Pular para o conteúdo principal

Liberdade Econômica X Prosperidade

Países ricos e liberdade econômica!

Vou deixar dois links aqui e vou relacionar bem rápido as duas listas.

Liberdade Econômica – Heritage Institute
Ranking da Prosperidade – Legatum Institute

Na primeira lista, temos os países com maior liberdade econômica, ou seja, com menor interferência do Estado. Veja abaixo a imagem, mas recomendo entrar em ambos os sites para ver mais informações. Os dois primeiros países merecem destaque, pois podem dar uma indevida ideia sobre a atuação do Estado, por isso, escrevo em especial sobre eles.



Hong Kong (clique) tem apenas 3,3% da população ativa desempregada e 56 mil dólares de renda per capta. Como foi colônia do Reino Unido, ele segue um sistema chamado “um país, dois sistemas”, após ter sido devolvido para a China. Segue: “Hong Kong became part of the People’s Republic of China (PRC) in 1997. Under the “one country, two systems” agreement, China promised not to impose its socialist policies on Hong Kong and to allow Hong Kong a high degree of autonomy in all matters except foreign and defense policy for 50 years.”

Singapore (clique) é uma democracia com sistema republicano parlamentarista unicameral. Foi colônia do Japão e do Reino Unido, tornando-se independente de fato em 1965. Segue: “Singapore is a democratic state that has been ruled by only one party, the People’s Action Party (PAP), since independence in 1965. In the September 2015 election, the PAP won 83 of the 89 parliamentary seats and 69.9 percent of the vote. Prime Minister Lee Hsien Loong has led the government since 2004. Certain civil liberties, such as freedom of assembly and freedom of speech, remain restricted, but the PAP has embraced economic liberalization and international trade. Singapore is one of the world’s most prosperous nations. Its economy is dominated by services, but the country is also a major manufacturer of electronics and chemicals.”

Como veem em ambos os exemplos, quando o Estado coloca a mão em algo, existe uma retração, até na liberdade de expressão. Quando o Estado deixa a economia livre, ela prospera como nação. Ambos os países tem IDHs ótimos e, portanto, são países também bem relacionados na lista dos mais ricos. Singapore em 19º lugar e Hong Kong em 23º lugar no ranking. Caso tenha dúvidas sobre o governo de algum país, entre no site e veja os fatos clicando no país que desejar.


Aqui a lista dos 15 mais ricos países do mundo!





E chegamos na lista para a comparação. Percebam que na lista dos países mais ricos do mundo estão quase todos os países com maior liberdade econômica? Dos 15 países na lista, 10 estão no ranking de maiores liberdades econômicas. Vejam os dois quadros lado a lado e perceberão que falo a verdade. Quanto mais o Estado tenta interferir na economia, menos próspera é a nação. Adam Smith já havia dito que “o que vai gerar a riqueza das nações é o fato de cada indivíduo procurar o seu desenvolvimento e crescimento econômico pessoal", então, quando o Estado machuca o equilíbrio econômico com alguma interferência, tira do povo a capacidade de procurar seu desenvolvimento pessoal e, logo, empobrece o país. A relação entre Liberdade Econômica X Prosperidade torna-se verdadeira. Possivelmente, você pode ter ouvido sobre o mito do socialismo da Suécia. Deixo aqui um texto com vídeo e um vídeo para te esclarecer sobre o tema.

Gazeta do Povo: Sueco derruba o mito do socialismo que deu certo em um minuto




Continuando, os países mais ricos e com maior liberdade econômica são, por óbvio, os países com excelentes níveis de IDH. É o capitalismo “malvadão” que faz o povo sorrir, pois estes mesmos países aparecem em uma lista peculiar. Veja-a abaixo.


Conclusão




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Diego Rox e o Jardim das Borboletas

Diego Rox e o Jardim das Borboletas
Como sabem, sou inscrito do canal do Nando Moura, ou seja, sou um dos “bots” do canal. Sobre este assunto, está até engraçado. Vou escrever sobre isto antes de entrar no assunto. Os adversários que temem a verdade nos ofendem com termos que não condizem com nosso real comportamento. Ficou engraçado, porque, se juntarmos todas as ofensas em uma frase, eu acabo virando um “robô, com recurso de bot, nazista e fascista, que não gosta de odores fortes”, por isso, está engraçado ver esta situação. Fui reduzido a um robô Windows 10, que não gosta de pum.
Ao assunto. Através do vídeo do Nando, sobre o uso de bots, eu acabei conhecendo o canal do Diego Rox. Veja um vídeo abaixo. Ele parece ter uma agenda parecida com a do Nando Moura, isto é, ele é cristão, pois acredita em Deus e em Cristo, prega ação contra a corrupção, homenageia os verdadeiros heróis anônimos, é caridoso e defende a liberdade. Uma agenda que também me aproxima dele, por isso, hoje, esto…

Cavaleira ou Amazona? Veja a resposta!

Amazona ou Cavaleira?
    Em meu tempo de colégio, nas décadas de 80 e 90, nos foi ensinado que o feminino de cavaleiro seria amazona. Em uma prova, um colega marcou o feminino de cavaleiro sendo cavaleira e foi repreendido. Desta forma, fixei amazona como o feminino correto para o termo em questão, ou seja, mulher que anda a cavalo. Ao assistir Walkure Romanze, eu me deparei com a palavra cavaleira e me questionei. Inclusive, alertei-os para a forma que eu julgava correta, mas sem retorno positivo. Deste modo, fui pesquisar para ver se a expressão estaria correta.


    Nestas pesquisas, encontrei um professor que prontamente me respondeu a esta questão. O caso estava solucionado com uma bela lição que, agora, repasso a vocês. Com a palavra o professor Ari Riboldi.
    No meu tempo de estudante, no ensino primário e no ginásio, também se aprendia assim: cavaleiro (masc.), amazona (fem); cavalheiro (masc.), dama (fem.). No entanto, os dicionários registram o termo 'cavaleira' …

Será o Veredito?!

Canal Será o Veredito?!
Foi a primeira recomendação do Youtube que gostei de ter recebido. Sobre o canal: “O Direito tá na mídia! O Direito tá na moda! Um juiz de direito se torna celebridade nacional. Tribunais transmitem suas sessões ao vivo pela televisão. Os meios de comunicação não se cansam de veicular notícias jurídicas. Mas, o mundo jurídico possui formalidades que dificultam a compreensão dos seus temas pelo cidadão que não tem formação no direito. Muito se fala; pouco se explica. Por isso surgiu o "Será o Veredito!?". Um canal que traz informações sobre o direito com uma linguagem simples, clara e objetiva.”



O primeiro vídeo que vi desse canal foi uma resposta ao Bugalho. Uma resposta baseada em livros, mostrando a fonte de seu conhecimento e minando, com ótimos argumentos, a posição de seu opositor. Todos os vídeos que assisti foram assim, com a fonte de leitura em mãos. Ele já se disse de centro-direita, o que o faz ser um aliado natural da liberdade e da proprie…