quarta-feira, 27 de maio de 2020

Amar é sadomasoquismo


Sua força eu quero esgotar;
Seus braços quero imobilizar;
Seus pulsos eu desejo amarrar;
Suas pernas quero entrelaçar;

E seus tornozelos agrilhoar.
Sua linda boca amordaçar;
Seus gemidos ouvir até amar;
Eu vou, nesse instante, te vendar;

Sentir seu ofegante respirar;
E em meu ouvido o seu arfar;
Quero, sim, muito me apaixonar;

Sentir sua frágil pele corar;
Meu toque lento a ti despertar;
Bondage é o mais belo amar!



O soneto decassilábico foi inspirado em uma personagem do jogo analisado na segunda-feira. É um fetiche que respeito. O AMV abaixo não tem relação nem com o jogo e nem com o poema, mas é de uma sensualidade que faz uma certa ligação com as palavras desse poema.



Poemas no Twitter III

 Enfim, o último poema lançado no Twitter e fechando essa semana.