Pular para o conteúdo principal

Drops: O Melhor de Porto Alegre II & Melhor Animê da Primavera de 2017!

Drops: O Melhor de Porto Alegre II & A Melhor Animação 2017, II

O Melhor de Porto Alegre
Caipirinha


Caipirinha do Izakaya Danjou


Para este rápido texto, decidi analisar as caipirinhas de alguns bares e restaurantes da capital. Caipirinha clássica, isto é, a de limão! Os estabelecimentos analisados: Heilige, Outback (Barra Shopping Sul), Bah, Champanharia Natalício (Barra Shopping Sul), NB Steak, Izakaya Danjou e Cisne Branco. O que foi analisado: harmonia, força e prazer.



Caiprinha do Bah!




Harmonia

A mais harmônica é aquela na qual os ingredientes se misturaram com perfeição e não ficaram brigando pela dominância do sabor. Parece estranho, pois a caipirinha é feita de uma bebida alcóolica, açúcar, limão e gelo. E, por incrível que pareça, em algumas casas, os ingredientes não tinham muito equilíbrio. A mais harmônica, a mais perfeita, foi a da Champanharia Natalício. O curioso é que não estava no cardápio, mas o garçom não se intimidou, pegou minhas preferências e preparou a bebida. Assim nasceu a vencedora!

CHAMPANHARIA NATALICIO BARRA SHOPPING SUL
Porto Alegre - RS
Av. Diário de Notícias, 300 - 2º piso
51. 3028.1077



Força

Não diz respeito apenas ao teor alcóolico, mas ao sabor acentuado também! Ela não é harmônica, pois um dos ingredientes vai se sobressair positivamente. A com maior força foi a caipirinha do NB Steak. Bateu forte, rápido e de forma quase silenciosa. Essa não é indicada para quem está dirigindo, mas é muito boa! Se quiser aquela caipirinha que vai queimar os seus problemas no primeiro gole, eu indico a do NB Steak.


Rua Ramiro Barcelos, 389 - Floresta - Porto Alegre/RS - (51) 3225-2205



Prazer

Aqui, prazer significa todo o contexto em volta da bebida. O vencedor neste quesito: Cisne Branco! Tomar uma caipirinha bem preparada, enquanto navega pelo Guaíba, e vê Porto Alegre de um barco, é um dos prazeres desta viagem. Peça uma caipirinha acompanhada de uma porção de fritas, relaxe e navegue pelo Guaíba. Com certeza, esta foi a experiência mais incrível, e repleta de prazer, que fiz. Vale cada segundo!



EMBARQUES / DESEMBARQUES

Cais do Porto de Porto Alegre, armazém B3 com acesso de Pedestres na Praça atrás do Mercado Público.




Melhor Animê 2017- Primavera

Eromanga Sensei (Crunchyroll)





A história trata de um garoto que, logo após o pai se relacionar com uma outra pessoa, dando a ele uma irmã, acaba por perder a ambos (o pai e a madrasta). Sozinho, com a sua irmã, que acaba ficando reclusa no quarto, ele se vê pressionado por este destino. Para desabafar, acaba se tornando um escritor e consegue um sucesso relativo. Em um determinado dia, ele acaba descobrindo que a pessoa que desenha as ilustrações de seus livros é sua irmã reclusa. Com o pseudônimo de “eromanga-sensei”, que ela própria renega, colabora com os livros dele criando as ilustrações. Neste momento, Izumi (o garoto) se vê impulsionado a se relacionar com sua irmã, tentando fazê-la se abrir com ele. Este é o início da promessa que ambos farão e o início de um novo momento na vida deles.

Tinha tudo para ser um drama, mas o autor resolveu guiar o material para a comédia. E ficou sensacional! A vida é um elo de escolhas que te guiarão, fazendo seu futuro ser um eco de seu passado. O futuro do Izumi foi um eco de um passado no qual ele lutou para não afundar em uma depressão e foi bem sucedido. A série demonstra isso com perfeição. Os diálogos, as cenas, a música, a promessa, a direção, ou seja, tudo foi muito bem trabalhado para entregar uma série leve, atraente e com personagens carismáticos e cenas inesquecíveis. A Sagiri (irmã), por exemplo, é formidável. Além de reclusa, ela tem manias que a fazem parecer um velho, por vezes tarado, de 70 anos e isso a deixa muito carismática, criando cenas que me fizeram rir demais! Os outros personagens deixam esta mistura ainda mais agradável e polêmica!

Eu também me liguei na necessidade que o Izumi tinha em escrever, pois acredito que todo autor passou, ou passará, por momentos como os dele. E isso ficou guardado em mim. O resultado é que ele se tornou, para mim, um personagem simbólico.

E que música sensacional para a abertura. Confira abaixo!





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…