Pular para o conteúdo principal

Drops: Mira & Vendas em baixa!

Drops: Yata Mirror & Vendas de discos no Japão


Yata Mirror



Dia 06/09/2017, encerrou-se o evento Ghost in the Mirror, então, nada aqui é spoiler. Em Ayakashi, como mencionei algumas semanas atrás, nós tínhamos a ajuda da Mira. Uma personagem que nos cativou a todos e fez muitos fãs de AGG chorarem com a notícia do fechamento do jogo. A Mitama Games surgiu da equipe asiática do jogo, que negociou para permanecer com a marca e, então, eles criaram Otogi em cima do que foi AGG. No evento Ghost in the mirror, nós fomos apresentados a Yata Mirror, ou Mira, como mostra o vídeo abaixo do capítulo final do evento. Sim, podemos comemorar, é a Mira de AGG que retornou! YEAH! Seja bem-vinda de volta, Mira! Considerei isso o retorno triunfante e magnífico desta personagem carismática. Obrigado, Mitama Games!





Vendas de discos no Japão

Li aqui que as vendas de discos, para animês, no Japão está caindo. A resposta para a recuperação está em Mises, nas palavras de John Tamny, que escreveu “Por outro lado, quando você entende perfeitamente que seu país é um mero pedaço de terra envolto por vários outros no globo terrestre,  a perspectiva muda completamente. A partir do momento em que você entende que o seu mercado é global — em vez de apenas local —, que você pode transacionar com qualquer indivíduo do planeta, que você pode vender para, e comprar de, qualquer pessoa de qualquer ponto do mundo, e que, principalmente, qualquer indivíduo do mundo pode investir em sua área, toda a análise econômica muda.” As empresas do Japão sempre estiveram com o queijo e a faca nas mãos, mas não sabem aproveitar isso. Kimi no na wa vendeu mais de um milhão de exemplares em disco, pois saiu com legendas em inglês e, tenho certeza, isso contribuiu para o sucesso de vendas.


Dessa forma, ao produzir um animê para venda em disco, primeiro ele tem que passar via streaming. Os principais portais do ocidente são: Funimation (que dubla) e Crunchyroll que legenda e dublará em um futuro próximo. Façam acordos! Ao passar um animê, reúna informações e acrescente ao disco legendas em outros idiomas de acordo com a audiência que o material teve nos portais, assim como dublagem em inglês. Aumente o número de capítulos por disco, para dar uma sensação de que o comprador está tendo retorno de seu investimento. Sei que este último ponto é mais arriscado, mas ao vender um produto com mais capítulos por disco, pode atrair o comprador pela quantidade. E venda para o MUNDO! Não se concentre apenas no mercado interno. Use o streaming como ponto de partida e estudo, coloque legendas e dublagem em outras línguas e venda globalmente! Tenho certeza que vai vender mais! 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…