Pular para o conteúdo principal

A oração possui poder atestado em teses científicas!


O Poder Humano
Estudos recentes demonstram como a energia humana transforma seu ambiente.



    Quem nunca viu Cavaleiros do Zodíaco, ou Dragon Ball Z, cujos personagens utilizam-se de sua energia vital, ou espiritual, para efetuarem golpes que destruiriam planetas e galáxias? Na cultura japonesa, o culto desta energia espiritual é antigo e pode ser visto em todos os meios de comunicação disponíveis. Estudos recentes demonstram que esta crença não é assim tão fantasiosa. Descrevo duas pesquisas recentes, uma do Brasil, e a outra do Japão, sobre a influência das energias humanas e como elas podem alterar o ambiente.


“A Mente é o criador de tudo, a Mente é a Substância que preenche o Universo, a Mente é Deus onipotente e onipresente. Quando a Mente deste Deus onipotente, deste Deus perfeito, entra em vibração e se torna palavra, desenvolve-se todo o fenômeno e todas as coisas passam a ser.” ( Sutra Sagrado Chuva de Néctar da Verdade, Masaharu Taniguchi, 1936.)


    O cientista e pesquisador, Dr. Masaru Emoto, por meio de uma pesquisa simples, mas muito competente, concluiu que a água transforma-se segundo as vibrações, energias e palavras nas quais está submetida. A conclusão desta pesquisa pode ser achada no livro “O Milagre da água”, da editora Cultrix. A pesquisa é simples, pois coloca um pouco de água para receber uma oração e, após isso, congela-se a água e a fotografa. A água que recebeu orações e belas palavras transforma-se em um lindo cristal.






    Sobre esta pesquisa, o site Orando pela Terra nos dá uma ótima reflexão ao publicar, em suas linhas, a seguinte frase: “Lembremos que nosso organismo é composto por 70% de água. Assim, pensamentos, sentimentos e emoções de amor, fé e alegria vibram positivamente em toda a estrutura psíquica e espiritual, refletindo-se em nosso corpo carnal. Por isso é muito útil ficarmos perguntando sempre a nós mesmos qual é o tipo de energia que estamos gerando nas moléculas de água do nosso corpo”.


    Como já foi estudado pelo pesquisador, e já foi nos dado segundo as palavras do Sutra Sagrado, a Mente que domina o universo, e que transforma a água, é a responsável pela alteração de mundos interiores. E isso tem alguma ligação prática conosco? Segundo estudos do médico Ricardo Monezi, para conclusão de seu mestrado em Ciências, pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, existe alteração fisiológica pela imposição de mãos em práticas de oração. Assim ele resume sua tese de mestrado “Avaliação de efeitos da prática de impostação de mãos sobre os sistemas hematológico eimunológico de camundongos machos” (2003)


“Estudamos a impostação de mãos sobre camundongos, avaliando parâmetros hematológicos e imunológicos. Nossos resultados demonstraram nos animais que receberam a impostação de mãos uma diminuição significativa do número de plaquetas, elevação do número de monócitos na leucometria específica, elevação da atividade citotóxica de  células não-aderentes com atividade  NK e  LAK. Os grupos controle e placebo não mostraram qualquer alteração Os resultados encontrados nos levam a concluir que há uma alteração fisiológica decorrente à impostação de mãos e que há que se estudar por que ela ocorre”.






   A impostação de mãos, segundo esta tese, colaborou para melhorar a vida de camundongos machos mediante elevação de seu sistema de defesa biológico. São duas teses que se complementam e contribuem para reforçar a cultura japonesa, da energia espiritual (mental), e as práticas milenares de cura pelas orações. É curioso como a cultura científica começou a se aproximar  do que já é praticado a milênios e começou a confirmar que tais práticas não são crendices, mas possuem efeito prático. Então, vamos orar? E, mais importante que orar, vamos acreditar em um mundo melhor, pois nossa Mente alcança Deus. Vamos mentalizar um mundo melhor!


“Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor” (Tiago versículo 5: 14)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…