sexta-feira, 30 de junho de 2017

Drops: Música e Filmes!

Drops: Música nos Filmes

Música nos Filmes


Vou deixar aqui um vídeo do Gaveta sobre a importância da música no cinema. Como ele bem informou, a música é a forma como o diretor vai querer mexer com a emoção do público. Fui assistir, na semana passada, o novo filme da franquia Power Rangers e senti que um dos erros do diretor foi na escolha de músicas para a ação dos personagens. As músicas não empolgavam. E isso me lembrou de um clássico da década de 70, que deixo logo abaixo do vídeo do Gaveta. Música de verdade, com um filme de verdade. Os diretores deveriam sempre lembrar disso.


Neste vídeo, cena de Superman, na década de 70, vemos como a música bem executada pode intensificar a emoção de uma cena. Todos os diretores deveriam saber fazer isso, no mínimo!


quarta-feira, 28 de junho de 2017

O ciclo da vida!

Um ciclo interminável é a vida;
Repete-se a dor, nesta Terra sofrida;
Eterna repetição de vícios, erros e pecados;
Somente a Graça para salvar tantos amaldiçoados.

Um ciclo interminável é a vida;
Repete-se a alegria, a fé e a luz engrandecida;
Eterna repetição de esforços, acertos e perdão;
Somente pela Graça conseguimos êxito nessa missão.

Um ciclo interminável é a vida;
Uma rosa muito florida;
Com espinhos nos fere o coração;

Com suas pétalas nos encanta com devoção.


Aqui embaixo está o trailer do mais recente trabalho inspirado em Budha do mestre Tezuka. O líder espiritual que nos revelou, entre outras coisas, o desapego como forma de transcender ao carma e às paixões desta vida. 

  

segunda-feira, 26 de junho de 2017

A semana será agitada!





Moro e Lula

Após uma longa investigação e uma longa análise de mérito, aproxima-se o dia da primeira sentença de Lula a ser dada pelo juiz Sérgio Moro. Segundo a reportagem que ilustra este meu pensamento, Moro possui extensa documentação que evidencia que Lula seria o verdadeiro dono do apartamento. Isso indica que o juiz deverá dar mesmo uma sentença condenatória ao ex-presidente.  

Como o advogado de Lula não consegue uma base sólida para a sua defesa, ele se usa de outros recursos para justificar uma condenação que se evidencia a cada dia, ou seja, tanto ele, como seu cliente, insistem em perseguição política. O MPF já se pronunciou sobre isso, como mostra a reportagem, denunciando esta prática ao afirmar que “a defesa do ex-presidente está usando recursos eticamente duvidosos para atacar. Quer transformar um julgamento de crimes por corrupção em julgamento político”. Isso pode gerar consequências também para o advogado de Lula, pois o MPF pode pedir representação contra ele para a comissão de ética da OAB. Seria interessante se isso acontecesse, pois seria um freio nas ações dos advogados que venham a ultrapassar o limite do código de ética da OAB.

Janaína Paschoal, através de sua conta no Twitter, veio a desabafar escrevendo que espera que Lula não venha a ser absolvido por “excesso de provas”. Sim, após o insano julgamento da chapa PT-PMDB, isso está quase virando tese jurídica, por mais absurdo e irônico que possa parecer. Entretanto, pelo que observa a reportagem, Moro realmente está convencido da culpa de Lula e a sentença já deve sair em breve.

E Depois?

Saindo a sentença de Lula, quer seja positiva ou negativa, abrir-se-á prazo recursal para ambas as partes recorrerem para a instância superior. Sim, Moro é apenas um degrau na escala deste julgamento, mas um degrau muito importante. E, pelo que eu ouvi falar, a segunda instância parece ser mais rigorosa que o juiz e pode até enrijecer a sentença monocrática dada por Moro.

Como Lula almeja alcançar 2018 sem uma condenação em segunda instância, que o impediria de concorrer a qualquer cargo público, ele e seu advogado tentarão arrastar este julgamento ao máximo. Lógico, ele também não deseja a cadeia. E eu estou muito interessado nessa etapa, pois a esquerda fez do Moro um chefe de um esquema político contra o Lula e, agora que o recurso será julgado pelo colegiado de juízes, quem a esquerda nomeará como novo vilão?  Eu só vou esperar para ver e fico com pena do juiz, ou juízes, que serão atacados por eles.

E o Temer?

A Polícia Federal já finalizou a análise do áudio entregue por Joesley. Eles acharam, por óbvio, indícios de crime do presidente na conversa, mas eu não fiquei sabendo se a PF achou edições no áudio. Só vamos ficar sabendo disso esta semana.  Esta semana, também, outras denúncias serão conhecidas contra o atual presidente e isso torna a importância da gravação menor. Ainda bem, pois se a gravação fosse a única evidência contra o presidente, se a mesma estivesse corrompida por edições, não serviria de prova contra o mesmo. Com mais denúncias aparecendo, a condenação de Temer fica mais evidente.

Conclusão


A semana que se inicia será para arrebentar o Brasil. Segura a economia, que as ondas irão agitar!