatomia do cérebro”. (Apresentação do livro na livraria Amazon)


Para comprar o livro clique aqui!

Para comprar o meu livro (e-book) clique aqui!