segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Poema: Laços

Laços

 

Obs- texto possui descrição de um fetiche. Se você for de menor de idade NÃO LEIA!!! É sério!!!! Não leia!!!!!

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

 

 

Estes laços são azuis,

Cor de seus olhos,

Feitos para seu corpo dominar,

Estes laços são azuis,

Com delicadeza e sensualidade,

Apreendem pulsos, pernas e espírito

Estes laços são azuis,

Cor de seus olhos.

 

 

Cotidiano:

 

Leram apesar do aviso? Pelo menos tentei fazer o menos obsceno possível, tornando-o o mais sensual possível. Possui um esquema do triolé, como em “A Janela”. A paixão a dois é difícil de descrever de forma sensual. Muitos escritores possuem essa habilidade de tornar um momento carnal em uma bela poesia, ao invés de um texto podre. Espero ter chegado, ao menos, em 20% de competência dos grandes mestres. Essa foi uma leve descrição da minha primeira fez com o sadomasoquismo. Foi em 1996, com uma colega de faculdade de lindos olhos azuis. Ela me apresentou esse fetiche e eu gostei! **Risada malvada**